Alunos da Arquitetura são destaques em concurso internacional

As alunas da Arquitetura premiadas pelo projeto “Escola Infantil Igrejinha” (Foto: Alexandre Dornelas/UFJF)

Alunos do curso de Arquitetura e Urbanismo da UFJF receberam menção honrosa no “Concurso Latino-Americano de Ideias de Projetos para um Ambiente Construído Mais Sustentável”, durante a Bienal José Lutzemberger, realizada em Vitória (ES), em setembro. Os dois projetos arquitetônicos homenageados foram criados por acadêmicos da disciplina “Projeto de Arquitetura e Urbanismo III”, ministrada pelos professores Klaus Chaves Alberto e Frederico Briada.

A disciplina prevê, ao final de cada período, a elaboração de um projeto de uma escola em determinado bairro da cidade. O local escolhido pelos professores foi o bairro Igrejinha, que, então, ganhou várias propostas de escolas fictícias. Duas delas, “Escola Infantil Igrejinha” e “Escola Mutante Arnaldo Baptista”, tiveram seus projetos adaptados à questão sustentável para serem submetidas ao concurso.

“Fizemos esse trabalho no período passado e tivemos que adaptá-lo para servir ao tema de sustentabilidade. Para isso, contamos com o apoio dos professores do nosso curso e também da Engenharia Elétrica e Engenharia Ambiental”, explica Aline Moreira Fernandes, do 4° período de Arquitetura e uma das ganhadoras da menção. Para ela, a experiência foi gratificante: “Receber o reconhecimento de um concurso internacional com apenas um ano e meio de faculdade, deu mais gás para o próximo período, além disso, deu vontade de participar de outros concursos porque vimos que vale a pena.”

Acadêmicos lançaram mão de projetos já realizados no curso como o aquecimento por garrafas pet para se destacarem no concurso (Foto: Alexandre Dornelas/UFJF)

Segundo o professor Klaus Chaves Alberto, a conquista corresponde às mudanças ocorridas na UFJF, não só na pós-graduação, mas também na graduação. “Na Arquitetura não dá para medir o curso só com as pesquisas, ganhar o concurso significa que temos qualidade”.

Já o estudante Rodrigo Waihiwe Rocha Lima, também ganhador da menção com o projeto “Escola Mutante Arnaldo Baptista”, destaca o envolvimento de seu trabalho com turmas de diferentes períodos da Arquitetura. Eles procuraram inovar utilizando sistema aquecimento de garrafa pet, já testado por outros projetos feitos no curso.

O projeto “Escola Infantil Igrejinha” foi realizado pelos alunos: Aline Moreira Fernandes Barata; Amanda Ferreira; Kelly Dias Tagliati; Luisa Guimarães Feyo Peixoto; Monique de Castro Cabral; Quésia de Souza Ker; Laysa Roberta Rezende dos Santos, sob a orientação dos professores: Klaus Chaves Alberto e Aline Calazans Marques e a colaboração dos professores: Marconi Fonseca de Morais e Cristiano Casagrande. E o projeto “Escola Mutante Arnaldo Batista” foi desenvolvido pelos estudantes: Lucas Souza Lima Rodrigues; Rodrigo Waihiwe Rocha Lima; Rafael de Souza Salomão.

Bienal José Lutzemberger

Com objetivo de promover discussão sobre as questões ligadas à sustentabilidade na construção civil e também servir como importante palco para a promoção de troca de experiências, a terceira edição da Bienal José Lutzemberger foi realizada no IV Encontro Latino-americano sobre Edificações e Comunidades Sustentáveis (ELECS 2011) na Universidade Federal do Espírito Santo (UFES), de 7 a 9 de setembro. A Bienal representa o reconhecimento à contribuição do ecologista e engenheiro José Lutzemberger.

Outras informações: (32) 2102-3403/ 3428 (Departamento de Arquitetura e Urbanismo)

 

 

Compartilhe: