UFJF - Universidade Federal de Juiz de Fora

Projetos de Pesquisa

Você está em: Projetos de Pesquisa

 

Projetos de pesquisa em andamento 

 

Política provincial e a construção do estado nacional brasileiro: Minas Gerais (1822-1834)

Coordenador: Alexandre Mansur Barata 

Descrição: A historiografia sobre o processo de formação do Estado brasileiro no século XIX, apesar das diferenças teórico-metodológicas a separar os estudiosos, tem sido determinada por alguns dualismos: o embate entre as relações sociais patriarcais escravocratas herdadas do período colonial e as instituições e práticas políticas liberais; a oposição centralização e descentralização; as relações assimétricas entre estado e sociedade. Todavia, constata-se o aparecimento nos últimos anos de uma série de trabalhos críticos dessas interpretações dualísticas, que apontam para a necessidade de repensar essa temática. Desta forma, a presente pesquisa objetiva contribuir para esse debate ao problematizar as relações entre as elites locais ou regionais e a autoridade monárquica. De modo específico, a pesquisa centra-se no estudo da dinâmica política da província de Minas Gerais nas duas décadas subsequentes à Independência. A partir da construção de um banco de dados de natureza prosopográfica, busca-se compreender a atuação da elite mineira em dois espaços da organização político-administrativa provincial: o Conselho da Presidência da Província e o Conselho Geral da Província.

 

Sociabilidade maçônica e a expansão da cultura das Luzes no mundo luso-brasileiro (1790-1850)

Coordenador: Alexandre Mansur Barata

Descrição: O projeto tem por objetivos: reconhecer os mecanismos de expansão da sociabilidade maçônica no mundo luso-brasileiro entre meados do século XVIII e as primeiras décadas do século XIX; contribuir para a reflexão teórica no campo da história social da política, centrada nos conceitos de sociabilidade e cultura política; refletir sobre a expansão da cultura das Luzes no mundo luso-brasileiro; perseguir as trajetórias de alguns maçons luso-brasileiros para perceber suas lógicas de ação e buscar contribuir para a problematização dos mecanismos que possibilitam a formação de vínculos, solidariedades, identidades. 

 

Imprensa e Linguagens Políticas: Circulação de ideias, sistema representativo e rede de sociabilidade impressa, Rio de Janeiro (1840-1870) 

Coordenadora: Silvana Mota Barbosa 

Descrição:  Este projeto dá continuidade ao primeiro projeto, feito em colaboração com o prof. Jefferson Cano, do IEL da UNICAMP, denominado Imprensa e identidades políticas. O tema geral é o papel da imprensa na construção das linguagens e identidades políticas no Brasil do século XIX. Trata-se de uma pesquisa que entende a imprensa, ao mesmo tempo, como fonte e objeto e pretende investigar quais eram as matrizes teóricas, o que era citado, comentado, vendido pela imprensa da Corte a respeito do sistema representativo. Interessa também recuperar a presença das experiências dos demais países americanos, tanto da América hispânica, quanto dos Estados Unidos, nos periódicos publicados na Corte, visando investigar a “circulação de ideias” (e pessoas). O projeto está estruturado em torno de dois grandes temas da historiografia. De um lado, o sistema representativo, a circulação das ideias liberais, a definição de quem é ou não cidadão; de outro lado, a história da imprensa no século XIX, da dinâmica de uma rede de sociabilidade impressa entre 1840 e 1870, da complexidade das relações que se estabelecem entre os homens de letras, os leitores, editores, em torno da necessidade de se pensar a formação de uma opinião pública.