UFJF - Universidade Federal de Juiz de Fora

Projetos

Você está em: Conheça o Programa > Projetos

Por Linhas de Pesquisa:

 

  1. Linguagem e Humanidades

 

Nome: O PAPEL DA AVALIAÇÃO NA ARGUMENTAÇÃO EM SITUAÇÕES DE CONFLITO

Coordenadora: Amitza Torres Vieira

Equipe: Monika Miranda de Oliveira, Rogeria Tarocco dos Santos

Natureza do Projeto: PESQUISA

Situação do Projeto: EM ANDAMENTO

Descrição: O projeto tem como objetivo investigar o papel da avaliação na argumentação dos participantes em situações de conflito, mais especificamente em audiências de conciliação no PROCON. As sequências argumentativas dos corpora serão identificadas a partir dos modelos argumentativos propostos por Vieira (2003, 2007). No tocante aos recursos avaliativos, serão consideradas na análise suas dimensões paralinguísticas, linguísticas e sociais.

Financiadores: FUND COORD DE APERFEIÇOAMENTO DE PESSOAL DE NÍVEL SUP – (Programa de Demanda Social), UNIVERSIDADE FEDERAL DE JUIZ DE FORA – (Programa de Monitoria UFJF) e UNIVERSIDADE FEDERAL DE JUIZ DE FORA – (Bolsa BIC)

 

Nome: O PORTUGUÊS FALADO NA ZONA DA MATA DE MINAS GERAIS: CONSTITUIÇÃO DE UM BANCO DE DADOS DE AUDIÊNCIAS PRELIMINARES DO JUIZADO ESPECIAL CRIMINAL

Coordenadora: Amitza Torres Vieira

Equipe: Ana Carla Machado, Lara Carvalho Miranda, Maurício Carlos da Silva e Raphaela Braga Lobo Silva

Natureza do Projeto: PESQUISA

Situação do Projeto: EM ANDAMENTO

Descrição: O objetivo principal deste projeto é constituir um banco de dados para ter à disposição corpora de fala que possibilite estudos futuros preocupados com o uso da linguagem no seu contexto social. Os objetivos específicos são: i) fornecer material linguístico para a descrição e a compreensão do português falado na região da Zona da Mata Mineira na situação institucional de Audiências Criminais; ii) propiciar condições para o desenvolvimento de atividades de ensino e de pesquisa. 

Financiadores: UNIVERSIDADE FEDERAL DE JUIZ DE FORA – (Bolsa BIC)

 

Nome: A MOBILIDADE SOCIAL E SUAS IMPLICAÇÕES NA PAISAGEM LINGUÍSTICA DE JUIZ DE FORA/MG

Coordenadora: Ana Cláudia Peters Salgado

Equipe: Mariana Schuchter Soares, Marjori Correa Mendes, Michele Cristina Ramos Gomes, Phelippe Nathaniel Ribeiro Oliveira, Isadora de Souza Belli e Ludmila Mendes Ferreira.

Natureza do Projeto: PESQUISA

Situação do Projeto: EM ANDAMENTO

Descrição: Este projeto visa a discutir e caracterizar a realidade dinâmica e crescente em termos de contatos linguístico-culturais na cidade de Juiz de Fora/MG, em tempos de super diversidade. Buscamos desconstruir a arraigada ideia de que a cidade é exclusivamente monolíngue, através da observação de sua paisagem, que não é só linguística (SHOHAMY, BEN-RAFAEL & BARNI, 2010), mas também social.

Financiadores: FUNDAÇÃO DE AMPARO A PESQUISA DO ESTADO DE MINAS GERAIS – (Programa de Apoio à Pós-Graduação)

 

Nome: CONTATOS LINGUÍSTICOS, MOBILIDADE SOCIAL E EDUCAÇÃO BÁSICA

Coordenadora: Ana Cláudia Peters Salgado

Equipe: Mariana Schuchter Soares, Marjori Correa Mendes, Michele Cristina Ramos Gomes e Phelippe Nathaniel Ribeiro Oliveira

Natureza do Projeto: PESQUISA

Situação do Projeto: EM ANDAMENTO

Descrição: Este projeto analisa a realidade dinâmica e crescente em termos de contatos linguístico-culturais na cidade de Juiz de Fora/MG, em tempos de (super)diversidade. Investigamos como os falantes utilizam fragmentos de línguas que coexistem em harmonia, sem supressão de uma ou outra língua no processo de comunicação: seu repertório comunicativo, que pode ser ampliado durante a aquisição ou aprendizado de uma língua estrangeira, em contexto escolar, levando-o ao letramento social.

Financiadores: FUND COORD DE APERFEIÇOAMENTO DE PESSOAL DE NÍVEL SUP – (Programa de Demanda Social) e UNIVERSIDADE FEDERAL DE JUIZ DE FORA – (Programa de Monitoria UFJF)

 

Nome: A IDEIA DE LINGUAGEM COMO FORMAS DE VIDA EM DOCUMENTOS LINGUÍSTICOS

Coordenadora: Ana Paula Grillo El-Jaick

Equipe: Camila de Sá Oliveira

Natureza do Projeto: PESQUISA

Situação do Projeto: EM ANDAMENTO

Descrição: L. Wittgenstein, em suas Investigações Filosóficas, diz em um aforismo que a linguagem é forma de vida. Com essa definição; por demais controversa, esta pesquisa tem por objetivo: (i) investigar o próprio conceito forma de vida em Wittgenstein; (ii) analisar historicamente a ideia de linguagem como forma de vida em documentos linguísticos, sobretudo em teorias linguísticas centradas no uso; (ii) examinar o conceito aqui analisado de maneira transdisciplinar.

Financiadores: CONS NAC DE DESENVOLVIMENTO CIÊNTÍFICO E TECNOLOGICO – (BOLSA de Iniciação Científica – PIBIC)

 

Nome: BILINGUISMO, VARIAÇÃO E IDENTIDADE LINGUÍSTICA NOS GRAMÁTICOS E FILÓSOFOS GRECO-ROMANOS

Coordenador: Fábio da Silva Fortes

Equipe: Fernando Adão de Sá FreitasHenrique Silva Moraes, Hudson Carlos Alves da Silva, Pedro Henrique Almeida Cortat de Paula e Daniela Brinati Furtado.

Natureza do Projeto: PESQUISA

Situação do Projeto: EM ANDAMENTO

Descrição: Este projeto tem por objetivo abarcar o estudo de  textos gregos e latinos que tematizaram a linguagem, especialmente na obra de filósofos e gramáticos antigos, com ênfase nas relações interculturais e interlinguísticas entre Grécia e Roma e na reflexão que os gramáticos gregos e romanos fizeram sobre os aspectos dinâmicos de suas línguas (a variação linguística) e a estipulação de normas de linguagem que conferiam a identidade linguístico-cultural.

Financiadores: FUND COORD DE APERFEIÇOAMENTO DE PESSOAL DE NÍVEL SUP – (Programa de Demanda Social) e  UNIVERSIDADE FEDERAL DE JUIZ DE FORA – (Bolsa BIC)

 

 

Nome: A HISTÓRIA SOCIAL DO FALAR MINEIRO

Coordenadora: Patrícia Fabiane Amaral da Cunha Lacerda

Equipe: Patrícia Rafaela Otoni Ribeiro

Natureza do Projeto: PESQUISA

Situação do Projeto: EM ANDAMENTO

Descrição: Este projeto tem como objetivo fundamental contribuir para a caracterização da constituição sócio-histórica de uma das variedades regionais presentes no Estado de Minas Gerais. Nesse sentido, a pesquisa tem como intenção buscar evidências empíricas sobre a constituição sócio-histórica do falar de Juiz de Fora e região, visando a identificar os contatos linguísticos existentes no século XIX e os processos de variação e mudança linguística que deles decorrem.

Financiadores: FUNDAÇÃO DE AMPARO A PESQUISA DO ESTADO DE MINAS GERAIS – (Programa de Apoio à Pós-Graduação)

 

Nome: ABORDAGEM CONSTRUCIONISTA NA GRAMATICALIZAÇÃO: EMERGÊNCIA DE NOVOS PADRÕES CONSTRUCIONAIS NO PORTUGUÊS BRASILEIRO

Coordenadora: Patrícia Fabiane Amaral da Cunha Lacerda

Equipe: Ana Paula Gonçalves Durco, Laurie Ferreira Martins e Marcela Zambolim 

Natureza do Projeto: PESQUISA

Situação do Projeto: EM ANDAMENTO

Descrição: O projeto tem como objetivo fundamental tratar da emergência de novos padrões construcionais no português brasileiro, assumindo como pressuposto que a gramaticalização consiste na emergência de construções gramaticalmente identificáveis que sinalizam as crenças e as atitudes dos falantes.

Financiadores: CONS NAC DE DESENVOLVIMENTO CIENTÍFICO E TECNOLÓGICO – (BOLSA de Iniciação Científica – PIBIC) e FUND COORD DE APERFEIÇOAMENTO DE PESSOAL DE NIVEL SUP – (Programa de Demanda Social)

 

 

 

Nome: INTERAÇÃO EM SALAS DE AULA – FORMANDO PROFESSORES

Coordenadora: Denise Barros Weiss

Equipe: Mariana de Camargo Bessa

Natureza do Projeto: PESQUISA

Situação do Projeto: EM ANDAMENTO

Descrição: Este projeto decorre da necessidade de análise de situações de ensino-aprendizagem na escola, que contribuam para uma compreensão mais ampla das relações interpessoais nesses contextos. O projeto tem como base os referenciais teóricos da Análise da Conversa e da Sociolinguística Interacional, e visa a examinar, em diferentes contextos, como se dão as relações professor aluno.

Financiadores: FUND COORD DE APERFEIÇOAMENTO DE PESSOAL DE NÍVEL SUP – (Programa de Demanda Social)

 

 

Nome: TEORIAS DE LETRAMENTO E GÊNEROS TEXTUAIS: PERSPECTIVAS DE ENSINO

Coordenadora: Marta Cristina da Silva

Equipe: Laura Silveira Botelho e Lívia Fagundes Neves

Natureza do Projeto: PESQUISA

Situação do Projeto: EM ANDAMENTO

Descrição: Este projeto trata da articulação entre teorias de gêneros e estudos sobre letramentos, particularmente na área de ensino de língua. Os problemas de pesquisa dizem respeito à apropriação do conceito de letramentos no contexto escolar, assumindo-se que a abordagem de gênero é um caminho interessante para o desenvolvimento de práticas letradas. Uma das questões é a maneira como os gêneros textuais têm sido efetivamente tratados nas aulas de língua e nos materiais didáticos. Além disso, objetiva-se investigar que tipo de relação se estabelece entre letramentos vernaculares e letramentos escolares, tendo como metodologia estudos de cunho etnográfico.

Financiadores: FUND COORD DE APERFEIÇOAMENTO DE PESSOAL DE NÍVEL SUP – (Programa de Demanda Social)

 

Nome: UM ESTUDO SOBRE A HIPERMODALIDADE NO ENSINO-APRENDIZAGEM DO LÉXICO EM LÍNGUA ESTRANGEIRA

Coordenadora: Patrícia Nora de Souza

Equipe: Carolina Macedo de Oliveira Rocha e Juliana de Carvalho Barros 

Natureza do Projeto: PESQUISA

Situação do Projeto: EM ANDAMENTO

Descrição: No campo da pesquisa em linguística, ainda são incipientes estudos sobre como a linguagem é utilizada em meios digitais. Há, portanto, a carência de estudos que foquem sistematicamente o comportamento linguístico em ambientes digitais. Tendo em vista este debate mais amplo que aponta mudanças significativas por que a linguagem vem passando, uma vez que hoje podemos falar da combinação e da articulação de várias linguagens mediadas por tecnologias de informação e comunicação e de sua aplicação no ensino de língua estrangeira (Souza, 2004), meu interesse é investigar a produção de novas formas de significação em atividades didáticas de inglês como língua estrangeira. Mais detalhadamente, esta pesquisa busca investigar o uso da hipernodalidade (das várias linguagens) em atividades de vocabulário.

Financiadores: FUND COORD DE APERFEIÇOAMENTO DE PESSOAL DE NÍVEL SUP – (Programa de Demanda Social)

 

Nome: ANÁLISE LINGUÍSTICA NA AULA DE PORTUGUÊS: DIÁLOGOS ENTRE A TEORIA LINGUÍSTICA E A PRÁTICA DOCENTE

Coordenadora: Thais Fernandes Sampaio

Equipe: Alice Queiroz Frascaroli, Carolina Alves Fonseca, Caroline Souza Ferreira, Davidson dos Santos, Jairo Moratório do Carmo, Leomar Francisco, Noêmea da Silva Oliveira, Pedro Lucas de Castro Souza, Renata Cristina das Dores Alves Thenner Freitas da Cunha


Situação do Projeto: EM ANDAMENTO

Natureza do Projeto: PESQUISA

Descrição: Este projeto busca estabelecer um canal de diálogo consistente entre a orientação oficial para o trabalho com língua materna na escola, o conhecimento construído pelos teóricos dos estudos da linguagem e o conhecimento prático de professores do Ensino Fundamental, no que diz respeito às práticas de análise linguística nas aulas de Português. O grupo de pesquisa, formado por alunos do mestrado acadêmico e do mestrado profissional, realizará pesquisa bibliográfica, análise documental e aplicação de propostas de intervenção. 

Financiadores: FUND COORD DE APERFEICOAMENTO DE PESSOAL DE NIVEL SUP – (Programa de Demanda Social); UNIVERSIDADE FEDERAL DE JUIZ DE FORA (Bolsa BIC)

 

 

Nome: (MULTI)LETRAMENTOS E INTERAÇÃO SOCIAL: LINGUAGEM, GÊNERO(S) E SEXUALIDADE(S) NA ESCOLA

Coordenador: Alexandre José Cadilhe

Equipe: 2 bolsistas de Iniciação científica (BIC e Provoque/UFJF) e 2 de Treinamento Profissional (UFJF).

Situação do Projeto: EM ANDAMENTO

Natureza do Projeto: PESQUISA

Descrição: Este projeto ancora-se no escopo da Linguística Aplicada, que se ocupa em “criar inteligibilidade sobre problemas sociais em que a linguagem tem um papel central” (Moita Lopes, 2006, p. 14). Situado neste campo de conhecimento, busca-se construir uma compreensão sobre o papel desempenhado pela linguagem em eventos de letramento escolar que se proponham, dentre outros objetivos, a uma formação para a cidadania ao pensar a diversidade de gênero e sexualidade como temas transversais. De modo a consubstanciar este projeto, e inspirado em Collins (2015), esta pesquisa fundamenta-se em três pilares, ligados ao campo de estudo, ao enquadre teórico-metodológico e ao compromisso ético-político: (a) como campo de estudo, toma-se como base os estudos do Letramento de matriz sociocultural (Perry, 2012; Street, 2014; Kleiman & Assis, 2016):  (b) como enquadre teórico-metodológico, orienta-se pela Linguística Interacional e de natureza etnográfica (Wortham, 2008; Lindstrom, 2009; Garcez & Schulz, 2015; Collins, 2015):  (c) como tema de compromisso ético e político, compartilha-se dos estudos de linguagem, gênero e sexualidade, sobretudo na educação (Louro, 2008; Louro, 2013; Moita Lopes, 2013).

