UFJF - Universidade Federal de Juiz de Fora

ISSN 1519-5759

Volume 9 – N° 2 – jul. – dez. 2007

Você está em: Edições Anteriores > Volume 9 - N° 2 - jul. - dez. 2007 > Volume 9 - N° 2 - jul. - dez. 2007

Nas malhas do discurso: a reforma católica em Mariana e o discurso ultramontano de Dom Viçoso (Minas Gerais 1844-1875)

Tatiana Costa Coelho

 

Resumo: A micro história barthiana, como foi denominada por muitos historiadores, traz à “cena” novos atores históricos e novas tramas sociais antes encobertos pelo “véu” da história das grandes estruturas. Dessa forma, o presente trabalho tem por objetivo analisar o discurso ultramontano de Dom Antônio Ferreira Viçoso, o sétimo bispo da Arquidiocese de Mariana. Para isso, tenho por ponto de partida 1844, ano em que esse religioso assume o Bispado de Mariana, e termina em 1875, ano da sua morte e fim da Questão Religiosa, enfrentamento que estremeceu os alicerces da religião e império e que esteve presente desde a época da colonização com a institucionalização do Regime de Padroado, dentre outros mecanismos de controle da religião pelo Estado. Através da leitura dos jornais ultramontanos O Bom Ladrão, Selectha Catholico,publicações destinadas à população da região de Mariana, e também as cartas escritas por esse religioso, pretendo enfatizar que nessa região, durante o século XIX, Dom Viçoso atuou ativamente com o intuito, modificar a moral e os costumes do clero e também da população,aplicando os conceitos tridentinos, tentando situar a Igreja Católica como uma instituição forte e independente. Além disso, Dom Viçoso não ficou preso em seu púlpito apenas inferindo críticas à Maçonaria ou Império, esse atuou ativamente interferindo em questões polêmicas da sociedade, como é o caso da escravidão, propondo um projeto de sociedade para o século XIX.

Palavras-chave: Ultramontanismo; Reforma Católica; Dom Viçoso.

 

Abstract: The micro history barthiana, as it was denominated by many historians,it brings before to the ” scene ” new historical actors and new social plots hidden by the ” veil ” of the history of the great structures. In that way, the present article has for objective to analyze the speech ultramontano of Dom Antônio Ferreira Viçoso, the seventh bishop of Mariana’s Archdiocese. For that, I have for starting point 1844, year in that that religious person assumes Mariana’s Bishopric, and it finishes in 1875, year of your death and end of the call Religious Subject, enfrentament that it shook the foundations of the religion and empire and that it was present from the time of the colonization with the institucionalização of the Regime of Padroado, among other mechanisms of control of the religion for the State. Through the reading of the newspapers ultramontanos O Bom Ladrão, Dom Viçoso,, publications those destined to the population of Mariana’s area, and the letters also written by that religious person, I intend to emphasize that in that area, during the century XIX, Dom Viçoso acted actively with the intention, to modify the morals and the habits of the clergy and also of the population, applying the concepts tridentinos, returning to the Catholic Church your status quo. Besides, Lush Talent was not just arrested in your pulpit inferring critics to the Freemasonry or Empire, that acted interfering in controversial subjects of the society actively, as it is the case of the slavery, proposing a society project for the century XIX. Key-words: Ultramontanism; Catholic Reform; Dom Viçoso.

Keywords: Ultramontanism; Catholic Reform; Dom Viçoso.

 

COELHO, Tatiana Costa. NAS MALHAS DO DISCURSO: a reforma católica em Mariana e o discurso ultramontano de Dom Viçoso (Minas Gerais 1844-1875). Revista Eletrônica de História do Brasil. Juiz de Fora, volume 9, número 2, jul-dez, 2007.

 

 

« voltar

Revista Eletrônica de História do Brasil – REHB