UFJF - Universidade Federal de Juiz de Fora

6ª Semana do Turismo – Entrevista com os ministrantes

Você está em: Memória > Revista Giro > Edições Anteriores ''Informativo Giro'' > Giro 11 – Novembro 2007 > 6ª Semana do Turismo - Entrevista com os ministrantes

Como foram os preparativos para os mini-cursos?

 

Rafael Castro – Ao preparar o curso tomei o maior cuidado em tratar de questões mais práticas do que teóricas, uma vez que meu curso abordava a operação de viagens. Tive o cuidado também de não fazer uma apresentação entediante. Acho que consegui atingir os objetivos e os alunos saíram de sala com alguns conhecimentos a mais.

 

Gabriel Sena Jardim – A elaboração do nosso Mini-Curso, que desenvolvi com Adriano Lins Pinheiro Sant’Anna, foi realizada especialmente para ser apresentada na 6ª Semana do Turismo da UFJF. Por se tratar de um tema que envolve a área de tecnologia, que está em constante evolução, esforçamo-nos em buscar dados atuais que correspondessem ao nosso tema proposto – “Turismo On-line: oportunidades e desafios em um novo cenário profissional”. O Curso tema duração de 8 horas e utiliza vídeos e contatos interativos com a internet como estratégia didática de apreensão do conteúdo ministrado. Preocupamo-nos em criar condições de um amplo debate sobre o tema em questão ao invés de simples transferência de conteúdo.

 

Rodrigo Brum – Foi um estudo acerca da bibliografia básica sobre o assunto para dar uma introdução ao tema (Recrutamento , Seleção e Técnicas de Avaliação de Desempenho). Isso não exclui abordagens mais complexas durante o curso. Mas, pelo tempo, é determinante ter uma visão ampla sobre o assunto.

 

Bruno Martins A. Gomes – Os preparativos correram bem, principalmente pela atenção da professora Alice Arcuri e dos alunos da Rumos – Empresa Júnior de Turismo, que estão sempre à disposição diante de nossas solicitações. (Apresentou o mini curso Inventário da Oferta Turística)

 

Rita Guedes – Sem nenhum problema. (Apresentou o mini curso Projeto Veja Juiz de Fora)

 

Mariana Tomé – É maravilhoso poder preparar este mini-curso e participar deste evento. Levar informações aos alunos e incentivá-los a planejar e desenvolver o turismo é sempre muito gratificante. (Apresentou o mini curso Planejamento e Desenvolvimento Sustentável do Turismo)

 

 

Como é para você participar da semana como professor de mini-curso da UFJF?

 

 

 

RC – Pra mim foi uma honra participar da 6ª Semana como professor de mini-curso. Poder voltar à UFJF e receber toda essa hospitalidade e ser tratado como um patrimônio foi muito importante. Como disse Carla Fraga, em sua palestra, foi muito legal sentirmos que não passamos simplesmente pelo curso de Turismo da UFJF, mas sim fizemos parte e os professores continuam nos acompanhando. Novamente, para mim foi mesmo uma honra! Muito obrigado!

 

GSJ – Para mim é muito gratificante voltar ao curso de turismo da UFJF, enquanto professor de um dos mini-cursos da 6ª Semana do Turismo. Sinto-me honrado por poder continuar contribuindo com a concretização de mais uma Semana. Em minha memória está presente uma série de agradáveis recordações dos dias em que lutamos e vencemos o desafio de consolidar a 4ª Semana do Turismo, em 2005 – em uma equipe reunida sob a coordenação da Profª. Alice Gonçalves Arcuri. Posso dizer que ao longo de 3 anos e seis meses, quando estive na UFJF, enquanto aluno de Turismo, tive a oportunidade de amadurecer, academicamente e também profissionalmente, sentindo-me preparado para enfrentar o mercado de trabalho e/ou dar continuidade aos meus estudos.

 

RB – É sempre um prazer, ainda mais pelo fato de ter recebido o convite de minhas alunas do Turismo. Poder contribuir para o crescimento acadêmico dos alunos e para o arregimento da instituição é sempre uma honra para mim.

 

BMAG – Para mim é uma grande honra. Honra mesmo, pois enquanto aluno de graduação em Turismo na Universidade Federal de Ouro Preto, participei de eventos, inclusive na UFJF, junto dos então fundadores da Rumos – Empresa Júnior de Turismo

 

RG – Eu gosto muito de contribuir com a Semana. Participei de todas e organizei a 1ª. Não quero nunca perder o vínculo com o curso deTurismo e a Semana me faz estar presente, atuando de alguma forma.

 

MT – É uma grande satisfação poder ministrar um mini-curso nesta semana tão especial que divulga a atividade turística e estimula a construção de novos conhecimentos em todos os envolvidos
Como foi a escolha do tema do seu mini-curso?

 

RC – A escolha do tema do meu mini curso se deu pela minha experiência de trabalho com agenciamento de viagens. Em Curitiba trabalhei por pouco tempo com turismo coorporativo, mas depois trabalhei por um tempo maior em uma operadora de turismo, onde tive a oportunidade de ser operador internacional e nacional também. A intenção foi poder aliar o que aprendi do dia-a-dia de uma operadora com algumas poucas questões teóricas.