Financiador: UNIVERSIDADE FEDERAL DE JUIZ DE FORA

 

  1. Linguística e Cognição

 

 

Nome: O ACESSO AO COMPONENTE PROSÓDICO NA DESAMBIGUAÇÃO DE SENTENÇAS COM ESTRUTURAS SINTÁTICAS COMPLEXAS

Coordenadora: Aline Alves Fonseca

Equipe: Andressa Christine Oliveira da SilvaLaís Lagreca de Carvalho e Simone Aparecida de Almeida

Situação do Projeto: EM ANDAMENTO

Natureza do Projeto: PESQUISA

Descrição: Propomos investigar a influência do componente prosódico em outros tipos de estruturas sintáticas complexas como: frases com topicalização, encaixamentos, relações de posse e destino estabelecidas por expressões preposicionadas (de, para, a, com, etc), elipses entre outras. Para tanto, utilizam-se técnicas especiais de formação de corpora como jogos de interatividade controlada e contextos visuais com monitoramento ocular. 

Financiadores: FUND COORD DE APERFEIÇOAMENTO DE PESSOAL DE NÍVEL SUP – (Programa de Demanda Social) e UNIVERSIDADE FEDERAL DE JUIZ DE FORA – (PBPG)

 

Nome: FRASER: UM PARSER SEMÂNTICO BASEADO EM FRAMES E CONSTRUÇÕES

Coordenador: Ely Edison da Silva Matos

Equipe: Tiago Timponi Torrent e Natália Duarte Marção

Natureza do projeto: PESQUISA

Situação do projeto: EM ANDAMENTO

Descrição: O objetivol da pesquisa é possibilitar a criação de ferramentas computacionais que explorem conceitos e ideias da Linguística Cognitiva em larga escala, visando à construção de um parser semântico para o Português Brasileiro, denominado FraSeR (Frame Semantic ParseR). O objetivo inclui ainda pesquisar o comportamento dos conceitos da Linguística Cognitiva perante questões como a multilingualidade, a sumarização de textos e a criação de interfaces homem máquina, bem como a associação dos conceitos da Linguística Cognitiva com as técnicas usadas no campo da Inteligência Artificial (RUSSELL; NORVIG, 2003), desenvolvendo a chamada “Cognição Artificial”; e a integração dos conceitos de Linguística Cognitiva com a chamada Web Semântica (BERNERS-LEE; HENDLER; LASSILA, 2001) e com a área de Inteligência Artificial.

 

 

Nome: A CONSTRUÇÃO DISCURSIVA DA FICTIVIDADE: SOCIOCOGNITIVISMO E CORPUS

Coordenador: Luiz Fernando Matos Rocha

Equipe: Aline Bisotti Dornelas, Luciana Andrade Paula e Márcia do Prado Andrade.

Natureza do Projeto: PESQUISA

Situação do Projeto: EM ANDAMENTO

Descrição: Descrição e análise da construção discursiva da fictividade em contextos diafasicamente distintos, porém diatopicamente similares, de um corpus oral do Português Brasileiro, com vistas ao mapeamento de padrões específicos que sustentam a multimodalidade do fenômeno. O projeto abarca o estudo de manifestações como entidades, movimento, mudança fictivas, bem como o repertório de construções gramático-discursivas vinculado à interação fictiva.

Financiadores: FUND COORD DE APERFEICOAMENTO DE PESSOAL DE NIVEL SUP – (Programa de Demanda Social)

 

Nome: INTERAÇÃO FICTIVA COMO CONSTRUÇÃO LINGUÍSTICA E ESTRATÉGIA COMUNICATIVA

Coordenador: Luiz Fernando Matos Rocha

Equipe: Aline Bisotti Dornelas, Lenise Grasiele de Oliveira TavaresLeila Cruz Magalhães, Débora Braga Medeiros Ferreira dos SantosJéssica da Costa SilvaLuciana Andrade Paula e Márcia do Prado Andrade

Natureza do Projeto: PESQUISA

Situação do Projeto: EM ANDAMENTO

Descrição: Este projeto tem por objetivo levantar definições e descrições acerca do frame de conversação com vistas a delimitar e a justificar os elementos que servem de input para expressões de interação fictiva. Contempla ainda o mapeamento de manifestações de Interação Fictiva em corpora do Português Brasileiro, nas modalidades falada e escrita, bem como a descrição e a análise de tais manifestações, promovendo a estreita articulação entre frames cognitivos e interacionais, em uma perspectiva gramático- discursiva.

