UFJF - Universidade Federal de Juiz de Fora

2005

Você está em: Sobre o Programa > Dissertações e Teses Defendidas > Dissertações Defendidas > Área de Concentração em Teoria da Literatura > 2005

Mestrando(a)

Maria Fernanda Garbero de Aragão

Título

“DIÁLOGOS EM TRANSE: A FICÇÃO DE RICARDO PIGLIA E OUTROS DISCURSOS DE QUESTIONAMENTO DA HISTÓRIA OFICIAL”

Orientador(a)

Profª. Drª. Terezinha Scher Pereira

Data da defesa

03/03/2005

Resumo

Este estudo busca verificar a importância da presença do intelectual Ricardo Piglia para o contexto histórico argentino e, partindo deste país, pensá-lo na inserção de voz que se constrói na América Latina. 
Com base nos contextos da Argentina em dois momentos de sua história: durante seu período de ditadura militar (1976/1983) e o da abertura político-econômica ocorrida na “era menemista”, verificar-se-á a presença de um discurso ficcional que falará e dará voz a assuntos e personagens que fazem parte, porém não podem estar na cena do grande discurso oficial, ou, como Piglia considera, a verdadeira ficção oficial: a política.Desta forma, este trabalho se propõe a pensar uma alternativa de expressão e preservação de memória que será encontrada nas alegorias da prosa de ficção. Para tal, o corpus escolhido compreende três romances do escritor – vale lembrar, historiador, Ricardo Piglia. São eles: Respiração Artificial (1980), escrito em pleno regime militar, A cidade ausente (1992) Plata quemada (1997), escritos durante o governo neoliberal de Carlos Menem. A escolha destas obras deriva da possibilidade de existência de outros discursos que o autor encontra para falar da história de seu tempo. Piglia, ao escrevê-las, resgata e faz a história que não pode ser esquecida. Uma história de memória.

 

Mestrando(a)

Karina de Freitas Silva

Título

“ARTES, LITERATURA E INTERATIVIDADE: MODOS DE REALIZAÇÃO E MODOS DE ATUALIZAÇÃO DA OBRA ELETRÔNICA”

Orientador(a)

Prof. Dr. Evando Nascimento

Data da defesa

07/03/2005

Resumo

O fio condutor deste trabalho é o tema da interatividade na literatura produzida em meio eletrônico. O enfoque teórico dar-se-á a partir das reflexões acerca do pensamento, no campo da cibercultura, de Pierre Lévy, Derrick de Kerckhove, Arlindo Machado, Diana Domingues, Eduardo Kac, Edmond Couchot e, no campo da Teoria da Literatura, de Roger Chartier, Roland Barthes e Wolfgang Iser. Analisar-se-á a importância das interfaces para determinar a interatividade do texto eletrônico. O estudo de obras literárias produzidas no meio eletrônico possibilitou apontar a interação entre texto e leitor a partir dos modos de realização e modos de atualização.

 

Mestrando(a)

Marcos Roberto Teixeira de Andrade

Título

“MEMÓRIAS DO EXÍLIO: DIS-TENSÃO CULTURAL EM MIGUEL TORGA E MURILO MENDES”

Orientador(a)

Profª. Drª. Maria Luíza Scher Pereira

Data da defesa

29/04/2005

Resumo

O presente trabalho tem como objetivo analisar a relação entre literatura e exílio a partir de reflexões encontradas nos textos literários de Miguel Torga e Murilo Mendes. Como veremos, o intelectual exilado, apesar da tensão experimentada no solo do seu degredo, pode funcionar como um vetor para a conciliação entre culturas em conflito. A operação da memória, como também veremos, parece ser de fundamental importância para a dis-tensão de tais tensões.

 

Mestrando(a)

Joelma Sampaio Evangelista

Título

“MEMÓRIAS DO OLHAR: A FORMAÇÃO DO OLHAR NA INFÂNCIA DE PEDRO NAVA”

Orientador(a)

Profª. Drª. Terezinha Scher Pereira

Data da defesa

06/05/2005

Resumo

Este trabalho pretende mostrar, a partir da narração das lembranças de infância por Pedro Nava nos dois primeiros volumes da série de MemóriasBaú de Ossos e Balão Cativo, a formação de um olhar bifurcado, abrangedor e desconstruidor de dualidades como passado e presente, centro e margem, palavra e imagem, individual e coletivo. Propomos que esse olhar bifurcado desenvolvido na infância influenciou seu posicionamento intelectual mineiro na elaboração de seu projeto memorialístico. Portanto, a partir das experiências vividas na infância e narradas pelo adulto na elaboração das Memórias é possível investigar como, através da lembrança de indivíduos com quem conviveu, Nava compõe retratos da coletividade, elaborando uma possível leitura crítica da formação cultural brasileira.

 

Mestrando(a)

Angela Maria Guida

Título

“OS DESDOBRAMENTOS DO OLHAR: UM DIÁLOGO COM A ALTERIDADE”

Orientador(a)

Profª. Dr.ª Maria Lúcia Campanha da Rocha Ribeiro

Data da defesa

30/05/2005

Resumo

O presente trabalho almeja, a partir da leitura de textos de autores como Clarice Lispector e Rubem Fonseca, assim como, de telas da pintora espanhola, Remédios Varo, tornar visíveis as relações com o Outro pela via do olhar, sobretudo; no que tange à alteridade do objeto, à alteridade do animal e à alteridade feminina. Neste sentido, procurar-se-á mostrar que a reversibilidade é inerente ao ato de olhar, dificultando a classificação de sujeito e de objeto.
Neste jogo intersemiótico, também se pretende discutir a fragilidade de certas categorizações e buscar nos questionamentos de teóricos como Georges Didi-Huberman e Jacques Derrida um vislumbre para a tentativa de compreensão das relações humanas diante da perspectiva de finitude da vida. Diante do Outro absoluto.

 

Mestrando(a)

Rejane Granato Santos

Título

“A ESTRUTURA CINDIDA: UMA ANÁLISE DAS IMAGENS LITERÁRIAS PRESENTES NO ROMANCE A CIDADE SITIADA DE CLARICE LISPECTOR”

Orientador(a)

Profª. Drª. Enilce do Carmo Albergaria Rocha

Data da defesa

10/06/2005

Resumo

Esta dissertação aborda algumas das possíveis relações existentes entre a escrita literária e o campo das imagens, no romance A Cidade Sitiada, de Clarice Lispector, a partir do seu aspecto metalingüístico. Tendo em vista a forte característica pictórica da escritura em questão, esse trabalho propõe, também, o estabelecimento de um diálogo entre as imagens presentes no texto e algumas pinturas pertencentes à vanguarda européia do início do século XX. O viés que conduzirá o estudo aqui desenvolvido reside nos aspectos referentes à crise da linguagem na sociedade moderna e suas implicações no campo da Arte e da Literatura. Os pressupostos teóricos para tal reflexão encontram-se  na obra crítico-filosófica de Walter Benjamin, e no pensamento de teóricos como Michael Foucaut, Roland Barthes, Jacques Derrida, etc.

 

Mestrando(a)

Odirlei Costa dos Santos

Título

“RETRATOS DO MAL(-)ESTAR NO DIÁRIO COMPLETO, DE LÚCIO CARDOSO”

Orientador(a)

Prof. Dr. Fernando Fábio Fiorese Furtado

Data da defesa

09/08/2005

Resumo

O presente estudo tem como objeto de análise o livro Diário completo (1970), do escritor mineiro Lúcio Cardoso (1912-1968). Temos como intuito fomentar uma reflexão acerca das possibilidades de leitura das imagens do eu no diário cardosiano, graças à formação de um auto-retrato com caracterizações múltiplas. O diário de Lúcio aciona um jogo íntimo, composto pelos desígnios de uma escrita que desvela um eu em constante fuga e aponta a dificuldade do auto-retrato em ser apresentado como unidade. O escritor, ao falar de si, tende a esboçar ambigüidades, evasões e obliqüidades nas configurações do eu, que engendram dispersões naturais à construção de uma imagem. É possível estabelecer novas dimensões de compreensão do texto face ao deslinde das estratégias peculiares da escrita do eu, bem como verificar os diversos modos de expressão íntima no diário cardosiano circunscritos aos estratagemas literários do chamado gênero íntimo.

 

Mestrando(a)

Sandra Minae Sato Garcia

Título

“LEITURAS DE ALICE”

Orientador(a)

Profª. Drª. Maria Lúcia Campanha da Rocha Ribeiro

Data da defesa

26/08/2005

Resumo

Esta pesquisa consiste em leituras dos livros Alice no país das maravilhas (Alice’s adventures in wonderland, 1865) e Através do espelho (Through the looking glass, 1871), do escritor inglês Lewis Carroll (1832-1898). Inclui as ilustrações originais, realizadas pelo cartunista inglês John Tenniel (1820-1914) e a série de desenhos compostos a partir das duas obras pelo artista plástico juizforano Arlindo Daibert (1952–1993), na década de 1970. O resultado da pesquisa foi apresentado na forma escrita e das artes visuais, esta com a finalidade de reforçar o estímulo à leitura das obras. A pesquisa teórica focalizou o leitor-criador que lê, julga e constrói um novo texto, atuando como finalizador da obra. São discutidos, ainda, a leitura de imagens, a ilustração de livros, o texto de ficção, a ilustração crítica, a tradução de linguagens e a associação de literatura e imagem. Buscou-se com isso atualizar a leitura de um autor de ficção infanto-juvenil clássico do século XIX e com isso colocar suas obras em pauta, estimulando as novas gerações de leitores a conhecer e re-conhecer Alice, além de tomar conhecimento da arte de John Tenniel e Arlindo Daibert.

 

Mestrando(a)

Darlan de Oliveira Gusmão Lula

Título

“MACHADO DE ASSIS E O GÊNERO FANTÁSTICO”

Orientador(a)

Profª. Drª. Teresinha Vânia Zimbrão da Silva

Data da defesa

26/09/2005

Resumo

Esse trabalho busca estudar o gênero fantástico nas narrativas de Machado de Assis (1839-1908), partindo do princípio de que o escritor conhecia o gênero quando designou um texto seu intitulado “O país das quimeras” (Futuro, 1862) de “conto fantástico”. Nosso trabalho também se inspira em um livro organizado por Raymundo Magalhães Júnior cujo título é Contos fantásticos: Machado de Assis. Propomo-nos a analisar algumas narrativas machadianas, sublinhando a originalidade do autor ao se apropriar do gênero. Nossa pretensão maior é despertar o interesse dos estudiosos da obra de Machado de Assis para a relevância de se estudar a ocorrência do fantástico em suas narrativas, relevância até hoje pouco considerada.

Voltar