UFJF - Universidade Federal de Juiz de Fora

Curiosidades sobre o Censo 2010

Data: 29 de abril de 2011

1 – Campeão em crescimento, Amapá vê população quadruplicar em 30 anos

O Amapá foi o Estado brasileiro que registrou o maior crescimento populacional na última década. A população saltou de 557.226 habitantes, em 2000, para 733.559, em 2010, aumento de 40,70%, e praticamente quadruplicou desde 1980, quando o Amapá tinha apenas 180.078 habitantes.

 

2 – Estado mais populoso, São Paulo ganha 4 milhões de moradores na última década

São Paulo continua reinando absoluto como Estado mais populoso da nação, com 41.262.199, segundo o Censo 2010. O Estado foi o que mais cresceu em números absolutos na última década e viu a população aumentar em 4.292.720 (11,61%).

 

3 – Roraima cresce 40%, mas ainda é o Estado com menor população do país

O Estado com menor população no país continua sendo Roraima, que tem 450.479 habitantes, de acordo com o Censo 2010. Em contrapartida, em termos relativos, Roraima teve o segundo maior crescimento do país, com a população aumentando em 38,97%.

 

4 – Rio Grande do Sul tem menor crescimento do país e vê população praticamente estagnar

Na última década, o Rio Grande do Sul teve o menor crescimento entre todos os Estados do país, com aumento populacional de 5,03%. A população ficou praticamente estagnada entre 2000 a 2010 – de 10.181.749 para 10.693.929 habitantes.

 

5 – Maior Estado nordestino, Bahia registra menor crescimento na região

A Bahia, o maior Estado nordestino tanto em área quanto em população, registrou o menor crescimento populacional da região e o segundo menor de todo o país na última década. Entre 2000 e 2010, o número de habitantes no Estado subiu de 13.066.910 para 14.016.906, crescimento de 7,27%.

 

6 – Exceção sulista, Santa Catarina cresce o triplo do vizinho Rio Grande do Sul

Impulsionada pelo crescimento de Florianópolis, Santa Catarina teve, na última década, crescimento populacional de 16,80% — 5.349.580 para 6.248.436 habitantes, aumento mais de três vezes maior do que o registrado no Rio Grande do Sul (5,03%) e quase o dobro do verificado no Paraná (9,27%), segundo o Censo 2010.

 

7 – População do Distrito Federal praticamente dobra em 20 anos

O Distrito Federal foi a Unidade da Federação que mais cresceu no Centro-Oeste na última década (25,79%), e a população de Brasília e das cidades-satélites chegou a 2.570.160 em 2010, número quase duas vezes maior do registrado em 1990 (1.598.415).

 

8 – Minas Gerais cresce pouco, mas se aproxima dos 20 milhões de habitantes

Entre todos os Estados da região sudeste, Minas Gerais foi o que menos cresceu em termos populacionais entre o Censo 2000 e o Censo 2010. A população do Estado saltou de 17.866.402 para 19.597.330, crescimento de 9,68%.

 

9 – População do Maranhão, segundo Estado mais pobre da nação, é a que mais cresce no Nordeste

O Maranhão, que tem o segundo pior IDH (Índice de Desenvolvimento Humano) do país, atrás somente de Alagoas, registrou o maior crescimento populacional da região Nordeste na última década (16,51%). Entre 2000 e 2010, o número de habitantes do Estado aumentou de 5.642.960 para 6.574.789. O Maranhão tem a quarta maior população do Nordeste, atrás de Bahia, Pernambuco e Ceará.

 

10 – Vizinho de gigantes, Espírito Santo é o Estado que mais cresce no Sudeste

Menor Estado da região mais populosa do país, o Espírito Santo viu seu número de habitantes crescer de 3.094.390 para 3.514.952 (13,59%) entre 2000 e 2010. A taxa de crescimento foi superior às registradas no Rio de Janeiro (11,29%), Minas Gerais (9,68%) e São Paulo (11,61%).

 

Fonte: IBGE/UOL

Laboratório de Demografia e Estudos Populacionais


Acessos desde 16/09/2010: 458,811