UFJF - Universidade Federal de Juiz de Fora

05/01/1998 – A construção do ser – professor através de narrativas de professores de química

Você está em: Publicações > Dissertações > Dissertações Defendidas > 05/01/1998 - A construção do ser - professor através de narrativas de professores de química

A construção do ser – professor através de narrativas de professores de química

Autor: Miriam e Souza de Almeida

 


Resumo:
Partindo da compreensão de que o curso de Licenciatura em Química é por excelência o locus formador do professor de química, o presente trabalho objetiva analisar a contribuição dada pelo referido curso para a construção de ser professor, ou seja, para o desenvolvimento das concepções que esse profissional tem a respeito do seu fazer específico e que vão estar delineando sua postura pedagógica. Dessa forma, a análise não privilegia o curso em si; o foco foi ajustado para as percepções que os professores têm sobre o processo formador que experienciaram e que foram sendo reelaboradas no decorrer da prática. A pesquisa dá voz a quatro professores atuantes na cidade de Juiz de Fora, MG. Foram escolhidos professores com práticas variadas, que trabalham em realidades distintas com os quais foram realizadas entrevistas não estruturadas. A metodologia adotada foi a história de vida com um recorte no percurso de formação profissional, entendido como um processo contínuo que começo com a opção pelo curso de Química e que se prolongou com a prática profissional. A partir da evocação de suas lembranças sobre o curso superior e de seus percursos profissionais, foi sendo traçado um perfil do curso de Licenciatura em química. Percebeu-se que esse curso não se organiza e não se estrutura de forma a preparar profissionais para o fazer pedagógico. Ao mesmo tempo em que vai delineando o perfil do curso de professores de química, o trabalho vai revelando as contribuições da abordagem histórico cultural do conhecimento, através de Lev S. Vygotsky e de Mikhail Bakhtin. Através desse referencial teórico, o trabalho propõe a restruturação dos cursos de licenciatura em Química a fim de que seja favorecida a construção de um “professor interativo” baseada na proposição do professor reflexivo de Schön.

 

Data: 05/01/1998

tw-be6cb

LIC – Linguagem, Interação e Conhecimento