UFJF - Universidade Federal de Juiz de Fora

Plano de Ensino

Disciplina: 215032 - QUESTÃO SOCIAL E DESIGUALDADES SÓCIO-TERRITORIAIS

Créditos: 2

Departamento: DEPTO FUNDAMENTOS SERV SOCIAL /SSO

Ementa Paradigmas teóricos de desenvolvimento econômico hegemônico nas sociedades ocidentais. A constituição indissociável das formas de riqueza e de pobreza que lhes são particulares.
Conteúdo O objetivo específico da disciplina é analisar, mesmo que brevemente, aspectos históricos da penetração deste modelo de desenvolvimento no território brasileiro e as conseqüências na formação de desigualdades intra e inter-regionais. Nesta direção, a reflexão deverá alcançar, particularmente, a realidade do Estado de Minas Gerais e do município de Juiz de Fora.

I. Gênese da pobreza e das desigualdades sócio territoriais no mundo ocidental moderno
A decomposição do mundo feudal e a emergência de um novo modelo de produção e de apropriação da riqueza na modernidade. O processo de acumulação primitiva: a expropriação dos camponeses e a emergência das desigualdades sociais. Colonização no Brasil: fim da escravidão, origens do trabalho livre e crescimento da pobreza no campo e na cidade.

II. Pobreza e desigualdade sócio-territorial em Minas Gerais
Origens da estrutura agrária no estado de Minas Gerais. Escravidão. Cafeicultura e origens do trabalho livre na Zona da Mata. Industrialização, urbanização e agravamento das desigualdades sócio territoriais. Pobreza e favelização em Juiz de Fora.

Bibliografia MARX, Karl. O Capital. São Paulo: Abril Cultural, 1980. (Capítulo XXIV: A acumulação primitiva).
POLANYI, Karl. A Grande transformação: as origens da nossa época. Rio de Janeiro: Campus, 2000. (Segunda parte: Capítulo 3: Habitação versus progresso).
CASTEL, Robert. Metamorfoses da questão social: uma crônica do salário.Petrópolis: Vozes, 1998. (Capítulo II: A sociedade cadastrada).
KOWARICK, Lúcio. Trabalho e Vadiagem: origens do trabalho livre no Brasil.
CARRARA, Ângelo A. Minas e Currais: produção rural e mercado interno de Minas Gerais (1674-1807). Juiz de Fora: Editora UFJF, 2007. (Parte II: As estruturas agrárias).
RESENDE, Guilherme Mendes. O crescimento econômico dos municípios mineiros tem sido pró pobre? Uma análise para o período 1991 a 2000. Revista Nova economia, vol 18, nº1 Belo Horizonte, 2008.
ROCHA, Cezar Henrique B. Zona da Mata Mineira. Juiz de Fora: Funalfa, 2008.
PREFEITURA MUNICIPAL DE JUIZ DE FORA. Atlas da exclusão social. Juiz de Fora, 2006.
MENEZES, Maria Lúcia Pires. Juiz de Fora e a moradia popular: o Alto Santo Antônio. Revista eletrônica de Geografia Y Ciências Sociales, Universidad de barcelona, Vol.1, nº 146(133), ago. 2003.

Bibliografia (continuação)
Bibliografia complementar
Voltar