UFJF - Universidade Federal de Juiz de Fora

E.M.A.

Você está em: E.M.A.

Estação Meteorológica Automática (E.M.A.)

 

Uma Estação Meteorológica Automática – EMA –  é composta de uma unidade de memória central (“data logger”), ligada a vários sensores dos parâmetros meteorológicos (pressão atmosférica, temperatura e umidade relativa do ar, precipitação, radiação solar, direção e velocidade do vento, etc), que integra os valores observados minuto a minuto e automaticamente a cada hora.

 

Para ter acesso aos dados da EMA Juiz de fora/MG – convênio, Departamento Geociências/INMET, proceda da seguinte maneira:

 

Clique no link Monitoramento da Estação Meteorológica de Juiz de Fora/MG;

 

Em seguida abrirá uma janela onde estará disponível um quadro com campos a serem preenchidos com as datas de início e fim desejadas (as datas que aparecem correspondem ao dia atual) e o código a ser transcrito; por exemplo: caso queira saber os parâmetros meteorológicos do dia 15/01/2010 a 31/01/2010, insira as datas nos campos “data início” e “data fim”, transcreva o código e clique em ok.

 

Clicando em Ok a janela com os dados da EMA Juiz de Fora/MG serão visualizados.

 

Os dados disponíveis estão no horário UTC: subtraia 3 horas para o horário local. No caso de horário de verão, subtraia 2 horas.

 

Parâmetros meteorológicos:

 

Temperaturas em ºC:

 

Umidade do ar em %

 

Ponto de Orvalho:

Se refere à temperatura a partir da qual o vapor d’água contido na porção de ar de um determinado local sofre condensação. Quando a temperatura do ar está abaixo do ponto de orvalho, normalmente temos a formação de névoa seca ou neblina.

 

Pressão Atmosférica (hPa)

É a pressão exercida pela atmosfera num determinado ponto. É a força por unidade de área, exercida pelo ar contra uma superfície. Se a força exercida pelo ar aumenta em um determinado ponto, conseqüentemente a pressão também aumentará. A pressão atmosférica é medida por meio de um equipamento conhecido como barômetro. Essas diferenças de pressão têm uma origem térmica estando diretamente relacionadas com a radiação solar e os processos de aquecimento das massas de ar. Formam-se a partir de influências naturais, como: continentalidade, maritimidade, latitude, altitude… As unidades utilizadas são: polegada ou milímetros de mercúrio (mmHg), quilopascal (kPa), atmosfera (atm), milibar (bar) e hectopascal (hPa), sendo as três últimas, as mais utilizadas no meio científico.

 

Vento (m/seg)

Registro da direção (em º), velocidade (m/s) e rajada (m/s) de hora em hora

O vento pode ser considerado como o ar em movimento. Resulta do deslocamento de massas de ar, derivado dos efeitos das diferenças de pressão atmosférica entre duas regiões distintas e é influenciado por efeitos locais como a orografia e a rugosidade do solo.

Essas diferenças de pressão têm uma origem térmica, estando diretamente relacionadas à radiação solar e os processos de aquecimento das massas de ar. Formam-se a partir de influências naturais: continentalidade, maritimidade, latitude, altitude e amplitude térmica.

 

Radiação (em KJm2)

Radiação solar é a designação dada à energia radiante emitida pelo Sol, em particular aquela que é transmitida sob a forma de radiação electromagnética. Cerca de metade desta energia é emitida como luz visível na parte de frequência mais alta do espectro electromagnético e o restante na do infravermelho próximo e como radiação ultravioleta. A radiação solar fornece anualmente para a atmosfera terrestre 1,5 x 1018 kWh de energia, a qual, para além de suportar a vasta maioria das cadeias tróficas, sendo assim o verdadeiro sustentáculo da vida na Terra, é a principal responsável pela dinâmica da atmosfera terrestre e pelas características climáticas do planeta.

 

Chuva (mm)

Registro automático em mm do total de chuva de hora em hora.  

 

 

 

Laboratório de Climatologia e Análise Ambiental


Acessos desde 16/09/2010: 74,405