UFJF - Universidade Federal de Juiz de Fora

Plano de ensino

Disciplina: MOR058 - HISTOLOGIA E EMBRIOLOGIA GERAL

Créditos: 4

Departamento: DEPTO DE MORFOLOGIA /ICB

Ementa Orientar o aluno no estudo dos tecidos, abordando a histomorfologia e histofisiologia dos tecidos epitelial (revestimento, glandular e neuroepitélio), sistema APUD, tecido conjuntivo propriamente dito, tecidos conjuntivos especiais (mucoso, adiposo, cartilaginoso, ósseo), tecido nervoso central e periférico, tecido muscular (liso, estriado esquelético e cardíaco). Histomorfologia e histofisiologia das células do sangue e tecido mieloide, e ainda, as bases do desenvolvimento embrionário.

OBJETIVOS
a) Desenvolver o pensamento crítico e científico, enfatizando a abordagem histomorfológica e histofisiológica com as alterações patológicas que podem ser correlacionadas com a realidade clínica.
b) Específicos:
Estimular conhecimento teórico da histomorfologia e histofisiologia dos tecidos. Além do conhecimento do desenvolvimento embrionário. Estimular a descrição das estruturas morfológicas que compõem os tecidos através da prática com o uso da microscopia de luz.
Conteúdo 1. PROCESSAMENTO HISTOLÓGICO E MÉTODOS DE ESTUDO DOS TECIDOS
1.1 Obtenção e processamento de rotina e Métodos de estudo dos tecidos.
1.2 Histoquímica
1.3 Cultura
1.4 Hibridização in situ
1.5 Congelamento
1.6 Imuno-histoquímica
1.7 Microscópio óptico
1.8 Microscopia de contraste de fase
1.9 Microscopia de fluorescência e polarização
1.10 Microscópio eletrônico de transmissão
1.11 Microscópio eletrônico de varredura
1.12 Microscopia confocal
2. TECIDO EPITELIAL DE REVESTIMENTO
2.1 Histogênese do epitélio
2.2 Definição
2.3 Características gerais
2.4 Classificação
2.5 Especialização das células epiteliais de superfície
2.6 Importância clínica do estudo dos epitélios de revestimento.
3. TECIDO EPITELIAL GLANDULAR
3.1 Origem embrionária das glândulas
3.2 Critérios para classificação
3.3 Organização geral e Morfologia
3.4 Células mioepiteliais e controle da produção e liberação da secreção
3.5 Tipos de secreção
3.6 Importância clínica dos estudo das glândulas
4. TECIDO CONJUNTIVO PROPRIAMENTE DITO
4.1 Origem embrionária
4.2 Caracterização e funções
4.3 Componente da matriz extracelular
4.4 Células residentes e móveis do tecido conjuntivo
4.5 Importâncias clínicas dos tecidos conjuntivos
5. TECIDO ADIPOSO
5.1 Histogênese dos tecidos uni e multiloculares
5.2 Histomorfologia e histofisiologia do tecido adiposo unilocular
5.3 Histomorfologia e histofisiologia do tecido adiposo multilocular
5.4 Principais alterações de interesse clínico dos tecidos adiposos
6. TECIDO CARTILAGINOSO
6.1 Características gerais e funções
6.2 Tipos de cartilagem
6.3 Histomorfologia e histofisiologia
6.4 Importância clínica do estudo das cartilagens
7. TECIDO ÓSSEO
7.1 Osteogênese
7.2 Linhagens celulares do tecido ósseo
7.3 Matriz extracelular
7.4 Vascularização
7.5 Variedades miscrsoscópicas de osso
7.6 Reparo ósseo
7.7 Correlações clínicas
8. TECIDO NERVOSO
8.1 Parênquima do tecido nervoso (neurônios): variedades, histomorfologia e histofisiologia
8.2 Estroma do tecido nervoso (neuróglia): variedades, histomorfologia e histofisiologia
8.3 Sinapses e tipos de sinapses; neurotransmissores
8.4 Mecanismos de cicatrização (reparo e regeneração) no tecido nervoso
8.5 Meninges, plexo coróide e produção de 'líquor'
8.6 Barreira hematoencefálica
8.7 Organização dos tecidos básicos nos órgãos do sistema nervoso: Sistema nervoso central e Sistema nervoso periférico
8.8 Nervos periférico
8.9 Correlações clínicas
9. TECIDO MUSCULAR
9.1 Músculo estriado esquelético
9.1a. Microscopia óptica e ultraestrutura
9.1b. Organização do músculo estriado esquelético
9.1c. Histofisiologia da placa motora e mecanismo de contração e relaxamento
9.2 Músculo liso
9.2a. Microscopia óptca e ultra-estrutura
9.2b. Organização do músculo liso
9.2c. Histofisiologia da contração e relaxamento
9.3. Músculo estriado cardíaco
9.3a. Morfologia da fibra cardíaca
9.3b. Ultra-estrutura dos discos intercalares
9.3c. Mecanismo da contração e relaxamento. Fibras de Purkinje.
10. APLICAÇÕES DE IMPORTÂNCIA CLÍNICA
11 BASES DO DESENVOLVIMENTO EMBRIONÁRIO



Bibliografia AARESTRUP, B. J. Histologia Essencial. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2012.
DI FIORE, M.S.H. Atlas de Histologia. 7a ed. Rio de Janeiro: Editora Guanabara Koogan S.A, 2001. 229p
JUNQUEIRA, Luiz C., CARNEIRO, José. Histologia Básica - Texto & Atlas,13ª edição. Guanabara Koogan, 06/2017.
SADLER, Thomas W..Langman | Embriologia Médica, 13ª edição. Guanabara Koogan, 03/2016.
H., ROSS, M., PAWLINA, Wojciech. Ross | Histologia - Texto e Atlas - Correlações com Biologia Celular e Molecular, 7ª edição. Guanabara Koogan, 06/2016.

Sites:

http://www.cead.ufjf.br/2018/07/24/nova-versao-da-nova-plataforma-moodle-chega-a-ufjf/

https://ead.ufjf.br/login/index.php
Bibliografia (continuação)
Bibliografia complementar ROSS, M.H. & PAWLINA, W. Histologia: Textos e Atlas. Em correlação com Biologia Celular e Molecular Rio de Janeiro: Editora Guanabara Koogan, 2012.
WILLIAN, K.O., NAHIRNEY, P.C. Netter Bases da Histologia.Rio de Janeiro: Elsevier, 2008.
Voltar