UFJF - Universidade Federal de Juiz de Fora

Dissertações – Ano: 2016

Você está em: Dissertações > Dissertações – Ano: 2016

 

 

_________________________________________________________________________________________________________________________________ 

Sulamita da Silva Castro

Título: “O SERVIÇO SOCIAL NA DEFENSORIA PÚBLICA DA UNIÃO:

As particularidades da intervenção profissional em um espaço sócio-ocupacional caracterizado pela defesa de direitos”

Orientadora: Profª. Drª. Alexandra Aparecida Leite Toffanetto Seabra Eiras

Professores Examinadores: Prof. Dr. Ronaldo Vielmi Fortes e Profª. Drª. Lobelia da Silva Faceira.

Data da defesa: 30/11/2016

Resumo: A dissertação aborda o Serviço Social na Defensoria Pública da União, entendendo esse espaço sócio-ocupacional como uma mediação que se relaciona com o complexo do Direito. No primeiro capítulo apresentamos nossa reflexão, fundamentada na teoria lukacsiana, a respeito do complexo social do Direito. Bem como sua expressão jurídico-normativa nas constituições brasileiras, com ênfase na Constituição Federal de 1988, que estabelece as Defensorias Públicas. No capítulo seguinte retratamos a Defensoria Pública da União compreendo-a em sua inserção no campo sociojurídico. Nesse sentido, através da bibliografia contemporânea, expomos sinteticamente o debate acadêmico a respeito desse campo, o qual dialoga diretamente com o Projeto Ético-político do Serviço Social brasileiro e com a intervenção profissional. Por fim, nos dois últimos capítulos, pontuamos a particularidade da intervenção profissional na Defensoria Pública da União, por meio da sistematização e análise dos dados coletados através de pesquisa empírica com os assistentes sociais que atuam nesse espaço sócio-ocupacional no Brasil, contemplando todas as regiões da federação. Em resposta, identificamos elementos que apontam para o caráter contraditório desse espaço que se caracteriza pela defesa de direitos ao passo que é permeado por todos os limites inerentes a atual ordem societária. Essa é a conjuntura na qual os assistentes sociais se inserem, com o desafio de desenvolver um trabalho cotidiano que vá ao encontro do compromisso ético-político da profissão, cujo Projeto Profissional desvela um norte progressista e democrático conflitante com as diretrizes impostas pelo capitalismo.

Palavras-chave: Serviço Social, Defensoria Pública da União, Direito, Sociojurídico.

Dissertação

_________________________________________________________________________________________________________________________________ 

Laís Maria Lima Barbosa

Título: “Desenvolvimento Das Forças Produtivas, Crescimento Da População Supérflua E Favelização Nesses Tempos De Crise Estrutural Do Capital: Um Estudo Sobre A Vila Olavo Costa”

Orientador: Prof. Dra. Elizete Maria Menegat.

Professores Examinadores: Prof. Dr. André Vilar Gomez e Profª. Drª. Alexandra Aparecida Leite Toffanetto Seabra Eiras.

Data da defesa: 29/11/2016

Resumo: O capitalismo encontra-se em fase de crise estrutural, ou seja, esse sistema já não apresenta saídas para continuar reproduzindo os padrões de acumulação que o sustentam. Impulsionado pela concorrência, o capital tende a expulsar o trabalho vivo da esfera produtiva por meio do aumento do uso de tecnologias, ou seja, o aumento do capital constante. Nessas condições, o desenvolvimento das forças produtivas é um mecanismo incapaz de enfrentar a sua ruína, uma vez que apenas o trabalho vivo é capaz de produzir mais valia e lucro. O valor das mercadorias é medido pelo tempo de trabalho socialmente necessário para sua produção. As tecnologias elevam a produtividade, mas os lucros tendem a diminuir. Como a racionalidade deste sistema é voltada para a acumulação sem medidas de riqueza, o capital se tornou um autômato, na medida em que na busca pela sua valorização, que está ameaçada, ele apresenta tendências destrutivas não só dos recursos naturais, mas também da humanidade por meio da destruição de postos de trabalho, que é o único meio de sobrevivência da maioria da população mundial. O aumento da pobreza, do desemprego, o crescimento de uma população supérflua aos interesses de valorização do capital, ganha visibilidade no fenômeno da favelização, do aumento das periferias em todo o mundo. Sem acesso ao trabalho formal, enormes contingentes humanos passam a viver em condições de pobreza, restando-lhes ocupar os piores lugares no território das cidades. Essa massa tende a vivenciar também o abandono do Estado, que neste contexto encontra-se também em crise, representando apenas os interesses do grande capital, destinando grandes fatias do fundo público para alimentar iniciativas das corporações e para o pagamento da dívida pública, ao invés de investir em políticas e direitos sociais para essa população. A população de desocupados e desempregados da Vila Olavo Costa, em Juiz de Fora, foi tomada como ponto de partida para refletir a situação limite dos contingentes urbanos que já não apresentam funcionalidade para o capital neste contexto de crise.

Palavras-chave: Crise Estrutural. Desenvolvimento das Forças Produtivas. População Supérflua. Favelização. Vila Olavo Costa.

Dissertação

_________________________________________________________________________________________________________________________________ 

Marina Valéria Delage Vicente Mancini

Título: “Fundo público e orçamento das políticas sociais: uma análise da união nos 12 anos de governo pt (2003 – 2014)”

Orientador: Prof. Dr. Rodrigo de Souza Filho

Professores Examinadores: Profª. Drª. Alejandra Pastorini Cortelo e Profª. Drª. Leila Baumgratz Delgado.

Data da defesa: 29/11/2016

Resumo: A dissertação aqui apresentada possui como objetivo desvelar, num primeiro momento, a categoria fundo público, para, a partir dela, podermos estudar o seu instrumento de materialização, ou seja, o orçamento público federal – com uma nova proposta de análise – no intuito de verificarmos, através do direcionamento dos gastos públicos, se o governo do Partido dos Trabalhadores ao longo de 12 anos no poder deu continuidade a um modelo liberal periférico herdado dos anos 1990 ou apresentou uma nova tendência denominada neodesenvolvimentista.

Palavras-chave: Fundo Público. Modelo Liberal Periférico. Novo Desenvolvimentismo. Políticas Sociais. Partido dos Trabalhadores.

Dissertação

_________________________________________________________________________________________________________________________________ 

Sergio Antonio Astudillo Leite

Título: “Penalización de la pobreza en chile post dictadura”

Orientadora: Profª. Drª. Maria Lúcia Duriguetto.

Professores Examinadores: Prof. Dr. Rodrigo de Souza Filho e Profª. Drª. Alejandra Pastorini Cortelo.

Data da defesa: 29/11/2016

Resumo: Esta dissertação analisa as principais transformações nas relações sociais no capitalismo a partir da crise estrutural do capital (dos anos 70`) e suas conseqüências para o conjunto da classe trabalhadora. Transformações históricas que mudaram o tratamento do Estado no trato com a questão social, outorgando uma ênfase no tratamento penal das suas conseqüências. Neste trabalho, se discute também as particularidades que tais transformações no capitalismo dos países centrais provocaram na realidade do Chile por meio da implementação das políticas neoliberais. A partir destas considerações mais universais, o objetivo que norteia a presente Dissertação é a explicitação do tratamento criminalizante das políticas sociais no contexto pós ditadura no Chile, a qual expressa novas estratégias de controle social vinculadas à velhas formas de punição fruto das heranças do passado ditatorial.

Palavras-chave: Crise estrutural do capital; Neoliberalismo; Políticas Sociais; Estado; controle social.

Dissertação

_________________________________________________________________________________________________________________________________ 

Greice dos Reis Santos

Título: “O marxismo e a questão burocrática: uma análise das contribuições de Gramsci e Poulantzas”

Orientador: Prof. Dr. Rodrigo de Souza Filho.

Professores Examinadores: Prof. Dr. Claudio Roberto Marques Gurgel e Prof. Dr. Elcemir Paço Cunha.

Data da defesa: 25/11/2016

Resumo: Esta dissertação tem como proposta resgatar as contribuições teórico-analíticas dos intelectuais Antonio Gramsci e Nicos Poulantzas. A pesquisa se desenvolve a partir uma análise teórica embasada nas principais obras dos autores marxistas – dentre elas: os Cadernos do Cárcere, redigidos por Antonio Gramsci, e Poder Político e Classes Sociais e O Estado, o poder, o socialismo, de Nicos Poulantzas. O objetivo central do trabalho se processa no sentido de apreender qual é a concepção dos autores acerca da questão burocrática. Ao longo do estudo, verificou-se que – sobre a burocracia – o pensamento de Gramsci e o pensamento de Poulantzas possuem mais pontos de convergência e complementação dialética do que de divergência e contradições radicais.

Palavras-chave: Marxismo. Estado. Burocracia.

Dissertação

_________________________________________________________________________________________________________________________________ 

Vivian de Almeida Costa

Título: “A formação profissional dos assistentes sociais na saúde e sua articulação com o projeto ético-político do serviço social: Um debate necessário”

Orientadora: Profª Drª Lêda Maria Leal de Oliveira.

Professores Examinadores: Profª. Drª. Sabrina Pereira Paiva e Profª. Drª. Janete Luzia Leite.

Data da defesa: 18/11/2016

Resumo: Este estudo partiu da inquietação de analisar o processo de formação dos assistentes sociais nos programas de Residência em Saúde, buscando refletir sobre as particularidades desses programas, quais os fundamentos que direcionam essa formação e em que medida a apropriação de conhecimentos específicos da área de saúde não tem contribuindo para a perda da identidade profissional dos assistentes sociais. Com base nesses questionamentos a questão central que norteou esse estudo foi: o projeto político pedagógico que orienta a formação dos residentes está em consonância com projeto ético-político do Serviço Social? A fim de adensar esse debate, busquei evidenciar as possíveis aproximações existentes entre as proposta de formação dos programas de Residência Multiprofissionais do Hospital Universitário da Universidade Federal de Juiz de Fora, que contemplam a inserção de assistentes sociais, e o projeto de formação profissional do Serviço Social. Para tanto, foi realizado um estudo qualitativo de natureza teórica, tendo como referências a pesquisa bibliográfica e a pesquisa documental. Os resultados obtidos evidenciaram que existem muitas similaridades entre as propostas de formação das Residências e do Serviço Social. Contudo, mostrou também a presença de pontos que revelam contradições, e que podem representar uma armadilha se não analisados e discutidos de forma aprofundada, uma vez que se distanciam da perspectiva crítico-dialética, podendo dar outros rumos a formação e ao exercício profissional.

Palavras-chave: Serviço Social, Formação Profissional, Residências Multiprofissionais.

Dissertação

_________________________________________________________________________________________________________________________________ 

Thaíse Seixas Peixoto De Carvalho

Título: “Potencialidades, desafios e limites do exercício profissional do assistente social na linha de frente: creas como palco”

Orientadora: Profª. Drª. Carina Berta Moljo

Professores Examinadores: Profª. Drª. Claudia Mônica dos Santos e Profª. Drª. Carola Carbajal Arregui.

Data da defesa: 11/11/2016

Resumo: A presente dissertação se constitui em uma proposta de análise dos limites e desafios para a realização do exercício profissional do assistente social em “linha de frente”, tendo os CREAS dos municípios de Ouro Branco, Conselheiro Lafaiete e Congonhas como espaço privilegiado de observação. Nesta perspectiva, sendo este espaço sócio-ocupacional do Serviço Social inserido na política de Assistência Social na lógica do Sistema Único de Assistência Social, procurou-se identificar através da trajetória histórica das políticas sociais e, especialmente, da Assistência Social, como a conformação atual do CREAS rebate no exercício profissional cotidiano e quais os limites e desafios encontrados pelos assistentes sociais, bem como, as estratégias que estes utilizam na realização de seu exercício profissional. Para isso, foi realizado um breve resgate histórico do Serviço Social enquanto profissão e sua aproximação com a política de Assistência Social, para finalmente, identificar através do olhar dos próprios profissionais as situações limites, os desafios e as possibilidades de ação.

Palavras-chaveServiço Social. Assistência Social. Exercício profissional.

Dissertação

_________________________________________________________________________________________________________________________________ 

Raíssa Cristina Arantes

Título: “ESTADO E LUTA DE CLASSES: contribuições e limites de Poulantzas para o estudo do movimento dos trabalhadores”

Orientador: Prof. Dr. Elcemir Paço Cunha.

Professores Examinadores: Profª. Drª. Ednéia Alves de Oliveira e Prof. Dr. Wesley Silva Xavier.

Data da defesa: 31/10/2016

Resumo: O estudo, que neste espaço se propõe ao Programa de Pós Graduação em Serviço Social da Universidade Federal de Juiz de Fora, se refere a um estudo de três obras de Nicos Poulantzas, para extrair do autor suas análises acerca da Burocracia de Estado e da luta de classes, para então apreender quais são as contribuições e os limites das pesquisas do autor para um estudo dos movimentos sociais. As obras do autor analisadas são O Poder Político e as Classes Sociais, As Classes Sociais no Capitalismo Hoje e O Estado, O Poder, O Socialismo. Ao analisar a luta de classes, e o papel da burocracia do Estado diante das demandas das classes antagônicas frente ao desenvolvimento do capitalismo, as obras estudadas dão subsídio para uma análise atual dos novos rumos tomados pelas formas de organização da classe trabalhadora, propiciando um denso e necessário estudo sobre os movimentos sociais e a relação da classe trabalhadora com o Estado Capitalista.

Palavras-chave: Burocracia de Estado, Movimentos sociais, Luta de Classes.

Dissertação

_________________________________________________________________________________________________________________________________ 

Ana Paula de Souza

Título: “As mulheres e o feminismo no movimento sindical: um estudo das experiências do ANDES-SN”

Orientadora: Profª. Drª. Marina Barbosa Pinto

Professores Examinadores: Profª. Drª. Viviane de Souza Pereira e Prof. Dr. Eblin Joseph Farage.

Data da defesa: 26/10/2016

Resumo: A participação política das mulheres no movimento sindical, considerando a assimilação das pautas feministas neste espaço de organização dos trabalhadores é tema central do estudo apresentado por nós na presente dissertação de mestrado. O sujeito de nossas análises é o Sindicato Nacional do Docentes das Instituições do Ensino Superior (ANDES-SN), protagonista de lutas que superam as demandas específicas da categoria docente, contribuindo para o processo de organização e luta dos trabalhadores. Nossos estudos foram realizados a partir da imbricação entre capitalismo e patriarcado, priorizando no percurso analítico os elementos que determinam e condicionam o acesso das mulheres ao espaço público. Bem como, as referências presentes no processo de organização e luta dos trabalhadores brasileiros e as proposições do ANDES-SN referentes às pautas feministas. Apresentaremos no decorrer do estudo as considerações das mulheres que presidiram esta organização sindical, referentes aos limites e avanços da articulação entre as temáticas feministas e a luta mais ampla do sindicato. Por fim, destacaremos as principais questões presentes nessa discussão, efervescente e em construção na sociedade brasileira.

Palavras-chave: Feminismo, movimento sindical, organização e luta dos trabalhadores.

Dissertação

_________________________________________________________________________________________________________________________________ 

Geovane Martins Gonçalves

Título: “Reconstrução histórico critica do conselho regional de serviço social – cress 6ª região – seccional de juiz de fora: análise dos processos históricos do serviço social brasileiro”

Orientadora: Prof.ª Dr.ª Carina Berta Moljo.

Professores Examinadores: Prof. Dr. Maurílio Castro de Matos e Profª. Drª. Alexandra Aparecida Leite Toffanetto Seabra Eiras.

Data da defesa: 26/10/2016

Resumo: Este trabalho analisa a Reconstrução Histórica do Conselho Regional de Serviço Social de Minas Gerais – CRESS 6ª Região – Seccional de Juiz de Fora. O caminho teórico metodológico desta pesquisa possui como perspectiva a totalidade da vida social e a concepção de história na teoria marxista que relaciona-se diretamente com o objeto de estudo. A aquisição dos dados da pesquisa ocorreu por meio de analise bibliográfica, documental e seis entrevistas com assistentes sociais que foram dirigentes da Seccional de Juiz de Fora entre 1975 a 1993, cada profissional representou um triênio da gestão. A história da Seccional foi obtida através do relato oral das entrevistadas, tendo como base a memória coletiva das atrizes sociais que estavam inseridas nas gestões da entidade. A demarcação cronológica refere-se ao período de surgimento da Seccional de Juiz de Fora, que era denominada Conselho Regional de Assistentes Sociais de Minas Gerais – CRAS 6ª Região – 2ª Delegacia de Juiz de Fora, até o seu período de consolidação e transformação tornando-se atualmente CRESS 6ª Região Seccional de Juiz de Fora. O resultado desta pesquisa nos possibilitou compreender os fundamentos que culminaram na criação da Seccional, que está vinculada a mobilização dos assistentes sociais da Zona da Mata mineira num contexto de crescimento numérico de profissionais na região. A expansão do mercado de trabalho dos assistentes sociais na década de 1970, tem como principal fator a política econômica impetrada pelo regime militar no Brasil (1964 a 1985) que possibilitou a contração de assistentes sociais no Estado e na empresas capitalistas. A pesquisa com fonte orais permitiu a análise do processo de formação profissional das entrevistadas, das visões acerca da ditadura militar e sua particularidade no município de Juiz de Fora, de fatos históricos do Serviço Social brasileiro e do papel dos sindicatos do profissionais no final década de 1980.

Palavras-chave: Serviço Social, História e Conselhos Regionais.

Dissertação

_________________________________________________________________________________________________________________________________ 

Michele Luiz Lima

Título: “O assistente social e a condição de trabalhador assalariado no setor público estatal: traços do perfil do mercado de trabalho em minas gerais”

Orientadora: Profª. Drª. Leila Baumgratz Delgado

Professores Examinadores: Profª. Drª. Mônica Maria Torres de Alencar e Profª. Drª. Alexandra Aparecida Leite Toffanetto Seabra Eiras.

Data da defesa: 14/10/2016

Resumo: Esta pesquisa tem como objetivo analisar alguns traços do perfil do mercado de trabalho dos assistentes sociais, tendo como foco a região de abrangência do Conselho Regional de Serviço Social de Minas Gerais – CRESS 6ª Região, compreendendo as áreas da Sede, situada em Belo Horizonte e da Seccional Montes Claros. O viés da pesquisa tem como feixe de investigação os editais de concursos públicos e processos seletivos simplificados com previsão de vagas para assistente social, catalogados pelo referido Conselho entre os anos de 2007 a 2014. Partimos da compreensão de que as transformações ocorridas no mundo do trabalho e no âmbito do Estado capitalista, afetam diretamente os assistentes sociais nas suas relações e condições de trabalho e no seu espaço profissional. Busca-se caracterizar o processo de expansão precarizada do mercado de trabalho do assistente social, determinado principalmente pela municipalização da saúde e da assistência social e pelo crescimento da formação acadêmico-profissional de Serviço Social. Posteriormente, iremos indicar as condições nas quais se realiza a inserção do assistente social no mercado de trabalho, especificamente na esfera pública estatal.

Palavras-chave: Serviço Social; Mercado de Trabalho; Condições de Trabalho.

Dissertação

_________________________________________________________________________________________________________________________________ 

Marina Rodrigues Corrêa dos Reis

Título: “O braço esquerdo do capital e a lógica onímoda do trabalho: gênese, função e análise imanente da política de assistência social no brasil”

Orientador: Prof. Dr. Elcemir Paço Cunha

Professores Examinadores: Prof. Dr. Vitor Bartoletti Sartori e Profª. Drª. Viviane Souza Pereira.

Data da defesa: 01/09/2016

Resumo: A política de Assistência Social é concebida no presente trabalho como uma conquista da classe trabalhadora, assim como um instrumento que é funcional à ordem social vigente. A tese fundamental deste estudo é a de que a Política de Assistência Social reflete as necessidades da classe trabalhadora segundo os interesses da classe dominante. Nessa perspectiva, coloca-se como questão central deste estudo: discutir em que se constitui uma política de Assistência Social sob a lógica do trabalho. A partir do debate acerca da constituição dessa política no país, dos limites inerentes à própria dimensão política e jurídica é que analisaremos a norma propriamente dita – a Política Nacional de Assistência Social e a Lei Orgânica de Assistência Social. Com base no estudo da gênese e da “função social” que a política de Assistência Social desempenha, tem lugar a análise imanente da política em voga. Parte-se da premissa de que a Política de Assistência Social somente tem potencial de tensionar as contradições se perspectivada pela lógica do trabalho. Caso vincule-se a outra lógica, de reprodução do modo de produção capitalista, coloca-se como urgente a necessidade de avançar em uma nova proposta de política.

Palavras-chave: Política de Assistência Social; política; direito; perspectiva do trabalho.

Dissertação

_________________________________________________________________________________________________________________________________

Maiara Batista

Título: “Por corações e mentes: A configuração do projeto da classe dominante na Educação Profissional da Juventude no Campo: Um estudo acerca da inciativa PRONATEC Campo/SENAR/CNA”

Orientadora: Profª. Drª. Cristina Simões Bezerra

Professores Examinadores: Prof. Dr. Sérgio Sauer e Profª. Drª. Marina Barbosa Pinto

Data da defesa: 08/08/2015

Resumo: As classes dominantes atuantes no campo tem priorizado a educação, enquanto elemento de sociabilidade, para camuflar a lógica de espoliação do agronegócio e criar legitimidade acerca da sociabilidade burguesa. Nesta realidade, o Sistema Nacional de Aprendizagem Rural, vinculado a entidade patronal Confederação Nacional de Agricultura e Pecuária, busca, desde sua fundação em 1991, ser uma referência na aprendizagem rural, de modo a constituir-se como a genuína “Escola da Terra”. Sob esta perspectiva, em 2012, o Senar passa a oferecer a modalidade destinada aos povos do campo do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego. Tal oferta foi possível devido às parcerias público-privadas que, no Brasil, consolidaram-se nos anos 1990, com a adoção das políticas neoliberais. A partir das especificidades do campo, cabe questionar como se organiza a Educação Profissional e quais os estudos existentes sobre essa modalidade de educação? Quais os objetivos de entidades ligadas a aparelhos “privados” de hegemonia da classe dominante ao ofertar ações voltadas a Educação Profissional no campo? Baseados nestes questionamentos, esse estudo pretende compreender, mediante pesquisa bibliográfica e documental, a intencionalidade da burguesia em fomentar projetos educativos no campo, utilizando-se como exemplo as iniciativas educacionais do Senar.

Palavras-chave: Juventude do campo; Classes Dominantes; Educação Profissional; Pronatec Senar.

