UFJF - Universidade Federal de Juiz de Fora

Projetos de Pesquisa

Você está em: Pesquisa > Projetos de Pesquisa

Programa de capacitação em esquistossomose e parasitoses intestinais na Zona da Mata Mineira

 Descrição: A região da Zona da Mata Mineira possui áreas de alta e baixa endemicidade para a esquistossomose, muitas vezes bastante próximas umas das outras. No entanto, essa proximidade não predispõe ao intercâmbio de informações entre os municípios, seja do ponto de vista epidemiológico, seja acerca da ocorrência do molusco aquático do gênero Biomphalaria, hospedeiro intermediário do agente etiológico Schistosoma mansoni, em seus territórios. Essa observação vale também para as parasitoses intestinais. A desinformação dos profissionais da saúde, das comunidades e Secretarias Municipais de Saúde, aliada à falta de dados epidemiológicos confiáveis, são fatores que favorecem a expansão de endemias no Estado e no país. Então este projeto tem como principal objetivo contribuir para a geração de dados, conhecimento epidemiológico e controle da esquistossomose e parasitoses intestinais na região da GRS/JF, através da pesquisa e do serviço associados às atividades de educação e prevenção.

 

Investigação epidemiológica e controle em esquistossomose e parasitoses intestinais na Zona da Mata Mineira

Descrição: A esquistossomose e as geohelmintoses são doenças determinadas no espaço e no tempo por fatores ambientais, tais como vegetação, temperatura, uso do solo, coleções hídricas, etc. A caracterização de fatores ambientais e seus relacionamentos com a doença envolvem a utilização de imagens de satélite, geoprocessamento e análise espacial. O uso conjunto de sistemas de informações geográficas (SIG) e sensoriamento remoto (SR) permite considerar a heterogeneidade presente na distribuição espacial de doenças relacionadas com fatores ambientais, como é o caso da esquistossomose. A união entre doenças, condições ambientais, sistemas de informações geográficas, sensoriamento remoto e análise espacial é uma área de pesquisa que tem crescido nos últimos anos e torna-se importante para os estudos em esquistossomose. Através dessa união é possível determinar e delimitar, respectivamente os fatores e áreas de risco. Portanto, o projeto tem como objetivo contribuir para a geração de dados epidemiológicos e para o controle da esquistossomose e parasitoses intestinais na Zona da Mata Mineira, através da coleta, georeferenciamento e identificação do molusco hospedeiro com a determinação de seu grau de infectividade e susceptibilidade pelo Schistosoma mansoni. Além disso também contribuirá para a geração de dados epidemiológicos e para o controle das parasitoses intestinais em municípios da microrregião de Juiz de Fora.

 

Avaliação da atividade antimalárica de novos compostos químicos e extratos vegetais em Plasmodium berghei “in vivo”

Descrição: Este projeto objetiva investigar a atividade antimalárica de novos derivados aminoquinolínicos, em várias doses, usando o modelo in vivo em camundongos infectados com Plasmodium berghei. Essa atividade é comparada com a atividade da droga padrão que é a cloroquina. Também é observada a sobrevida dos camundongos tratados, em comparação com os não tratados, avaliando a atividade residual dos compostos. O teste citotóxico em macrófagos peritoneais de camundongos é utilizado para avaliar a toxicidade de cada composto.

 

Inquérito epidemiológico sobre a esquistossomose em Juiz de Fora

Descrição: Levantamento de moluscos transmissores de esquistossomose e de pessoas contaminadas em Juiz de Fora – MG. A cidade é considerada área não endêmica, mas não há um trabalho feito na área que confirme essa observação.

 

Plantas medicinais Vs. Atividade leishmanicida. Avaliação da atividade em diferentes espécies de Leishmania e estudo do mecanismo de ação

Descrição: Avaliar a citotoxicidade, in vitro, de extratos de plantas usadas na medicina popular, em parasitos do gênero Leishmania sp e macrófagos, visando a seleção daquelas que têm uma atividade antiparasitária efetiva. Além disto, avaliar os efeitos das moléculas bioativas sobre a atividade hidrolítica da ATP difosfohidrolase de L. amazonensis, visando contribuir no estudo do mecanismo de ação destas moléculas e encontrar um inibidor específico para a ATP difosfohidrolase.

 

Caracterização bioquímica e antigenicidade da ATP difosfohidrolase de Leishmania amazonensis

Descrição: Este projeto tem como objetivos a caratecterização bioquímica da ATP difosfohidrolase de Leishmania amazonensis, bem como, a análise da antigenicidade desta enzima.

 

Avaliação da citotoxicidade de novas drogas sintéticas sobre Leishmania sp e análise do mecanismo de ação das mesmas

Descrição: Este projeto visa avaliar a atividade, “in vitro”, de moléculas de origem sintética, em parasitos do gênero Leishmania sp, visando a seleção daquelas que têm uma atividade antiparasitária efetiva. Além disto, visa também avaliar a citotoxicidade dessas drogas em macrófagos peritoneais de camundongos.

Setor de Parasitologia – ICB