UFJF - Universidade Federal de Juiz de Fora

O evento

Você está em: II Seminário Internacional > O evento

01

Religião e romance moderno: Dostoiévski, Tolstói e Proust


O segundo seminário do Núcleo de Estudos da Religião em Dostoiévski e Tolstói (Nerdt) abordará o tema “Religião e romance moderno: Dostoiévski, Tolstói e Proust”. 

O Núcleo de Estudos da Religião em Dostoiévski e Tolstói (Nerdt) desenvolve pesquisas sobre a relação entre o pensamento e a arte de Dostoiévski e Tolstói e o fenômeno religioso, as dimensões estéticas, teológicas e filosófico-religiosas presentes na obra dos dois autores e a sua recepção na filosofia e na literatura moderna e contemporânea. O seminário é organizado pelo Nerdt no âmbito do Programa de Pós-Graduação em Ciência da Religião da Universidade Federal de Juiz de Fora em parceria com o Núcleo de Estudos em Religiões e Filosofias da Índia – NERF e o Programa de Pós-Graduação em Teologia da PUC-Paraná.

O segundo seminário do Nerdt – “Religião e romance moderno: Dostoiévski, Tolstói e Proust” – procurará explorar as dimensões religiosas do romance moderno entendido como uma experiência narrativa de organização e busca por sentido. A tese de Lukács, para quem “o romance é a epopeia de uma era para a qual a totalidade extensiva da vida não é mais dada de modo evidente, para a qual a imanência do sentido à vida tornou-se problemática, mas que ainda assim tem por intenção a totalidade”*, aparece como ponto de partida da estruturação teórica do seminário. O romance como forma configuradora de mundos ou interpretado como uma forma de epopeia moderna procurou encontrar a substancialidade da existência por meio de uma atitude de suspensão das modelações da vida burguesa e das arquiteturas abstratas do mundo social, imprimindo uma configuração estética e religiosa à existência. O romance de Dostoiévski e Tolstói e a sua evidente proximidade com uma gramática religiosa serão analisados em seu contexto filosófico e religioso e na amplitude da sua recepção no pensamento moderno e contemporâneo, oferecendo uma atenção particular ao contraste entre os dois russos, e também ao contraste e à proximidade dos dois autores com a forma do romance de Proust. É sob o espectro da gramática religiosa de Dostoiévski e Tolstói que o universo romanesco de Em busca do tempo perdido será analisado.

É, ainda, nesse contexto de um compromisso essencialmente espiritual, que a narrativa romanesca de Tolstói e Dostoiévski adquire força de articulação dialógica intercivilizacional com os grandes eixos civilizatórios asiáticos, em especial a Índia, China e Japão. Nestes espaços, formas tradicionais de religiosidade, plenamente consolidadas enquanto soteriologias cognitivas de uma totalidade imanente, atravessam com relativa integridade o rolo compressor da modernidade e revelam-se, assim, como interlocutores privilegiados para os territórios romanescos da ocidentalidade, onde a problemática da busca do sentido da vida encontra sua ancora e refúgio. 

A temática do evento se desdobrará em três eixos fundamentais: 1) Dostoiévski – Filosofia da Religião e Modernidade; 2) Tolstói – Teoria da Religião, Natureza e Modernidades Alternativas; 3) Proust – Filosofia e Religião.

*LUKÁCS, G. A teoria do romance. Trad. José Marcos Mariani de Macedo. 2. ed. São Paulo: 34, 2009.

 

A ilustração do evento é de Antônio Policarpo. E-mail para contato: 4karpo@gmail.com

Núcleo de Estudos da Religião em Dostoiévski e Tolstói