UFJF - Universidade Federal de Juiz de Fora

21/05/1999 – Professor: uma tecedura de múltiplos nós. Um estudo sócio-histórico do processo de constituição de professores

Você está em: Publicações > Dissertações > Dissertações Defendidas > 21/05/1999 - Professor: uma tecedura de múltiplos nós. Um estudo sócio-histórico do processo de constituição de professores

Professor: uma tecedura de múltiplos nós. Um estudo sócio-histórico do processo de constituição de professores

Autor: Maria de Fátima Cavalcanti M. da Cruz

 

Resumo: Este trabalho busca compreender a constituição de professores bem sucedidos ao longo de sua trajetória de desenvolvimento pessoal-profissional, atentando para os diferentes aspectos que envolvem a formação profissional, as relações de trabalho e a profissionalidade docente. Utilizando-se dos pressupostos da pesquisa qualitativa e recorrendo à abordagem sòcio-histórica, encontra-se este fundamento no pensamento de Vygostsky e Bakhtin. Como instrumentos metodológicos são usadas as entrevistas autobiográficas recomendadas por Nóvoa, com o propósito de contemplar a dimensão pessoal do profissional do magistério, na busca da compreensão da totalidade do sujeito. As narrativas dos professores constituem sua principal fonte de dados. Articuladas sob a forma de entrevistas dialógica, são reveladoras dos diferentes momentos dos pesquisadores ante os desafios, limites e antagonismos presentes na realidade sócio-cultural que envolve em sua historicidade. Ao considerar a subjetividade como elemento essencial de análise, este estudo evidenciou a processualidade em que se deu a constituição dos professores, enfocando as dimensões pessoal, interpessoal e institucional que constituem o processo de formação continuada perpassado pelas relações sociais. atendendo para o papel das interações sociais, tornou evidente a dimensão do outro nas produções de si, revelando que a intersubjetividade precede a subjetividade, e que em decorrência de uma postura imbuída de alteridade, a apropriação da prática pedagógica foi decorrente da socialização da profissão do professor. Aluna: Maria de Fátima C. M. da Cruz – PPGE/UFJF Orientadora: Maria Teresa de Assunção Freitas Data da defesa: 21-05-99

 

Data: 21/05/1999

tw-be6cb

LIC – Linguagem, Interação e Conhecimento