UFJF - Universidade Federal de Juiz de Fora

Encontro com o poeta Oswaldo Martins

Você está em: Eventos > 2014 > Encontro com o poeta Oswaldo Martins

Data: 06/06/2014

Horário: 14h às 17h

Local: Sala 1402 da Faculdade de Letras – UFJF

 

A Faculdade de Letras da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF) sedia nesta sexta-feira, 6, debate sobre acontecimentos de intolerância e violência no país. O evento é promovido pelo Programa de Pós-Graduação em Estudos Literários e conta com a participação do poeta Oswaldo Martins, personagem e escritor de episódios que confrontam setores conservadores da sociedade. O encontro acontece na Faculdade de Letras, sala 1402, das 14h às 17h.

O professor e organizador do encontro, Alexandre Graça Faria, explica que a ideia surgiu em função de eventos recentes de violência na sociedade brasileira, como o caso do jovem amarrado no poste no bairro carioca Flamengo, em fevereiro. “Propusemo-nos a refletir sobre o avanço do fascismo, da intolerância, da violência, no Brasil contemporâneo, e seus reflexos na literatura, e na cultura em geral”, completa o professor.

Tema de interesse amplo, o debate será aberto para toda a comunidade, sem necessidade de inscrição prévia ou pagamento de taxa para participar. No formato de mesa redonda, os professores da UFJF Alexandre Graça Faria e Gilvan Procópio Ribeiro, o poeta Oswaldo Martins e alunos que foram orientados a ler o livro de poemas “Cosmologia do impreciso” farão a exposição do tema e, em seguida, o público poderá participar com perguntas.

No entendimento do professor, a relação entre a pesquisa acadêmica e a sociedade é um fator importante a ser ressaltado. “Quem estuda literatura ou outras ciências humanas, no Brasil, não pode ignorar que o faz numa sociedade em que pessoas de classe média/alta, ateiam fogo em mendigos, amarram pobres em postes e aprovam a violência policial nas favelas. Temos elementos na produção discursiva e cultural que podem ser investigados e trazer luz sobre esses fatos.”

Sobre o poeta: Oswaldo Martins sofreu episódios pessoais de intolerância e retaliação, como por exemplo, a demissão da Escola Parque, no Rio de Janeiro, ao apresentar poemas com temática erótica/pornográfica. Em sua obra, o autor aborda crítica e frontalmente os aspectos mais conservadores da sociedade, que estariam por trás das ações mais violentas e intolerantes da sociedade. Nascido em Barbacena (MG), em 1960, Martins é poeta, professor de literatura e editor. Autor de cinco livros publicados, cuja maioria dos títulos é escrita em letras minúsculas: “desestudos” (2000); “minimalhas do alheio” (2002); “lucidez do oco” (2004); “cosmologia do impreciso” (2008) e “Língua nua” (com ilustrações de Elvira Vigna) (2011); e dois inéditos “Lapa” (escrito originalmente em 2005, com publicação prevista para 2014) e “Manto”, previsto para 2015. Atualmente trabalha com projetos da Editora Texto Território e com o roteiro a produção de curtas sobre escritores brasileiros contemporâneos.

 

 

ENCONTRO COM OSWALDO MARTINS