 

Nome: PROCESSAMENTO NAS INTERFACES DA GRAMÁTICA: TÓPICO, FOCO E NOMINAIS NUS NO PORTUGUÊS BRASILEIRO

Coordenadora: Maria Cristina Lobo Name

Equipe: Daniele Leite de Souza Molina, Ícaro Oliveira SilvaMercedes Marcilese e Sara de Oliveira Gomes Barreto

Natureza do Projeto: PESQUISA

Situação do Projeto: EM ANDAMENTO

Descrição: O projeto tem como alguns de seus objetivos: 1) Aprofundar a discussão do conceito de interface tal como proposto na teoria linguística de orientação gerativista, em propostas não necessariamente convergentes com a visão chomskyana e nos estudos sobre aquisição da linguagem monolíngue e bilíngue; 2) Explorar possíveis relações de interface no fenômeno linguístico selecionado, qual seja, os nominais nus no PB; 3) Analisar e discutir os resultados experimentais atualmente disponíveis na literatura, no que tange à interpretação de nomes nus singulares no PB.

Financiadores: CONS NAC DE DESENVOLVIMENTO CIENTÍFICO E TECNOLÓGICO – (Auxilio Financeiro)

 

Nome: RELAÇÕES DE COOCORRÊNCIA EM CONSTITUINTES PROSÓDICOS NA AQUISIÇÃO LEXICAL

Coordenadora: Maria Cristina Lobo Name

Equipe: Ícaro Oliveira Silva

Natureza do Projeto: PESQUISA

Situação do Projeto: EM ANDAMENTO

Descrição: O projeto busca aprofundar a investigação sobre o processo de aquisição lexical, caracterizando como bebês e crianças segmentam os enunciados que ouvem em unidades menores e relacionam esses elementos a representações de entidades, conceitos ou eventos, mapeando-os em categorias lexicais. Assume-se que, para isso, é necessário que o bebê não apenas seja sensível a características prosódicas da fala, mas, também, seja capaz de analisá-las de modo a identificar propriedades morfológicas e posicionais de itens lexicais. 

Financiadores: CONS NAC DE DESENVOLVIMENTO CIENTÍFICO E TECNOLÓGICO – (Apoio a eventos no exterior) e CONS NAC DE DESENVOLVIMENTO CIENTÍFICO E TECNÓLOGICO – (Bolsa de produtividade em pesquisa 2014)

 

Nome: INTERFACES INTERNAS E EXTERNAS NA AQUISIÇÃO E NO PROCESSAMENTO ADULTO DE L1 E L2: CONCORDÂNCIA E TÓPICO/FOCO NO PB

Coordenadoras: Maria Cristina Lobo Name e Mercedes Marcilese

Equipe: Clara Novoa Gonçalves Villarinho, Daniele de Souza Leite Molina, Érica dos Santos Rodrigues, Ícaro Oliveira Silva, Laís Silveira Martins, Lydsson Agostinho GonçalvesMailce Borges Mota, Marina Maia ReisMarina Rosa Ana Augusto, Mercdes Marcilese, Polyana Nayane LaierPriscila da Silva Ferreira, Raquel Cristina Moreira de Souza e Sara de Oliveira Gomes Barreto

Natureza do Projeto: PESQUISA

Situação do Projeto: EM ANDAMENTO

Descrição: Investiga-se, na perspectiva psicolinguística, a Hipótese das Interfaces, que contrasta interfaces internas (sintaxe- semântica) e externas (sintaxe- discurso/pragmática) à gramática e prevê que construções vinculadas às interfaces externas seriam suscetíveis a maior instabilidade na aquisição e no processamento adulto de falantes monolíngues e bilíngues. Elegeram-se 2 fenômenos linguísticos como tema da pesquisa empírica: (a) construções nas quais o fenômeno da concordância tem papel crucial na estruturação da informação na sentença e (b) construções envolvendo informações associadas à periferia esquerda da sentença focalização e topicalização. 

