Curso de Medicina alcança nota máxima em avaliação do Inep

Faculdade de Medicina - aula Foto Alexandre Dornelas

Infraestrutura: estudantes assistem aula  no novo prédio da Faculdade de Medicina (Foto: Alexandre Dornelas)

Em Avaliação para Renovação de Reconhecimento do Curso, o de Medicina da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF) recebeu o conceito 5. Esta é a primeira vez que um curso da instituição conquista conceito máximo em uma avaliação in loco. Em duas das três dimensões avaliadas o conceito final foi 5, e dos mais de 48 indicadores avaliados, em apenas um foi menor do que 5 (o máximo), além de atender a todos os requisitos legais exigidos.

A avaliação é definida pelo Ministério da Educação (MEC) quando há uma mudança curricular – o que foi o caso do curso de Medicina -, e é realizada pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep). Para a análise – realizada durante quatro dias – são enviados à instituição dois avaliadores, formados na área e treinados pelo orgão. Neste período, os avaliadores observam todos os detalhes do curso e sua relação com a Universidade em três dimensões: Organização didático pedagógica; Corpo docente; e Infraestrutura.

Para o reitor da UFJF, Henrique Duque, o resultado da avaliação é motivo de alegria e destaque para toda a Universidade, “mas não nos surpreende. Acompanhamos de perto a dedicação e o esforço dos professores, dos alunos e dos técnico-administrativos em Educação (TAEs) do curso e sabemos da qualidade do trabalho que desenvolvem. Nossa gestão tem realizado expressivos investimentos, o que certamente muito contribuiu para a percepção dos notáveis avanços, especialmente no que se refere à sua infraestrutura. Um sonho histórico da Faculdade foi realizado com o novo prédio. E o parabéns é para todos”.

Segundo o secretário de Avaliação Institucional da UFJF, Vanderli Fava de Oliveira, das três dimensões avaliadas a que obteve maior destaque foi a de Infraestrutura, uma vez que o curso conta com prédios novos, bibliotecas, salas e laboratórios de qualidade, além do Hospital Universitário (HU), também é avaliado por sua relação com o curso. Outro ponto importante foi na dimensão Organização didático pedagógica em que todos os documentos estavam prontos e organizados para a avaliação. Na dimensão Corpo docente, durante a reunião realizada com os avaliadores, a participação foi maciça. Mais de cem professores estavam presentes para responder as questões impostas pelos avaliadores. Para Oliveira, esse resultado mostra que “os dirigentes e o corpo docente têm investido na melhoria do curso, com excelência na organização. Com esse conceito o curso de Medicina da UFJF torna-se referência no Brasil”.

O diretor da Faculdade de Medicina, Júlio Chebli, ressalta que a avaliação foi necessária por mudanças no curso, como a integração do ciclo básico ao profissional; a criação das disciplinas Temas Integradores em Clinica Ampliada; a alteração do tempo de estágio do discente de 18 meses para 24 meses; a participação do Núcleo de Apoio Pedagógico na difusão de metodologias de ensino; e a melhora na infraestrutura do curso. Para o diretor, esse conceito demostra a melhora na formação do discente, sendo agora voltada para as necessidades da sociedade. “Isso foi possível graças ao esforço da direção, da coordenação, dos docentes e dos discentes para a melhoria do curso e para dar continuidade nas mudanças curriculares que já vinham acontecendo, além do investimento da administração superior.”

Outras informações: (32) 2102-3499 (Secretaria de Avaliação Institucional)

Compartilhe: