Aluno do mestrado em Saúde é premiado em Congresso Internacional

Gustavo mestrando Saúde 2 (Foto: Divulgação)

Luiz Gustavo de Oliveira (centro) foi premiado na categoria pôster (Foto: Divulgação)

O aluno do mestrado em Saúde da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF), Luiz Gustavo de Oliveira, foi premiado com o trabalho “Avaliação dos Efeitos de Condroitim Sulfato e Glucosamina Sulfatada em Modelo Experimental de Colite Ulcerativa em Ratos”, na XLI Reunião Anual da Sociedade Brasileira de Bioquímica e Biologia Molecular (SBBq), realizada no último dia 22, em Foz do Iguaçu (PR).

A pesquisa foi desenvolvida no Laboratório de Análise de Glicoconjugados do Departamento de Bioquímica no Instituto de Ciências Biológicas (ICB), sob coordenação e orientação dos professores Jair Adriano Kopke de Aguiar e Amaury Caiafa Duarte; Maria Cristina Castañon, do Departamento de Histologia do ICB; Júlio Chebli, diretor da Faculdade de Medicina; e Yara Michelacci, da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp).

Oliveira vem realizando pesquisas nesse laboratório desde 2007, e assim que entrou para o mestrado começou a desenvolver o estudo de outros efeitos do Condroitim Sulfato em demais tratamentos. “Acho que os bons resultados que obtivemos, e conseguimos expô-los no pôster, foi uma das razões por ter conquistado o prêmio. Além do meu trabalho, outros três do Laboratório de Análise de Glicoconjugados, também foram apresentados nesse congresso.” O aluno conclui o mestrado em agosto deste ano e já pensa em ingressar no doutorado: “Ainda não sei se vou continuar nessa linha de pesquisa ou se começo algum projeto novo”.

Novas aplicações

Há cerca de três anos, o Departamento de Bioquímica desenvolve pesquisa sobre o efeito de medicamento à base de condroitim sulfato/glucosamina sobre as doenças inflamatórias intestinais. “Na verdade, o medicamento em si, já existe no mercado. O que estamos fazendo é descobrindo novas aplicações dele em outras doenças, aliviando um pouco o tratamento delas, diminuindo o sofrimento do paciente. Estamos pesquisando o Condroitim Sulfato, utilizando em casos de osteoartrite, mas que também vem surtindo bons efeitos no tratamento de doenças inflamatórias intestinais”, explica Aguiar.

Já Duarte destaca a importância dessa premiação para a Universidade: “Nosso trabalho teve projeção em nível internacional com essa participação, além da relevância de ser reconhecido pela maior e mais importante sociedade bioquímica do país, a SBBq. A partir de uma pesquisa básica, com o trabalho aplicado envolvendo nosso departamento, o Departamento de Histologia, ambos do ICB, a Faculdade de Medicina e a Unifesp, estamos tendo grandes resultados”.

Aguiar acredita que o diferencial do trabalho do mestrando Oliveira para ter sido premiado, foi a relevância do tema em estudo. “Essa área de pesquisa nos medicamentos que já existem para a atuação em outras doenças ainda é novidade. Estamos aplicando testes em ratos, a princípio, e os resultados têm sido satisfatórios. Posteriormente, passaremos para os testes em humanos.”

Pelo fato de os remédios em questão já estarem presentes no mercado, torna a pesquisa muito mais ágil, não é preciso produzi-lo. Com os testes em animais, já é possível detectar os possíveis efeitos colaterais, corrigi-los, e então, quando chegar ao experimento humano, as implicações da pesquisa serão mais eficazes. Duarte ressalta que o tratamento, por fim, chega a ser barateado, pois o processo de trabalho se torna mais simples, rápido e menos oneroso.

Outras informações: (32) 2102-3209 (Laboratório de Análise de Glicoconjugados)

 

 

Compartilhe: