UFJF - Universidade Federal de Juiz de Fora

História da UFJF

Você está em: História da UFJF

Brasão_da_UFJF

 

Fundada em 1960, por ato do então Presidente Juscelino Kubitschek, a fim de tornar-se um pólo acadêmico e cultural de uma região de 2,5 milhões de habitantes no Sudeste do Estado de Minas Gerais que tem como centro a cidade de Juiz de Fora, a Universidade Federal de Juiz de Fora é atualmente uma mais importantes da região. Conta hoje com 20.000 estudantes, 1.000 professores e 1144 servidores técnico-administrativos educacionais. Oferece 37 cursos superiores de graduação, agrupados em 16 unidades acadêmicas que abrangem ciências humanas, exatas e também exatas e também a área de saúde: Administração, Bacharelado Interdisciplinar em Ciências Humanas, Bacharelado Interdisciplinar em Artes e Design, Arquitetura e Urbanismo, Musica, Ciências Biológicas, Ciências Contábeis, Ciência da Computação, Ciências Econômicas, Ciências Exatas, Ciências Sociais, Comunicação Social, Direito, Educação Física, Enfermagem, Engenharia Civil, Engenharia Computacional, Engenharia de Produção, Engenharia elétrica, Engenharia Mecânica, Engenharia Sanitária e Ambiental, Estatística, Farmácia, Filosofia, Física, Fisioterapia, Geografia, Historia, Letras, Matemática, Medicina, Nutrição, Odontologia, Pedagogia, Psicologia, Química, Serviço Social, Sistemas de Informação e Turismo, 30 cursos de mestrado e 14 de doutorado. Abrange também o nível médio e técnico, com cerca de 10 cursos. 

 

A instituição hoje

A UFJF reúne na atualidade 16 unidades acadêmicas, agregando 36 cursos de graduação, 26 cursos de mestrados acadêmicos, três mestrados do tipo profissional e nove cursos de doutorado, com 1.100 alunos matriculados. Atualmente (2010), são disponibilizadas 338 bolsas de mestrado e doutorado. Foram aprovadas 286 publicações em 2009, entre dissertações e teses, com mais de 800 artigos publicados em periódicos nacionais e internacionais.

Além de atrair estudantes do Brasil inteiro, desenvolve um eficiente programa de intercâmbio, que, este ano, receberá 26 estrangeiros oriundos do Japão, Canadá, Equador, Angola, Congo, Gana e Cabo Verde; e 131 alunos selecionados seguirão para 32 instituições de ensino da Europa, América do Norte e Ásia.

A qualidade da graduação da UFJF é reconhecida nacionalmente, tem sido atestada de forma indiscutível pelos processos de avaliação implementados pelo Ministério da Educação e Cultura nos últimos anos. O crescimento da graduação, especialmente através das matrículas em cursos noturnos, que triplicaram nos últimos quatro anos, tem sido um dos instrumentos pelos quais a UFJF tem procurado tornar-se mais inclusiva, tendo realizado duas formas de processo seletivo: atualmente o SISU e o PISM(Programa de Ingresso Seletivo Misto), que aumentam as chances do aluno de entrar na Universidade.

 

 

 

 

Dados Retirados do site: http://www.ufjf.br/seminarionacionalseguranca

Workshop da Pós-graduação em Física

Apoio:

            logo-propg     cead         cnpq     cgco2-300x209  CAPES  fapemig

 


Acessos desde 11/09/2012: 27,173