UFJF - Universidade Federal de Juiz de Fora

Catadores avulsos em Governador Valadares-MG

Você está em: Inicial > Histórico > Catadores avulsos em Governador Valadares-MG

Formação e sensibilização para organização coletiva de catadores avulsos em Governador Valadares-MG 

O Projeto de Extensão Formação e Sensibilização para Organização Coletiva de Catadores Avulsos em Governador Valadares-MG, tinha vigência de 09 meses, tendo sido aprovado no Edital PROEX/UFJF 08/2019 – Complementar – Demandas da Sociedade Civil Organizada. Surgiu com o objetivo principal de atender uma demanda social e dar assessoria aos catadores avulsos da cidade, devido a sua situação de vulnerabilidade e também aos planos municipais de implementação de coleta seletiva na região central, o que viria ser um problema para essa classe de catadores.

 

O Projeto contou com 02 bolsistas (Nikoly Ferreira e Otavio Lopes) e 08 voluntários (Ana Caroline Delmaestro, Ítalo Cordeiro, Ana Carolina Reis, Evandro Nápoli, Fernanda Scher, Ketlen Araújo, Camila D’Chantal, Igor Rodrigues) selecionados, somados a uma equipe de coordenadores (Fernanda Henrique Cupertino Alcântara e Rosana Ribeiro Felisberto) e colaboradores do Município. Assim como nas demais atividades extensionistas, o intuito era manter os trabalhos realizados com essas instituições e, ao mesmo tempo, criar condições para que os catadores avulsos, atuantes na região central de Valadares, também pudessem ser beneficiários das oficinas de formação em Economia Solidária e da assessoria jurídica fornecida aos grupos formais.

 

O início dos trabalhos deu-se em julho de 2019, em parceria com a CIMOS/MPMG, o CPV, a Cáritas e a Pastoral de Rua. A primeira etapa pratica foi o mapeamento visual dos catadores que circulavam nas ruas centrais da cidade de Governador Valadares-MG. Posteriormente, foram realizados contatos com os catadores visualizados, com o intuito de apresentar o projeto e convidá-los para reuniões em local e horários pré-definidos, sendo estes últimos alternados para facilitar a participação destes trabalhadores. Contudo, após a realização de 10 tentativas de reuniões, no jardim situado à frente da Catedral de Santo Antônio, bairro Centro, não logramos êxito e adesão dos catadores, tendo comparecido apenas 03 dos convidados.

 

A partir de então, buscamos adotar outra forma de abordagem, a começar pelo mapeamento e contato com os chamados galpões de reciclagem ou sucateiros. Foram feitas visitas aos galpões existentes na cidade, e nesse primeiro contato foram realizadas as respectivas apresentações do Projeto de Extensão. Também se pediu aos donos dos empreendimentos auxilio para contatar os catadores que frequentavam os seus galpões, de modo a ampliar o contato do Projeto com eles. Após essa etapa, foi realizado um relatório constando todas as informações obtidas, para fins de registro e consulta.

 

O Projeto de Extensão teve vigência de 31/07/2019 a 31/03/2020. A partir desta data passou a incorporar o Programa Ambiente-se como linha de ação

Programa Ambiente-se