DISSERTAÇÃO

________________________________________________________________________________________________________________________________

Verônica Medeiros Alagoano

Título: “O debate do movimento feminista na produção acadêmica do Serviço Social”

Orientadora: Profª. Drª. Maria Lúcia Duriguetto

Professores Examinadores: Profª. Drª. Mirla Cisne Álvaro e Profª. Drª. Alexandra Aparecida Leite Toffanetto Seabra Eiras

Data da defesa: 05/08/2015

Resumo: O movimento feminista emerge como sujeito político no século XIX, com reivindicações voltadas para direitos políticos, educação, trabalho e igualdade entre os sexos. Desde sua gênese, o movimento apresenta uma pluralidade de perspectivas teórico-políticas e interventivas. Destacamos as vinculadas à tradição marxista, em que a luta das mulheres se volta para a emancipação humana, reconhecendo que a libertação das mulheres coincide com a superação do sistema patriarcal-capitalista-racista, e as vinculadas à tradição liberal, nas quais o feminismo se limita à luta de direitos civis, políticos e sociais sob o capitalismo. Compreendendo a diversidade deste debate explicitamos os principais conceitos e categorias que identificamos como centrais para o feminismo contemporâneo: gênero, patriarcado, divisão sexual do trabalho e relações sociais de sexo. O objetivo deste estudo é compreender como o Serviço Social tem tematizado o movimento feminista e compreendido suas lutas. Para tanto, buscou-se, na produção acadêmica dos seus cursos de Pós-Graduação (1985-2014), teses e dissertações que tematizam os movimentos feministas auto-organizados ou a luta das mulheres em movimentos mistos, objetivando apreender: as abordagens teórico-políticas dos movimentos sociais e suas lutas; os conceitos e categorias do feminismo abordados; os desafios e limites das organizações e dos movimentos feministas evidenciados nas produções; a compreensão da consciência feminista militante; os projetos societários defendidos para as organizações e movimentos feministas; a relação do feminismo e das organizações e movimentos feministas com o Serviço Social. Uma das conclusões expostas nesta dissertação é a constatação de uma incipiente tematização desta temática pelo Serviço Social e a necessidade de uma maior incorporação no debate profissional de categorias centrais do feminismo, o que evidencia a necessidade de um maior investimento na produção de conhecimento sobre o movimento feminista e de ações interventivas do profissional em relação às temáticas postas pelo feminismo nos diferentes espaços sócio-ocupacionais.

Palavras-chave: Feminismo; Produção Teórica; Serviço Social.

DISSERTAÇÃO

________________________________________________________________________________________________________________________________

Victória Sabatine de Paiva Neves

Título: “Serviço Social na Área da Educação: Condições e Relações de Trabalho dos Assistentes Sociais no Município de Juiz de Fora/MG”

Orientadora: Profª. Drª. Ana Lívia de Souza Coimbra

Professores Examinadores: Prof. Dr. Ney Luiz Teixeira de Almeida e Profª. Drª. Isaura Gomes de Carvalho Aquino

Data da defesa: 01/07/2015

Resumo: A presente dissertação possui como objetivo analisar e compreender, possuindo como suporte teórico-metodológico a perspectiva materialista dialética, as condições e relações de trabalho dos assistentes sociais inseridos na educação no município de Juiz de Fora/MG. Para tanto, utilizou-se de pesquisa empírica nas instituições de ensino daquele município, nas quais o assistente social é integrante do quadro de funcionários, buscando delinear as condições e relações de trabalho desses profissionais. É sabido que a educação não constitui espaço ocupacional novo para os assistentes sociais, mas também não representa campo de contratação potencial desses profissionais se comparada a outras áreas nas quais esse também se insere. No entanto, verifica-se na atualidade um aumento do quantitativo de profissionais atuando diretamente no campo educacional, sobretudo, devido a importância que este nicho passa a representar para o capital. Assim, apesar de ser verificada uma expansão de postos de trabalho para esses profissionais, observa-se na mesma medida que esta expansão está diretamente relacionada a precarização de suas condições de trabalho na contemporaneidade.

Palavras-chave: Serviço social; educação; condições de trabalho.

DISSERTAÇÃO

________________________________________________________________________________________________________________________________

 

TOPO DA PÁGINA

VOLTAR