UFJF - Universidade Federal de Juiz de Fora

Narrativas de Professoras- pesquisando leitura e escrita numa perspectiva sócio-histórica.A Memória Como Um Fenômeno Social. Porque Contar História de Professores. Memórias de Professoras: Recolhendo as Pautas Perdidas.

Você está em: Publicações > Capítulos de livros > Narrativas de Professoras- pesquisando leitura e escrita numa perspectiva sócio-histórica.A Memória Como Um Fenômeno Social. Porque Contar História de Professores. Memórias de Professoras: Recolhendo as Pautas Perdidas.

Narrativas de Professoras- pesquisando leitura e escrita numa perspectiva sócio-histórica.A Memória Como Um Fenômeno Social. Porque Contar História de Professores. Memórias de Professoras: Recolhendo as Pautas Perdidas.

Autor: Maria Teresa de Assunção Freitas

 

Resumo:

Este livro nasceu da vontade de compartilhar com os colegas que militam na educação, as descobertas feitas ao longo de um ano de trabalho pesquisando leitura e escrita de professoras. Para compreender a construção do processo de leitura e escrita de professoras optamos por trabalhar com uma abordagem qualitativa de pesquisa enfocando a história de vida. Buscando um referencial que considera o homem não como um objeto, mas como um sujeito, analisamos nossos achados tendo como suporte teórico a perspectiva psicológica sócio-histórica e autores como Levy Vygotsky, Mikhail Bakhtin e Walter Benjamim. A pesquisa aqui relatada se propôs a resgatar na vida das professoras a sua história de leitura e escrita procurando reconstituí-las enquanto sujeitos ao reconstituir sua cultura, seu espaço, seu tempo e sua história.

 

Data: 29/01/2009

 

Bibliografia: FREITAS, M. T. A. A Memória Como Um Fenômeno Social. In: Maria Teresa de Assunção Freitas. (Org.). Narrativas de Professoras- pesquisando leitura e escrita numa perspectiva sócio-histórica. 1ª. ed. Rio de Janeiro: Ravil, 1998, v. 1, p. 27-36.

FREITAS, M. T. A. Porque Contar História de Professores. In: Maria Teresa de Assunção Freitas. (Org.). Narrativas de professoras – pesquisando leitura e escrita numa perspectiva sócio-histórica. 1ª. ed. Rio de Janeiro: Ravil, 1998, v. 1, p. 75-80. 

FREITAS, M. T. A. Memórias de Professoras: Recolhendo as Pautas Perdidas. In: Maria Teresa de Assunção Freitas. (Org.). Narrativas de professoras – pesquisando leitura e escrita numa perspectiva sócio-histórica. 1ª. ed. Rio de Janeiro: Ravil, 1998, v. 1, p. 141-154.

tw-be6cb

LIC – Linguagem, Interação e Conhecimento