UFJF - Universidade Federal de Juiz de Fora

ISSN 1519-5759

Volume 4 – N° 2 – jul. – dez. 2000

Você está em: Edições Anteriores > Volume 4 - N° 2 - jul. - dez. 2000 > Volume 4 – N° 2 – jul. – dez. 2000

Família, estado e união consensual: algumas considerações

Tânia Maria Gomes da Silva

 

Resumo: O presente trabalho explora, de forma minimizada, o processo de formação da família monogâmica como decorrente das relações econômicas que se estabeleceram entre os homens nos tempos primitivos. Analisa ainda como, uma vez constituída a família, evidenciou-se a necessidade do Estado, órgão regulador capaz de garantir proteção e resguardo a estes grupos. Num momento final, o artigo debate o fenômeno das uniões consensuais, relações conjugais que se colocam à margem das leis ditadas por este Estado ordenador, tendo como exemplo amostra de algumas famílias de Mandaguari, norte do Paraná.

Palavras-chave: Família; Estado, Casamento, Mandaguari (PR); União Consensual.

 

Abstract: This work explores, in a minimized way, the formation process form a monogamic family as a result of economical relations that set among the men in early times. Analizing, when the family was formed, there was the necessity of the State, a regulator organ able to guarantee protection and guard to these primitive groups. By the end, the article debates the phenomenon of consensual unions, conjugal relationships that are laid down the law for this commander State, having as example some families of Mandguari, in the North of Paraná.

 

SILVA, Tânia Maria Gomes da. Família, estado e união consensual: algumas considerações. Revista Eletrônica de História do Brasil. Juiz de Fora, volume 4, número 2, jul-dez, 2000.

 

« voltar

Revista Eletrônica de História do Brasil – REHB