‘Chá das Cinco e Meia’ discute política de saúde indígena

Wilfred Paulse _photo on flickrUma boa conversa para romper paradigmas, descortinar perspectivas e propor a reflexão sobre temas atuais nas Ciências Sociais. Esse é o mote do ‘Chá das Cinco e Meia’, iniciativa que ocorre todos os meses nos fins de tarde desde 2012 no anfiteatro 3 do Instituto de Ciências Humanas (ICH). A próxima edição acontece no dia 16 de dezembro e a pontualidade é de suma importância (17h30). É gratuito e aberto à comunidade acadêmica. Não há necessidade de se inscrever.

Nessa nova edição, Ana Lúcia de Moura Pontes, doutora pela Fiocruz, apresenta “Atenção diferenciada e o trabalho do Agente Indígena de Saúde na implementação da política de saúde indígena” como tema de discussão.

Professora e pesquisadora da Escola Politécnica de Saúde Joaquim Venâncio, da Fiocruz, Ana Lúcia possui graduação em Medicina pela Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), mestrado e doutorado pela Escola Nacional de Saúde Pública e possui experiência na área de Saúde Coletiva e Educação Profissional em Saúde. Tem atuado principalmente com os temas: educação em saúde, políticas de saúde, atenção básica, processo de trabalho em saúde, modelos de atenção, saúde indígena e pesquisa qualitativa.

O chá foi idealizado pelo Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCSO-UFJF) com o intuito de integrar professores e alunos. O modelo de apresentação varia conforme o convidado e o tema, podendo ser desde uma palestra, bate-papo  ou um debate.

Outras informações: (32) 2102-3113 (PPGCSO-UFJF)

ppgcso@ufjf.edu.br

Site PPGCSO -UFJF

Compartilhe: