UFJF - Universidade Federal de Juiz de Fora

ISSN 1519-5759

Volume 9 – N° 1 – jan. – jul. 2007

Você está em: Edições Anteriores > Volume 9 - N° 1 - jan. - jul. 2007 > Volume 9 - N° 1 - jan. - jul. 2007

O crédito rural público numa economia em transformação: criação e início do funcionamento das atividades de financiamento agropecuário da Carteira de Crédito Agrícola e Industrial (CREAI), do Banco do Brasil (BB) – 1937 a 1945

Paulo Roberto Beskow

 

Resumo: Durante o período da Monarquia e em grande parte do período da República, até a década de 1930, o Estado brasileiro não teve um papel importante na promoção do desenvolvimento econômico do país. Particularmente, depois da abolição da escravatura e da Proclamação da República houve um maior envolvimento governamental sobre a resolução dos problemas enfrentados pelo setor rural da economia, também em matéria de crédito. Esta tendência tornou-se mais importante após a Crise Mundial de 1929, na qual a principal conseqüência econômica foi a substituição das exportações agrícolas como atividade mais importante da economia – basicamente de café – pelos crescentes setores ligados ao mercado interno – urbanos – de produção industrial. Ao longo do período republicano até 1930, foram várias iniciativas governamentais relacionadas à agricultura e crédito hipotecário. Contudo, quase todas iniciativas não se desenvolveram. A marca definitiva neste tema foi a fundação da Carteira de Crédito Agrícola e Industrial (CREAI), do Banco do Brasil, no ano de 1937. A fundação e funcionamento do CREAI devem ser analisados num contexto de um amplo projeto de modernização econômica, relacionados com o apoio do Estado no processo de industrialização e diversificação da produção rural, sem a rejeição da agricultura de exportação e não colocando em risco a hegemonia dos grandes proprietários de terras das maiores terras agrícolas – latifúndios. Neste sentido, o CREAI pode ser considerado como a primeira agência nacional da política agrícola.

Palavras-chave: Carteira de Crédito Agrícola e Industrial (CREAI) do Banco do Brasil; Política Agrícola; Desenvolvimento Rural; Economia Brasileira em 1937 até 1945.

 

Abstract: During the Monarchy age and in a large period of the Republic time, until the decade of 1930, the brazilian State did not have an important role in the promotion of the economic development of the country. Particularlly after the abolishment of the slavery and the Proclamation of the Republic did have a larger governmental envolvement on the resolution of the problems faced by the rural sector of the economy, also in the matter of the credit. This tendency became more important after the World Crisis of 1929, which principal economic consequence was the displacement of the agriculture exports as more important activity of the economy – basically cofee – by the increasing sectors connected to the domestic markets – urban-industrial production. Along the republican period until 1930, was several governmental initiatives related to agricultural and hypothecary credit. However, almost all these initiatives did not developed. The definitive mark in this theme was the foundation of the “Carteira de Crédito Agrícola e Industrial (CREAI)”, of the “Banco do Brasil”, in the year of 1937. The foundation and the functioning of the CREAI must be analysed in a context of a larger project of economic modernization, related to the support of the State to the process of industrialization and the diversification of the rural production, without the rejection of the export agriculture and do not taking in risk the hegemony of the big farmers ownners of the larger agricultural lands – the “latifúndios”. In this sense, the CREAI also be considered the first national agricultural policy agency.

Keywords: “Carteira de Crédito Agrícola e Industrial” (CREAI) do Banco do Brasil, Agricultural Policy, Rural Development, Brazilian Economy from 1937 to 1945.

 

BESKOW, Paulo Roberto. O crédito rural público numa economia em transformação: criação e início do funcionamento das atividades de financiamento agropecuário da Carteira de Crédito Agrícola e Industrial (CREAI), do Banco do Brasil (BB) – 1937 a 1945. Revista Eletrônica de História do Brasil. Juiz de Fora, volume 9, número 1, jan-jun, 2007.

 

 

« voltar

Revista Eletrônica de História do Brasil – REHB