Financiadores: CONS NAC DE DESENVOLVIMENTO CIENTÍFICO E TECNÓLOGICO – (BOLSA de Iniciação Científica – PIBIC) e UNIVERSIDADE FEDERAL DE JUIZ DE FORA – (Bolsa BIC)

 

 

 

Nome: FRAMES E CONSTRUÇÕES EM CONSTRASTE: CONSTRUCTICOGRAFIA MULTILÍNGUE PARA O PORTUGUÊS BRASILEIRO E O SUECO

Coordenador: Tiago Timponi Torrent

Equipe: Adrieli Bonjour Laviola da Silva, Ely Edison da Silva Matos, Ludmila Meireles Lage, Natalia Duarte Marcao, Tatiane Silva Tavares e Vania Gomes de Almeida

Natureza do Projeto: PESQUISA

Situação do Projeto: EM ANDAMENTO

Descrição: O projeto objetiva, através do desenvolvimento de um conjunto de ações de cooperação internacional entre os pesquisadores e discentes vinculados aos laboratórios FrameNet Brasil (FN-Br) e Swedish FrameNet++ (SweFN++), implementar, nos repertórios de construções – Constructicons – em desenvolvimento para o Português do Brasil e para o Sueco, estratégias que possibilitem o alinhamento desses recursos, os quais são eletronicamente acessíveis e constituem um input confiável para o desenvolvimento de soluções em Tecnologia da Informação (TI) focadas no processamento da linguagem natural.

Financiadores: FUND COORD DE APERFEICOAMENTO DE PESSOAL DE NIVEL SUP – (Cooperacao CAPES/Swedish Foundation for International Cooperation in Research and Higher Education), FUND COORD DE APERFEICOAMENTO DE PESSOAL DE NIVEL SUP – (Programa de Demanda Social), FUNDACAO DE AMPARO A PESQUISA DO ESTADO DE MINAS GERAIS – (Programa de Apoio à Pós-Graduação) e UNIVERSIDADE FEDERAL DE JUIZ DE FORA – (PBPG)

 

Nome: AS CONSTRUÇÕES GRAMATICAIS À LUZ DA LINGUÍSTICA COGNITIVA: REDES CONCEPTUAIS E PROCESSOS DE (INTER)SUBJETIVIDADE

Coordenador: Sandra Aparecida Faria de Almeida

Equipe: Luiz Fernando Matos RochaPatricia Fabiane Amaral da Cunha Lacerda e Iván de Jesús Davis Ulloa

Natureza do projeto: PESQUISA

Situação do Projeto: EM ANDAMENTO

Descrição: O projeto visa a contribuir para a pesquisa em Linguística Cognitiva, buscando alinhavar a perspectiva teórica da área no que diz respeito à questão da significação e sua construção, sob um viés discursivo-pragmático, com base em processos mentais e em modelos sócio-culturais que se refletem nas escolhas linguísticas mapeadas ao longo desse processo, tendo como foco um conjunto específico de construções gramaticais, que são as construções completivas entendidas como construções sinalizadoras de (inter)subjetividade. 

