UFJF - Universidade Federal de Juiz de Fora

Entrevista com a Banca do Concurso Cultural

Você está em: Memória > Revista Giro > Edições Anteriores ''Informativo Giro'' > Giro 24 – Julho 2009 > Entrevista com a Banca do Concurso Cultural

Entre os dias 06 e 08 de julho, os professores doutores Euler David de Siqueira, Ricardo Ferreira Freitas e o professor mestre Leonardo Caravana Guelman tiveram a difícil missão de selecionar candidatos no Concurso para Professor Efetivo, área cultural, do Departamento de Turismo da UFJF. Oito candidatos se apresentaram para a prova escrita. A banca selecionou seis para a prova didática, sendo que um deles não compareceu, aprovando cinco candidatos ao final do Concurso. Abaixo, uma conversa com cada um dos professores da banca.

 

Dr. Euler David de Siqueira tem graduação, mestrado e doutorado em Sociologia, pela UFRJ e é professor do Departamento de Turismo da UFJF. Vai fazer Pós-Doutorado na França, ainda em 2009, sob a orientação do professor doutor Michel Maffesoli, na Universidade Paris V – Sorbonne.
 

Qual sua linha de Pesquisa?
Trabalho com a relação entre turismo e cultura, abordando a relação entre essas duas grandes áreas com o imaginário das representações sociais, ritual e rito.
 
Quais projetos você vem desenvolvendo?
Ultimamente, tenho pesquisado turismo, comunicação, representações sociais, imaginário e emoções, vendo como isso se processa na cidade. Um projeto de maior envergadura é o que eu pretendo desenvolver na França, com o professor Michel Maffesoli, pesquisando como três grandes atrativos turísticos são construídos em Paris, além de relacionar o conceito de turiscentrismo, que foi criado na UFJF, com um grupo que pesquisa manifestações sociais.
 
Como você relaciona Comunicação e Turismo?
Pesquisar o turismo a partir de um enfoque sociológico e antropológico é fascinante porque a gente pode, através desse campo vasto e complexo, investigar como uma série de práticas sociais se manifesta. O turismo não está desconectado de outras esferas da vida social e o cotidiano é fundamental para podermos pensar nos campos do turismo.
 
 
 
Ricardo Ferreira Freitas, graduado em Relações Públicas pela Universidade Estadual do Rio de Janeiro – UERJ, é mestre em Comunicação e Cultura pela Universidade Federal do Rio de Janeiro – UFRJ e doutor em Sociologia pela Universidade Paris V – Sorbonne. Fez também Pós-Doutorado em Comunicação na Sorbonne. Atualmente, é vice-Diretor da Faculdade de Comunicação da UERJ.
 

Qual sua linha de Pesquisa?
 Na UERJ, trabalho com cultura de massa, cidade e representações sociais. Essa também é minha linha no mestrado, sempre dialogando muito com o turismo. Trabalhamos com as questões urbanas, sob o ponto de vista da Comunicação.
 
Como você relaciona Comunicação e Turismo?
Acho que essa relação tem de ser mais estreita. Turismo e Comunicação são duas áreas muito afins, especialmente nas Relações Públicas percebo isso ainda muito vago, pelo menos aqui no Brasil. A área de Comunicação, apesar de ser bem recente, tem um campo teórico já se consolidar e o Turismo um campo teórico ainda incipiente. Essas duas áreas têm de convergir mais.
 

 
Leonardo Caravana Guelman, graduado em Arquitetura pela Universidade Federal Fluminense – UFF, tem mestrado em Filosofia pela Universidade Estadual do Rio de Janeiro – UERJ e doutorado em Literatura Comparada pela UFF. Leciona no Curso de Produção Cultural da UFF.
 
Qual sua linha de Pesquisa?
Sou um dos criadores do primeiro Curso de Produção Cultural do país, em1996, na UFF. Milito na área de cultura, patrimônio, projetos culturais, na interface com o poder público e privado. Entre os anos de 2001 e 2006, fui Diretor do Departamento de Difusão Cultural da UFF, coordenando as áreas de teatro, música, cinema, exposições. Esse projeto integra a graduação e a extensão.
 
Como você relaciona Comunicação e Turismo?
Acho que a Comunicação é um campo que tem que estar relacionado a todas as áreas. Às várias possibilidades e ferramentas de gestão ou política do Turismo. A Comunicação é fundamental, não só por vivermos na era da Comunicação, mas por ser uma ferramenta a ser aplicada em várias áreas do conhecimento, inclusive no Turismo.

 

Compartilhe:

    Graduação em Turismo


    Acessos desde 22/04/2015: