UFJF - Universidade Federal de Juiz de Fora

Descrição

Você está em: Sobre o curso > Descrição

      O constante avanço da ciência e da tecnologia, o estímulo governamental às mudanças nos cursos de graduação brasileiros e a tendência internacional de adotar um modelo de formação flexível e interdisciplinar justificam as alterações ora introduzidas no plano político-pedagógico do curso de Graduação em Ciência da Computação da Universidade Federal de Juiz de Fora.

      O curso de Bacharelado em Ciência da Computação da Universidade Federal de Juiz de Fora tem a computação como atividade-fim e desta forma tem por objetivo formar profissionais com profunda fundamentação técnica e científica na área, aptos para a inserção em setores profissionais, acadêmicos e científicos, e que possam participar do desenvolvimento da sociedade brasileira e contribuir para o avanço da ciência e da tecnologia.

      O perfil do profissional formado é o de um cientista de computação, com base interdisciplinar e tecnologicamente generalista, mas com possibilidade de especialização em alguma área de sua escolha, o que permite grande flexibilidade de atuação em várias áreas do conhecimento que requerem o domínio de técnicas computacionais. Deverão possuir capacidade de raciocínio lógico e abstrato, compreender e aplicar conceitos, princípios e práticas essenciais no contexto de cenários bem definidos, mostrando discernimento na seleção e aplicação de técnicas e ferramentas. Dentre outras coisas, este profissional é capaz de projetar, implementar, implantar, manter e operar ambientes computacionais para solucionar problemas nas diversas áreas de aplicação, com sólido embasamento científico-tecnológico. A continuidade da formação profissional e científica, através do ingresso em cursos de pós-graduação, é fortemente incentivada pelo embasamento teórico e pela possibilidade de participar de projetos de iniciação científica, capacitando-o para a vida acadêmica.

      Os fatores motivadores citados acima implicam na definição de um profissional com formação interdisciplinar, formação sólida na área de fundamentos da computação e, de acordo com as escolhas individuais do mesmo, uma formação generalista ou especialista na área de tecnologia da computação. Dentro deste cenário, as competências técnicas, habilidades e atitudes desenvolvidas ao longo do curso passam a ser o resultado de uma formação obrigatória e, portanto, comum a todos os egressos, e uma formação eletiva, decorrente das escolhas individuais. O conjunto de requisitos definidos abaixo, uma adaptação de documentos propostos pela ACM/IEEE (IEEE-CS/ACM, 2001) e SBC ( 2001) para o profissional de Ciência da Computação, lista as competências e habilidades que acreditamos estejam presentes, individualmente ou coletivamente, nos egressos do curso: