UFJF - Universidade Federal de Juiz de Fora

2010

Você está em: Sobre o Programa > Dissertações e Teses Defendidas > Dissertações Defendidas > Área de Concentração em Teorias da Literatura e Representações Culturais > 2010

Mestrando (a)

Wendell de Freitas Amaral

Título

Implicações do olhar moderno na obra de Marcelo Gama

Orientador (a)

Teresinha Vânia Zimbrão da Silva

Data da defesa

20/05/2010

Resumo

O objetivo deste estudo é demonstrar na obra de Marcelo Gama as marcas de um estilo de rara manifestação na poesia do período que antecede ao Modernismo, o qual conjuga o coloquialismo, o humor e a crítica-social, denominado “coloquial-irônico”. Considerado escritor simbolista, Marcelo Gama merece ser estudado como um dissidente, pois extrapola em sua poética as regras e convenções comuns no seu contexto de produção. Vadiando pela rua como flâneur, utilizando-se de temas prosaicos e de um universo semântico marcado pelo coloquialismo e pela auto-ironia, o poeta aproxima-se do espírito consciente dos modernistas a favor da liberdade de criação e da negação da linguagem retórica. Observa-se com este estudo a proximidade do olhar de Marcelo Gama com o de mestres da ironia e da observação do cotidiano urbano, como Drummond e Murilo Mendes, possibilitando considerar parte de sua obra como de transição para o Modernismo.

 

Mestrando (a)

Izaura Regina Azevedo Rocha

Título

Crítica, Romance e Gênero: Uma perspectiva convergente da obra de Lucia Miguel Pereira

Orientador (a)

Prof.ª Dr.ª Márcia de Almeida

Data da defesa

23/06/2010

Resumo

Esta dissertação focaliza a produção da romancista, crítica literária e historiadora da literatura brasileira Lucia Miguel Pereira pelo duplo ponto de vista da teoria literária e da crítica feminista. A interseção dessas duas disciplinas se faz necessária para compreender a aparente fratura entre a obra ficcional e a de crítica literária da autora. Partindo da constatação de que uma preocupação com a condição feminina na primeira metade do século XX perpassa inegavelmente o conjunto dos quatro únicos romances de Lucia, enquanto sua produção crítica se revela quase indiferente ao desprestígio da autoria feminina no cânone da literatura brasileira, procura-se investigar caminhos de convergência entre as duas vertentes dessa produção aparentemente contraditória. Numa perspectiva metacrítica, o trabalho mapeia o pensamento da autora sobre o exercício da crítica literária e da criação ficcional e estabelece seu sistema e método de abordagem da literatura. A categoria do romance, como gênero literário de particular interesse nos estudos de Lucia, desponta como chave para percepção da unidade da obra da autora, na medida em que é por ela compreendido como campo de experimentação sobre a existência. No processo, a pesquisa acompanha o amadurecimento intelectual de Lucia Miguel Pereira rumo à sistematização de suas formulações teóricas sobre o romance e revê o lugar dessa intelectual pioneira na história da crítica e da literatura brasileiras.

 

Mestrando (a)

Rodrigo da Silva Cerqueira

Título

Estamos sempre indo para casa (breve análise do Inferno provisório, de Luiz Ruffato).

Orientador (a)

Prof.ª Dr.ª Silvina Liliana Carrizo

Data da defesa

20/07/2010

Resumo

Este trabalho tem por objetivo a análise do projeto literário de Luiz Rufato, intitulado Inferno provisório – pentalogia que tem já quatro volumes lançados. Pretendemos refletir sobre as construções da posição do narrador e da linguagem na ficção do escritor mineiro, pensando como essas concepções auxiliam a reflexão sócio-histórica pretendida pela obra, que consiste em dar voz aos sujeitos oriundos das classes menos favorecidas. Desejamos ainda, identificar a ocorrência de um desequilíbrio entre idealização e realização que compreende a trajetória das personagens e que age, como discurso desencantado, pautando os caminhos dessas por um constante jogo entre sonho e realidade, dando maior valor ao último termo.

 

Mestrando (a)

Katya Queiroz Alencar

Título

Mito e paródia em A hora da estrela: ressonâncias de tradições secularizadas

Orientador (a)

Prof.ª Dr.ª Maria Clara Castellões de Oliveira

Data da defesa

27/08/2010

Resumo

Esta dissertação, contribuindo para os Estudos Literários, aproxima Clarice Lispector da tradição judaica, mais precisamente da vinculada à interpretação de textos sagrados, valendo-se sobretudo de A hora da estrela, último livro de sua autoria publicado em vida. Ela assim o faz resgatando a presença, nessa obra literária, de relatos míticos das Escrituras judaico-cristãs, bem como de narrativas mitológicas greco-romanas, e mostrando que esses relatos e essas narrativas foram retomados e reatualizados através da paródia. Para tal empreendimento foram tomadas como principais referências obras de Nelson Vieira, Nádia Battella Gotlib e Berta Waldman (sobre a produção de escritores judaico-brasileiros), Mircea Eliade (sobre mito) e Linda Hutcheon (sobre paródia). A metodologia empregada foi a qualitativo-interpretativa, baseada em análises descritivas e comparativas de textos literários e teóricos. Evidenciou-se, no âmbito de A hora da estrela, a aproximação de Lispector de múltiplas tradições culturais, principalmente a da judaica, que ela procurava escamotear quando questionada sobre esse assunto.

[Voltar]