 

Nome: LINGUÍSTICA E TRADUÇÃO: PERSPECTIVAS COGNITIVAS DO PROCESSO TRADUTÓRIO

Coordenadora: Sandra Aparecida Faria de Almeida

Equipe: Luiz Fernando Matos RochaPatricia Fabiane Amaral da Cunha Lacerda e Iván de Jesús Davis Ulloa

Natureza do Projeto: PESQUISA

Situação do Projeto: EM ANDAMENTO

Descrição: O projeto se apoia na Linguística Cognitiva, na Linguística de Corpus e nos Estudos da Tradução, buscando alinhavar as perspectivas teóricas das áreas no que diz respeito à questão da significação e de sua construção no processo tradutório por parte do tradutor, tendo como foco um conjunto específico de construções gramaticais. Parte-se de uma abordagem descritiva da língua, buscando-se um mapeamento de processos mentais, com base em modelos sócio-culturais, refletidos nas escolhas linguísticas por parte do tradutor e adotando-se, ainda, um viés semântico-pragmático-discursivo para a condução da pesquisa.

 

Nome: LINGUÍSTICA E TRADUÇÃO: PERSPECTIVAS COGNITIVAS DO PROCESSO TRADUTÓRIO

Coordenadora: Sandra Aparecida Faria de Almeida

Equipe: Luiz Fernando Matos RochaPatricia Fabiane Amaral da Cunha Lacerda e Iván de Jesús Davis Ulloa

Natureza do Projeto: PESQUISA

Situação do Projeto: EM ANDAMENTO

Descrição: O projeto se apoia na Linguística Cognitiva, na Linguística de Corpus e nos Estudos da Tradução, buscando alinhavar as perspectivas teóricas das áreas no que diz respeito à questão da significação e de sua construção no processo tradutório por parte do tradutor, tendo como foco um conjunto específico de construções gramaticais. Parte-se de uma abordagem descritiva da língua, buscando-se um mapeamento de processos mentais, com base em modelos sócio-culturais, refletidos nas escolhas linguísticas por parte do tradutor e adotando-se, ainda, um viés semântico-pragmático-discursivo para a condução da pesquisa.

 

Nome: AQUISIÇÃO (A)TÍPICA DA LIBRAS: AVALIAÇÃO DE EFEITOS MORFOFONOLÓGICOS EM COMPOSTOS

Coordenadora: Aline Garcia Rodero-Takahira

Equipe: Aline Garcia Rodero-Takahira

Natureza do Projeto: PESQUISA

Situação do Projeto: EM ANDAMENTO

Descrição: Esta pesquisa trata da aquisição atípica da língua brasileira de sinais (libras) por surdos como sua primeira língua ou língua natural. Em decorrência da aquisição tardia, os sujeitos surdos podem apresentar desordens de desenvolvimento de comunicação que se manifestam nos diversos níveis de processamento da linguagem, podendo apresentar um comprometimento na compreensão e/ou na produção da língua de sinais (LSs) (Cf. Barbosa, 2016). Assim, para tratar da aquisição atípica da libras, foram escolhidos os compostos para subsidiar as análises, pois eles envolvem padrões fonológicos específicos, além de vários tipos de peças morfológicas disponíveis na libras, como classificadores de diversos tipos e sinais boca (Cf. Rodero-Takahira, 2015). 

 

Nome: CLASSES DE PALAVRAS REVISITADAS: NATUREZA CATEGORIAL E ESTRUTURA FUNCIONAL

Coordenadora: Paula Roberta Gabbai Armelin

Equipe: Paula Roberta Gabbai Armelin

Natureza do Projeto: PESQUISA

Situação do Projeto: EM ANDAMENTO

Descrição: Os critérios de classificação em diferentes categorias fornecidos pela tradição gramatical são, muitas vezes, heterogêneos e inconsistentes, o que dificulta a compreensão da natureza de seus elementos.Este projeto tem como objetivo empírico, portanto, organizar e descrever os dados das diferentes categorias lexicais do português brasileiro. Para tanto, os dados serão submetidos a testes linguísticos de variados níveis, tais como semântico, morfológico e sintático. Dessa mesma maneira, diagnósticos mais precisos deverão ser propostos para que o objetivo empírico do projeto seja atingido.