 

GSJ – A escolha do tema proposto para o mini-curso foi resultado de alguns meses de dedicação sobre o assunto Turismo On-line. Este esforço resultou na publicação de um artigo na Revista Eletrônica do Observatório de Inovação do Turismo – FGV/OIT.

 

RB – Recursos Humanos e seu manejo intelectual e prático é sempre um assunto em voga nas empresas públicas e privadas. Ter esse conhecimento é fundamental para qualquer profissional (ou candidato ao mercado de trabalho), principalmente para se conhecer as regras e saber se proceder diante do sistema de contratação.

 

BMAG – O tema para o nosso mini-curso foi uma proposta da Profª. Alice Arcuri, em função de já trabalharmos com este assunto.

 

RG – Estou executando o projeto Veja Juiz de Fora, por isso achei interessante que os alunos de Turismo vejam como é planejar e executar um projeto, principalmente porque é de extrema importância para o Turismo, em qualquer lugar. Pena que os alunos não acharam o mesmo. Eles não quiseram participar (foram apenas duas estudantes).

 

MT – O tema “Planejamento e Desenvolvimento Sustentável do Turismo” foi escolhido devido a grande repercussão que está ocorrendo em meio a este assunto. Atualmente muito se discute sobre este tema tão polêmico que envolve duas atividades muito complexas que são o planejamento, e o tão falado desenvolvimento sustentável. Faz-se necessário unir estes dois elementos para que se alcance de forma concreta um excelente desempenho do turismo no país.
Qual a relação do mini-curso que você ministrou com as atividades e/ou pesquisas que você desenvolve?

 

RC – Como disse, anteriormente, trabalhei durante um tempo em operadora de viagem, portanto utilizei dos conhecimentos práticos que adquiri para ministrar o mini-curso.

 

GSJ – O mini-curso proposto está em acordo com as atividades que tenho acompanhado nos Módulos do Observatório de Inovação do Turismo – FGV/OIT, do qual faço parte. Adriano Lins Pinheiro Sant’Anna – Hoje as inovações de tecnologia estão presentes em qualquer organização turística que deseja estar acessível nos principais meios de distribuição. Os hotéis Iberostar caminham com a modernidade e já estão na internet. Além disso, trabalhei desde a estruturação até o amadurecimento do portal www.brasilviagem.com, o que tambémtrouxe grande experiência na área. O MBA em Marketing, da FGV, tem cadeiras exclusivas sobre mídias e comercialização on-line.

 

RB – Recentemente, fiz um curso sobre a evolução do pensamento em RH. As aulas ministradas de Planejamento Estratégico não deixam de ter um certo olhar sobre essa disciplina, pois pessoas e sua gestão são alicerces de qualquer planejamento moderno.

 

BMAG – O tema do nosso mini-curso está ligado à metodologia de invetário turístico proposta pelo Ministério do Turismo, que está sendo aplicada pela Prefeitura de Juiz de Fora e nos Circuitos Turísticos de Minas Gerais. E, ainda, este tema é parte do conteúdo da disciplina Organização de Roteiros Turísticos, que ministro no Curso Técnico Universitário/UFJF.

 

RG – Sou Chefe do Departamento de Fiscalização da Prefeitura e tenho a obrigação de estar zelando pelo bem estar e qualidade de vida da população de Juiz de Fora o que me faz sempre pensar em elaborar projetos com esse fim. E o projeto Veja Juiz de Fora, além de trazer esse conforto visual aos moradores e visitantes da cidade, ele visa o aumento de receita do município. E se o Curso de Turismo da UFJF está vocacionado para planejamento e gestão, então é imprescindível que os turismólogos saibam planejar e executar projetos. E eu como turismóloga emprego isso no meu dia-a-dia, conciliando com o meu trabalho. Vejo turismo em tudo que faço.

 

MT – Atualmente sou mestranda em Turismo e Meio Ambiente pela UNA em Belo Horizonte e o tema em questão está totalmente ligado ao curso. Todas as pesquisas que realizo estão direta ou indiretamente relacionadas ao tema do mini-curso, pois se trata de um assunto essencial no turismo que deve ser trabalhado com muita atenção e cuidado.
Você já conhece o nosso site www.turismo.ufjf.br? O que acha dele?

 

RC – Conheço sim o site do Turismo e acho muito interessante. Não o acesso muito, porém estou sempre ligado com o que está acontecendo no curso, através dos boletins eletrônicos que recebo e fico muito feliz com as notícias!

 

GSJ e ALPS – Conhecemos sim e achamos que o site tem evoluído muito, tanto no que diz respeito à atualização de conteúdo como nos aspectos relacionados ao design, que são de muito bom gosto.

 

RB – Conheço sim. É um dos sites mais organizados das faculdades da UFJF, com acesso visual rápido e dinâmico. Sempre atualizado, pelo seu excelente suporte existente.

BMAG – Sim. Conheci o site após o convite para ministrar o mini-curso e fiquei muito feliz em ver o site de um curso de graduação tão bem elaborado.

 

RG – Não o acesso muito, mas o acho interessante e é fundamental que ele exista e esteja sempre atualizado.

MT – Gostaria de parabenizar ao Curso de Turismo da UFJF pelo site e pela iniciativa de fazer este evento pela 6° vez com tanto sucesso. Parabéns também à Revista Giro que leva informações de assuntos atuais e importantes do Turismo para os alunos.

Compartilhe:

    Graduação em Turismo


    Acessos desde 22/04/2015: