UFJF - Universidade Federal de Juiz de Fora

Núcleos e Laboratórios

Você está em: Núcleos e Laboratórios

Formado a partir de 2002, o núcleo em como meta a reflexão e a pesquisa de temáticas envolvendo as formas múltiplas de sociabilidades dos diversos grupos sociais, quer seja no cotidiano como nas instituições e manifestações coletivas. Pretende-se também a concentração de estudos sobre os registros iconográficos – com temas históricos e religiosos -, cujo objetivo é aprofundar a construção cultural através dos registros pictóricos. Objetiva-se conhecer as narrativas tecidas através das imagens pictóricas, bem como das imagens literárias construídas nos discursos religiosos e imagens fílmicas produtoras de uma visão da história. Por fim, serão contempladas pesquisas que reflitam sobre as narrativas e idéias religiosas, pessoas e instituições presentes no Brasil Colônia e Império, bem como na Península Ibérica.

Diretório de Grupos de Pesquisa CNPQ

 

Formado a partir de 2006, o núcleo tem por objetivo incentivar a pesquisa e o diálogo interdisciplinar na produção do conhecimento na área de história, tematizando a política sob um enfoque que priorize o seu enraizamento nas práticas sociais e o seu significado para os vários atores que ela envolve. Busca-se compreender a experiência política dos cidadãos na vida pública, em seus diferentes aspectos, através dos seguintes eixos temáticos: 1. a reconstituição das trajetórias intelectuais, da maneira como são reapropriadas segundo as especificidades do momento; 2. a construção das identidades políticas e de suas linguagens próprias na medida em que se definem historicamente, inseridas no quadro indeterminado de alternativas políticas, que se constroem no embate de diferentes atores sociais; 3. a politização do cotidiano, através dos múltiplos espaços de sociabilidade para a formação e divulgação de uma cultura política; 4. a institucionalização da política em espaços específicos (como partidos ou instâncias de representação diversas), como resultado de um processo do qual não se perca a multiplicidade e os conflitos envolvidos.

Diretório de Grupos de Pesquisa CNPQ

Página do NEHSP

 

O Laboratório de História da Arte integra o Núcleo de Pesquisas em Narrativas, Imagens e Sociabilidades, criado e registrado no “Diretório de Grupos de Pesquisa no Brasil” do CNPq em 2002 sob a coordenação da Profa. Dra Célia Borges. A partir de 2010 desenvolve suas atividades agregando professores e alunos do Instituto de Ciências Humanas e do Instituto de Artes e Design.

Página do Laboratório de História da Arte

 

Formado a partir de 1997, o propósito maior do LAHES é dinamizar a interlocução entre as pesquisas em história econômica e social que conjuguem análises de caráter mais estrutural, baseadas em fontes passíveis de serem seriadas e abordadas quantitativamente, com uma investigação mais microscópica, que ponha também em evidência a ação do sujeito individual como elemento fundamental para o entendimento da dinâmica histórica. Linhas de pesquisa: Campesinato e inserção social; Elites econômicas, mercado e poder local nos séculos XVIII e XIX; Industrialização, Sistema Financeiro e Política Econômica.

Diretório de Grupos de Pesquisa CNPQ

Página do LAHES

 

O LAHPS, criado em 2007, é um equipamento de pesquisa de um grupo de pesquisadores que atua em conjunto desde 2002, a partir da criação do grupo de pesquisa “Cidadania, Trabalho e Exclusão”. O Laboratório integra o Programa de Pós-Graduação em História da UFJF, além de envolver pesquisadores de outros programas de Pós-Graduação. Possui inúmeros projetos em desenvolvimento e atua fortemente na formação de recursos humanos, através da iniciação científica, orientação de mestrado, grupo de estudos e promoção de eventos científicos.

Página do LAHPS

 

O grupo de pesquisa em História Econômica História quantitativa e georreferenciada é constituído por pesquisadores cujo ofício tem como elemento comum, quanto à metodologia, as técnicas quantitativas e/ou o georreferenciamento e, quanto à área de atuação, a História Econômica, de modo geral, e a História Agrária e a fiscalidade, de modo particular. Seus objetivos são, para além do avanço do conhecimento nos campos de investigação de seus membros, o desenvolvimento e aperfeiçoamento das próprias metodologias utilizadas. 

Página do Grupo de Pesquisa

 

A inserção da temática do Iberismo e da cultura ibérica no pensamento social brasileiro tem sido marcada pela polêmica. Grande parte do ensaísmo e das principais perspectivas a respeito de nossa formação política, econômica e cultural desenvolve-se a partir da premissa do atraso de nossa herança, entendida como obstáculo ao desenvolvimento econômico e à consolidação da democracia no país. No entanto, as dificuldades de implantação dos modelos hegemônicos no Ocidente em nossa sociedade têm acentuado a necessidade de uma revisão de nossa grande tradição, eliminando da reflexão a seu respeito o pressuposto de seu caráter necessariamente impeditivo de nossa plena ocidentalização. Deste modo, o grupo de pesquisadores se propõe: a) incentivar a interdisciplinaridade no campo dos estudos ibero-americanos; b) Através de estudos envolvendo as áreas de política, história, ciência, religião, literatura e música, visamos pesquisar novos parâmetros explicativos sobre a formação da cultura ibero-americana, especialmente no que se refere aos séculos XVIII e XIX; c) Através dessa perspectiva, acreditamos estar oferecendo uma revisão sistemática das grandes explicações do Brasil e da Ibero-América. Em outros termos, o objetivo não é o de estudar a tradição ibérica por si mesma, mas a sua atualização na América e seus impactos mais duradouros em nossa história.

Diretório de Grupos de Pesquisa CNPQ