UFJF - Universidade Federal de Juiz de Fora

Histórico

Você está em: Institucional > Histórico

Criado em 1969, o Departamento de Química, conta hoje com 37 professores efetivos (todos doutores),  12 técnicos de laboratório e 1 assistente em administração.

Suas instalações estão no campus da UFJF, no Instituto de Ciências Exatas e contam com salas de aula equipadas com data show, 4 laboratórios de graduação e 13 salas de equipamento/laboratórios de pesquisas (mais informações no site da pós graduação – clique aqui)

Além de oferecer os cursos presenciais de bacharelado em química e licenciatura em química, licenciatura em química a distância e pós-graduação (mestrado e doutorado), o Departamento de Química da Universidade Federal de Juiz de Fora também ministra aulas para diversos cursos da UFJF (Bacharelado de Ciências Exatas, Farmácia e Bioquímica, Engenharias etc).

Simultaneamente os núcleos de pesquisa ligados à pós-graduação em química desenvolvem diversas pesquisas na área produzindo vasto material de publicação.

 

Cursos oferecidos:

Modalidade Bacharelado: a estrutura curricular para a formação do bacharel em Química contempla uma sólida formação na área de ciências exatas, com disciplinas fundamentais das áreas de matemática e física que dão o suporte para o entendimento da concepção dos modelos que explicam leis e teorias das diversas áreas da Química. O Departamento de Química é o responsável pelas disciplinas nas grandes áreas da Química, que são: Analítica, Inorgânica, Orgânica e Físico-Química, tanto na abordagem teórica como no aprendizado das diversas técnicas básicas de utilização de laboratórios e equipamentos, que compõem o ciclo básico do curso. A complementação da formação é dada a partir de disciplinas que integram os conceitos básicos absorvidos e mostram tendências das pesquisas nas diferentes áreas da Química. O direcionamento da área de atuação profissional é enriquecido pela escolha das disciplinas eletivas e optativas, que podem ser escolhidas num leque de opções oferecidas pelo Departamento de Química, outras unidades afins (biologia, farmácia, física,etc..), como também em outras instituições federais de ensino, dentro do Programa de Mobilidade Estudantil.

Modalidade Licenciatura: a estrutura curricular para a formação do licenciado contempla uma formação básica em matemática e física necessárias para o entendimento de leis fundamentais e teorias nas diversas áreas da Química. As disciplinas de formação Química são de responsabilidade do Departamento de Química e, diferenciadas das disciplinas oferecidas para o Bacharelado pois a abordagem é feita integrando não só conteúdos mas, professores das diferentes áreas da Química de modo a mostrar aos alunos a possibilidade de formas diferentes de abordar tópicos ou aspectos de um conteúdo, para que ele possa levar essa visão para sua vida profissional. Além das disciplinas básicas existem a disciplinas para formação escolar que pretendem dar ao licenciado a visão de como a Química se inter-relaciona com suas áreas afins como Químicas do Meio Ambiente, Biológica e Toxicológica ou ainda Processos Químicos na Indústria. A formação pedagógica pretende que o futuro professor identifique aspectos filosóficos e sociais que definem a realidade educacional atual, bem como, reconheça o processo ensino-aprendizagem como um processo humano em construção, e que tenha ainda uma visão crítica com relação ao papel social da ciência, da sua atuação como educador e como formador de cidadãos.

O campo de atuação dos químicos é bastante extenso devido a sua interface com praticamente todas as outras áreas da ciência (biologia, medicina, geologia, física, etc.). Esta atuação se faz desde a síntese (execução e/ou planejamento) de inúmeros insumos básicos (inorgânicos ou orgânicos) até o controle de qualidade de matérias primas e produtos acabados para indústrias dos mais variados segmentos, quais sejam: farmacêutico, alimentar, cosméticos, agricultura, siderúrgica, dentre tantas outras. Pode-se ressaltar ainda outro campo de atuação bastante importante que é o controle e preservação do meio ambiente através de novos processos industriais, avaliação do nível de poluentes e métodos para tratamentos de resíduos. O ensino da Química vem se tornando uma área de atuação em crescente desenvolvimento, não só pela aplicação de novas técnicas de abordagem dos conteúdos específicos mas, também pela criação de cursos de pós-graduação em Educação em Química. O graduado em Química, quer seja bacharel ou licenciado pode dar continuidade a sua formação através dos cursos de pós-graduação. Os cursos de pós-graduação são vários pelo país, e possuem os níveis de mestrado, doutorado e pós-doutorado nas diferentes áreas da Química contemplando temas de pesquisa acadêmica, aplicada ou em educação. A restrição com relação ao bacharel ou licenciado aparece em alguns casos como, para lecionar no ensino fundamental e médio é necessária a graduação em licenciatura e; para alguns cargos em indústrias como chefe, supervisor, etc é necessária graduação em bacharelado e algumas disciplinas tecnológicas devem ser cursadas. Outros campos de atuação para Químicos ainda são o empresarial, institutos de pesquisa e órgãos públicos de controle, saneamento e de fiscalização.