UFJF - Universidade Federal de Juiz de Fora

Formas de Ingresso

Você está em: O Curso > Formas de Ingresso

Ingresso originário Direto (Via SISU/ENEM e PISM/UFJF) e INGRESSO Indireto(Via BACH): visões curricular e metodológica

 

A partir de 2017, haverá duas possibilidades de se formar Bacharel em Turismo pela UFJF, uma delas é via ingresso originário direto (SISU/ENEM e PISM/UFJF)e a outra via ingresso indireto (BACH), conforme programas de ingresso propostos pela Comissão Permanente de Seleção (COPESE) da Universidade.

Na entrada originária direta, o Departamento de Turismo oferece disciplinas com código TUR para o Ciclo Básico, nos 03 primeiros períodos (01 ano e meio) do Curso de Turismo. São disciplinas obrigatórias, com conteúdos do universo do turismo no diálogo com outras áreas do conhecimento. Este momento é de grande importância, haja vista que o educando, desde o começo de sua formação, visualiza o turismo de maneira holística, totalizante e complexa. Neste ciclo o discente ainda cursa duas disciplinas optativas de seu interesse.

Nos 04 períodos seguintes (dois anos), o Ciclo Profissionalizante, o currículo do curso favorece, via disciplinas obrigatórias, optativa e eletivas/ênfases, que o discente possa continuar tecendo diálogos com outras ciências em sua formação nas disciplinas com código TUR, tendo que escolher um percurso formativo, via ênfases. Esta modalidade de ingresso originário direto no curso de turismo tem um total de 07 semestres letivos ou 03 anos e meio.

Já na entrada indireta, o discente ingressa primeiro no Bacharelado Interdisciplinar em Ciências Humanas (1ºCiclo/BACH) para, depois de ter colado grau nesta primeira etapa, que fornece também um diploma de Bacharel, ingressar no Bacharelado em Turismo (2º Ciclo/Turismo). O Departamento de Turismo participa no BACH oferecendo um conjunto de disciplinas que, somadas àquelas ofertadas pelos demais departamentos que compõem o curso, formam um currículo interdisciplinar. As disciplinas com conteúdos do universo do turismo permitem que o discente, cursando o BACH, possa se familiarizar, gradativamente, com essa área do conhecimento, também relacionando‐o aos campos da geografia, história, ciências sociais e outros.

Assim, partindo do pilar de interdisciplinaridade, proposto pelo BACH, o Curso de Turismo adota-o de duas maneiras. A primeira se refere à oferta no 1º Ciclo (BACH), de disciplinas eletivas[1],com código TUR, que possuem conteúdos capazes de dialogar com as demais Ciências Humanas e Sociais. Este 1º Ciclo tem duração de 05 períodos letivos (02 anos e meio), sendo que no 5º e último período, são exigidos do discente que deseja ingressar no 2º Ciclo de Turismo cursar cinco disciplinas obrigatórias, denominadas “Área de Concentração”, com código TUR.

Em segundo lugar, o currículo do Curso de Turismo favorece, via disciplinas obrigatórias e eletivas, que o discente possa continuar tecendo diálogos com outras ciências em sua formação nas disciplinas com código TUR, quando este já estiver cursando o 2º Ciclo ou Ciclo Profissionalizante, que tem duração de 04 períodos letivos (02 anos). No total, são 09 períodos letivos (1º e 2º Ciclos), com duração de 04 anos e meio.

[1]As disciplinas com código TUR são consideradas eletivas para a integralização do 1º Ciclo (BACH), mas são obrigatórias para a integralização do 2º Ciclo (Curso de Turismo), caso o discente opte por ingressar no 2º Ciclo ou Ciclo Profissionalizante do Turismo.

Compartilhe:

    Graduação em Turismo


    Acessos desde 22/04/2015: