UFJF - Universidade Federal de Juiz de Fora

Entrevista com os Candidatos do Concurso Cultural

Você está em: Memória > Revista Giro > Edições Anteriores ''Informativo Giro'' > Giro 24 – Julho 2009 > Entrevista com os Candidatos do Concurso Cultural

No Concurso para Professor Efetivo do Departamento de Turismo da UFJF, linha cultural, realizado de 06 a 08 de julho, foram aprovados cinco candidatos. Dentre eles, três ex-alunos do Curso. Na classificação geral: em 1º lugar, Edwaldo Sérgio dos Anjos Júnior, em 2º Humberto Fois Braga, em 3º Marcelo Augusto Mascarenhas, em 4º Telma Mara Bittencourt Bassetti Santos e em 5º Sandro campos Neves. Conheça, por ordem alfabética, um pouco da história desses cinco guerreiros e da motivação deles em dar aulas na UFJF.

Edwaldo Sérgio dos Anjos Júnior, formado em Letras pela Universidade Federal de Minas Gerais – UFMG e em Turismo pela PUC Minas. Fez mestrado em Atividade Turística, Sociedade e Manifestações Culturais na Universidade Estadual de Santa Cruz – UESC, Ilhéus (BA). Atualmente, trabalha no departamento de Lingüística da UFMG.

Quais trabalhos (artigos, publicações, projetos de extensão etc) você já desenvolveu ou vem desenvolvendo na área de Turismo?
Não é uma vertente única. Tenho pesquisas publicadas na área da comunicação e atividade turísticas. Fora isso, tenho textos diversos que estão esperando publicação.

O que te fez optar pelo concurso da UFJF, na área cultural?
Basicamente duas questões: a relação afetiva com a Zona da Mata, uma região q eu tenho um vínculo emocional muito intenso, e o perfil da vaga. A discussão entre sociedade, comunicação, manifestações é muito forte e me atrai muito.

Você  conhece o site do turismo? O que achou?
O site é bonito, esteticamente, mas está um pouco defasado. Acessei algumas vezes e senti falta de algumas informações como um pouco sobre o dia-a-dia do curso.

O que você  espera desenvolver no Curso de Turismo da UFJF, se for aprovado?
Tenho muito empenho no que faço. Outra especificidade é a relação de proximidade com os alunos, servindo como voz de mediação entre alunos e coordenação/ departamento do curso. Quero me dedicar ao curso, escrever artigos, ajudar no desenvolvimento e amadurecimento dele.

 

Humberto Fois Braga, formado pelo Curso de Turismo da UFJF, fez mestrado em Gestão de Organizações Turísticas, na França. Foi professor do Curso de Turismo da Universidade Federal de Ouro Preto – UFOP e fez mestrado em Comunicação na UFJF.

Quais trabalhos (artigos, publicações, projetos de extensão etc) você já desenvolveu
ou vem desenvolvendo na área de Turismo?
Minha área de pesquisa é identidade e cultura, concentrando a discussão no turismo urbano.

Você  conhece o site do turismo? O que achou?
Excelente, acho um dos melhores sites, por ser completo, tanto para quem quer cursar turismo, como para quem cursa ou já cursou.

O que te fez optar pelo concurso da UFJF, na área cultural?
Sou verdadeiramente louco com a UFJF, estudo aqui desde 1995 quando fiz o colégio técnico. Meu vínculo de amizades e tudo mais em Juiz de Fora passa pela federal. Quanto à área, é realmente minha linha de pesquisa.

O que você  espera desenvolver no Curso de Turismo da UFJF, se for aprovado?
Acho que vai ser um reflexo do meu amor pelo curso. Quanto mais gente estiver trabalhando pelo curso, melhor ele tende a ficar. Estarei disposto a lutar para que o curso melhore cada vez mais.

 

Marcelo Augusto Mascarenhas é graduado em Turismo pela UFJF. Fez mestrado em Estudos Populacionais e Pesquisa Social pela Escola Nacional de Ciências Estatísticas – IBGE e cursa o doutorado em Engenharia de Produção, na Universidade Federal Fluminense – UFF. Atualmente, leciona no Centro Federal de Educação Tecnológica – CEFET/RJ, unidade de Nova Friburgo e coordena o Curso de Especialização em Gestão Patrimonial e Ambiental em Turismo na mesma instituição. 

Quais trabalhos (artigos, publicações, projetos de extensão etc) você já desenvolveu ou vem desenvolvendo na área de Turismo?
Tenho trabalhado na parte de indicadores na área de turismo. Mas essa ainda não é uma área muito bem delimitada. Estou em fase de descobrimento. Alguns professores me aconselham a seguir na área ambiental, outros na de empresas, ou ainda gestão pública. 

O que te fez optar pelo concurso da UFJF, na área cultural?
Eu me formei aqui, e por isso tenho um carinho muito grande pela federal. Minha família e eu somos de Juiz de Fora. Seria fantástico poder voltar a minha cidade e dar aulas onde eu me formei. Gostaria de sentir essa emoção. A área cultural me agrada, durante toda a minha graduação eu tive um viés muito forte nessa área.

Você  conhece o site do turismo? O que achou?
Sim, toda semana eu entro. Vocês estão de parabéns. Os boletins informativos do curso “Giro” e “Atrativo” são um jeito agradável, cômodo e prático de se manter mais informado e próximo do curso.

O que você  espera desenvolver no Curso de Turismo da UFJF, se for aprovado?
Muitas coisas! Sinto-me realizado dando aulas. Esse tripé universitário: extensão, ensino e pesquisa me realiza, profissionalmente. Poder passar um pouco dessa inserção no mundo da pesquisa para os alunos é meu objetivo. Quero quebrar paradigmas sobre o ensino, mostrar que o ensino ultrapassa a sala de aula.

 

 Sandro Campos Neves, formado na primeira turma do Curso de Turismo da UFJF, fez mestrado em Cultura e Turismo na Universidade Estadual de Santa Cruz – UESC, em Ilhéus (BA). Atualmente, cursa o segundo ano do doutorado em Antropologia na Universidade Federal da Bahia e leciona no Curso de Turismo da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro – UFRRJ.

Quais trabalhos (artigos, publicações, projetos de extensão etc) você já desenvolveu ou vem desenvolvendo na área de Turismo?
Minha área, com certeza, é a cultural. Costumo dizer que gosto de pesquisar como as diversas comunidades locais se articulam e se adaptam às atividades turísticas. 

O que te fez optar pelo concurso da UFJF, na área cultural?
O primeiro concurso que fiz foi pra Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, onde fiquei em 3 º lugar. Digo sempre que adoro meu trabalho lá e só troco se for pela UFJF, porque foi aqui onde eu me graduei. Quanto à área, é o que eu estudo desde a graduação.

Você  conhece o site do turismo? O que achou?
Conheço, acesso sempre.

O que você  espera desenvolver no Curso de Turismo da UFJF, se for aprovado?
Mui tas coisas. Hoje o curso já está bastante desenvolvido em relação a quando eu entrei aqui. Espero trabalhar muito, dar boas aulas e desenvolver meus projetos de pesquisa.

Telma Mara Bittencourt Bassetti Santos é graduada em Turismo pelo Centro Universitário de Vila Velha – UVV/ES. Fez mestrado em Ciência Ambiental na Universidade Federal Fluminense – UFF, sempre tendo o turismo como principal objeto de pesquisa.  Faz doutorado em Geografia Humana na Universidade de São Paulo – USP.

Quais trabalhos (artigos, publicações, projetos de extensão etc) você já desenvolveu ou vem desenvolvendo na área de Turismo?
Já escrevi alguns, mas estou esperando o término da tese do doutorado para publicá-los. 

O que te fez optar pelo concurso da UFJF, na área cultural?
Foi a possibilidade de permitir ao aluno refletir e pensar antes do saber fazer, isso porque a graduação em turismo tem sido muito tecnicista, onde a técnica se sobrepõe ao pensar e refletir. E a universidade federal é lugar de reflexão.

Você  conhece o site do turismo? O que achou?
Conheço. Achei bom, funcional e atualizado. Geralmente, as faculdades federais não têm site, o turismo tem e é atualizado, está bom.  

O que você  espera desenvolver no Curso de Turismo da UFJF, se for aprovado?
Sobretudo esse refletir associado a uma técnica.
De cara, iniciação científica, gosto muito de trabalhar com pesquisa. Quero me organizar para participar de algum grupo de pesquisa ou, caso não exista, criar um.

 

Compartilhe:

    Graduação em Turismo


    Acessos desde 22/04/2015: