UFJF - Universidade Federal de Juiz de Fora

28/04/2003 – A Biblioteca Escolar no Processo de Formação do Sujeito Leitor/Escritor

Você está em: Publicações > Dissertações > Dissertações Defendidas > 28/04/2003 - A Biblioteca Escolar no Processo de Formação do Sujeito Leitor/Escritor

A Biblioteca Escolar no Processo de Formação do Sujeito Leitor/Escritor

Autor: Alessandra Sexto Bernardes

 

 

Resumo: Como se constitui o sujeito leitor-escritor? Quais processos entram em jogo quando se está a ler? E a escrever? Em que instâncias institui-se o leitor no texto escrito? Quem é o leitor que se aventura a ler qual texto no interior de uma biblioteca escolar? Qual é a situação, a finalidade e a etapa de uma atividade escolar que pressupõe o recurso aos textos que disponibiliza? Foram essas questões que nortearam todo o processo de construção desta pesquisa. Concebendo o espaço da biblioteca escolar em sua dimensão textual-discursiva, pretendeu-se, a partir da teoria enunciativa da linguagem de Mikhail Bakhtin, compreender os atos de ler e escrever em seus processos de construção no texto e em suas formas de efetivação enquanto práticas sócio-culturais no contexto escolar. Focalizando duas bibliotecas escolares, pertencentes à rede pública municipal do ensino e à rede CNEC (cooperativa de ensino) desta cidade, utilizou-se como instrumento metodológico privilegiado para a construção dos dados a observação que, ancorada pelos pressupostos da pesquisa qualitativa de cunho sócio-histórico, assumiu uma nova roupagem, aproximando-se de uma perspectiva discursiva, dialógica e polifônica da atividade de pesquisa cujo trabalho no campo se apresenta profundamente marcado pelo fenômeno da interlocução. Complementando a atividade de observação, foram efetuadas entrevistas, concebidas como produção de linguagem, engendradas a partir dos eventos observados em campo e realizadas com alguns de seus protagonistas, entre alunos, professores e os profissionais diretamente responsáveis pela organização e gestão das bibliotecas envolvidas. No processo de análise/compreensão dos dados, chegou-se à construção de três grandes temas: a) a leitura e a escrita na biblioteca escolar; b) a biblioteca na escola e sua relação com o processo de ensino-aprendizagem; c) a biblioteca escolar como espaço de formação de sujeitos leitores-escritores – os quais foram contemplados sob o formato de pequenos contos que, inspirados na arquitetônica benjaminiana, conferem ao texto um caráter peculiar. Procurou-se, nesse sentido, entrelaçar as diferentes facetas da biblioteca como uma instância mediadora da leitura e da escrita na escola que, ao estar permitindo variadas formas de acesso aos materiais de leitura, vêm, pois, engendrando modos de ler/escrever também diversos. Práticas de leitura e escrita que, por fim, permitem afirmar que a dimensão formativa da biblioteca escolar reside menos na variabilidade de gêneros textuais que oferece do que num tipo de relação que, com este texto, ela permite que se efetive em seu espaço. Alessandra Sexto Bernardes – PPGE/UFJF Orientadora: Maria Teresa de Assunção Freitas Defendida em 28/04/2003

 

Data: 28/04/2003

tw-be6cb

LIC – Linguagem, Interação e Conhecimento