UFJF - Universidade Federal de Juiz de Fora

ISSN 1519-5759

Volume 9 – N° 2 – jul. – dez. 2007

Você está em: Edições Anteriores > Volume 9 - N° 2 - jul. - dez. 2007 > Volume 9 - N° 2 - jul. - dez. 2007

O dito pelo não dito – as apropriações feitas da bula Unigenitus

João Henrique dos Santos

 

Resumo: A presente comunicação visa a discutir as diferentes apropriações da bula papal Unigenitus, de 1343, feitas ao longo da História. Essa bula enunciava textualmente que “a paixão e morte de Cristo adquiriram um inesgotável tesouro de méritos reservado nos céus para a Igreja, para o qual a Virgem Maria e os santos continuavam a contribuir e que tinha especificamente garantido a Pedro e a seus sucessores com o propósito de aliviar os fiéis de suas penalidades temporais, através da aquisição de indulgências”. A questão da aquisição pelos fiéis desse tesouro de méritos foi reapropriada e ressignificada ao longo do medievo e do início da Idade Moderna, sendo um indicativo disso a bula Cum postquam, de 1518, que usava a própria Unigenitus como base para afirmar algo que ela não afirmara. Daí ela ser conhecida desde o século XV como Extravagante, tais e tantas foram as diferentes ressignificações de seu conteúdo, o que a fez ficar excluída do corpus iuris canonicus, o corpo de documentos legais da Igreja. A apreciação de sua trajetória é a análise de como a sociedade medieval estava receptiva às diferentes reapropriações de seu texto e de como estas correspondiam a algumas expectativas dessa mesma sociedade.

Palavras-chave: Bula Unigenitus, Bula Cum Postquam, Igreja Católica.

 

Abstract: This paper intends to discuss the different interpretations of the Papal Bull Unigenitus, of 1343, throughout rhe History. This Bull stated that “the passion and death of Christ acquired an endless treasure of merits stored in heaven for the Church, for which the Virgin Mary and the saints continued contributing, and which entrusted Peter and his successors with the aim to relief the faithfull of their temporal penalties, through the acquisition of indulgences”. The issue of the acquisition by the faithfull of such “treasure of merits” got several and different meanings along the Middle Age and the Modern Era, being the Bull Cum Postquam, of 1518, an example of this, as it uses the Unigenitus as a basis to affirm things not affirmed by Unigenitus itself. This is the reason for which Unigenitus was known since de 14th century as “Extravagante”, and to have been put apart of the corpus iuris canonicus, the body of legal documents of the Roman Catholic Church.

Keywords: Bull Unigenitus, Bull Cum Postquam , Catholic Church.

 

SANTOS, João Henrique dos. O DITO PELO NÃO DITO – as apropriações feitas da bula Unigenitus. Revista Eletrônica de História do Brasil. Juiz de Fora, volume 9, número 2, jul-dez, 2007.

 

 

« voltar

Revista Eletrônica de História do Brasil – REHB