UFJF - Universidade Federal de Juiz de Fora

ISSN 1519-5759

Volume 6 – N° 1 – jan. – jun. 2004

Você está em: Edições Anteriores > Volume 6 - N° 1 - jan. - jun. 2004 > Volume 6 – N° 1 – jan. – jun. 2004

A ciência na consolidação política do estado imperial do Brasil

Márcio de Paiva Delgado

 

Resumo: O objetivo deste texto é identificar no processo de formação e de legitimação do Estado Imperial Brasileiro a contribuição das ciências e suas instituições de pesquisa como peças importantes da propaganda política, já que o Positivismo e o Cientificismo garantiram o espaço privilegiado para as ciências valendo-se de instrumentos como a política. Escolhemos duas instituições cientificas, fundadas nas primeiras décadas do Império para analisarmos seu papel nessa construção “publicitária”: “Observatório Imperial” de 1827 e o “Instituto Histórico e Geográfico Brasileiro” de 1938.

Palavras-chave: 1. Estado Imperial; 2. Positivismo; 3. Cientificismo; 4. Observatório Imperial; 5. Instituto Histórico e Geográfico Brasileiro

 

Abstract: The purpose of this paper is to identify the contribution of the sciences and institute of research in the formation process and the legitimacy of the Brazilian Imperial State as an important part of the political advertising. Since the Positivism and Scientificism assured a privileged space among the sciences through political instruments. In this article, we choose two scientific institutions founded during early Brazilian Empire: the Imperial Observatory (1827) and Brazilian Historic and Geographic Institute (1838).

Keywords: 1. Brazilian Imperial State; 2. Positivism; 3. Scientificism; 4. Imperial Observatory; 5. Brazilian Historic and Geographic Institute

 

DELGADO, Márcio de Paiva. A ciência na consolidação política do estado imperial do Brasil. Revista Eletrônica de História do Brasil. Juiz de Fora, volume 6, número 1, jan-jun, 2004.

 

« voltar

Revista Eletrônica de História do Brasil – REHB