UFJF - Universidade Federal de Juiz de Fora

Linhas de Pesquisa

Você está em: Apresentação > Linhas de Pesquisa

Hand of businesswoman with ballpoint over open notebook at convention

 

Linhas Vigentes a partir do ano de 2018

 

COMPETÊNCIA MIDIÁTICA, ESTÉTICA E TEMPORALIDADE

Para esta linha de pesquisa, a comunicação ocorre, hoje, num ambiente em acelerada transformação, inserido no processo histórico dos meios e de suas formas de apreensão teórica e sensível.  O estudo sobre as competências cognitivas, emocionais, estéticas e midiáticas busca: entender a atual ampliação da cultura digital inserida em sua base histórica; mapear as relações sociais, suas reconfigurações, suas diferentes formas de produção e interação midiática; e avaliar seus impactos na produção, circulação e consumo de conteúdos midiáticos, incluindo os jornalísticos e artísticos.  

O estudo sobre a temporalidade no contexto do uso intensivo das mídias trata dos vestígios de memória, dos arquivos documentais e das narrativas orais: as escritas de si; a mídia e os processos de rememoração; o excesso de memória e a amnésia; as recomposições e dissoluções de fronteiras, os deslocamentos e hibridizações a partir de narrativas em processo de mutação, as territorialidades flexíveis, móveis e superpostas nas produções midiáticas;  e das memórias analógica, digital e em rede que se hibridizam.

 

MÍDIAS E PROCESSOS SOCIAIS

A sociedade contemporânea é cada vez mais caracterizada por fenômenos de centralidade comunicacional e de midiatização. A compreensão de processos sociais – entendidos, conforme Norbert Elias, como transformações amplas, contínuas e de ampla duração no mundo simbólico das civilizações –, requer a percepção das relações do campo comunicacional com outros saberes. Perscrutar as interfaces entre a comunicação, nesta sociedade midiatizada, e processos culturais, políticos, econômicos e de construção de mecanismos de (auto)representação e de subjetivação (tendo como base pesquisas que dialoguem com esses outros campos, mas que reafirmem a natureza comunicacional dos questionamentos) configura agenda central para o apontamento das relações existentes entre a dimensão simbólica e a configuração da vida social.

 

Linhas Vigentes até o ano de 2017

 

COMUNICAÇÃO E PODER

Comunicação e Poder parte do pressuposto de que, nas sociedades midiatizadas, há, graças a ações e processos comunicacionais, uma dinâmica configuração e reconfiguração das relações de força entre grupos sociais e relações de poder entre indivíduos e instituições, com implicações na sociabilidade e na percepção de si dos sujeitos. A partir disso, dentro do âmbito da linha, constituem-se reflexões e investigações sobre comunicação e representação político-partidária; comunicação e políticas públicas (de saúde, de esporte, de comunicação e radiodifusão); comunicação e políticas institucionais, organizacionais e corporativas; discurso, poder e saber; mídias, sujeitos e espaço público; comunicação, biopolíticas e sociabilidades; e comunicação, poder e história.

 

CULTURA, NARRATIVAS E PRODUÇÃO DE SENTIDO

O principal interesse da linha de pesquisa é estudar as relações entre comunicação, cultura e narrativas. A partir desta perspectiva, busca abranger: a questão das narrativas e dos discursos midiáticos, considerando o seu trabalho de produção de sentido; a complexidade dos sistemas de comunicação e das formas de mediação e interação na sociedade civil, com enfoque para as práticas culturais; a análise das mensagens midiáticas e dos processos a elas associados; e o estudo da alteridade, do poder e das identidades. Os pontos a serem destacados pelas pesquisas na linha giram em torno dos seguintes temas: memória, público – serviço público, políticas públicas –, linguagens, interação, tensão local x global, espacialidade e temporalidade.

 

ESTÉTICA, REDES E LINGUAGENS

Para a linha de pesquisa Estética, Redes e Linguagens, a comunicação ocorre, hoje, num ambiente sociotécnico em constante transformação e opera com objetos humanos e não-humanos. A estética é um de seus pontos de confluência em vista das novas formas de expressão que surgem neste ambiente mediado por tecnologias intermidiáticas em rede e por seu consequente processo de convergência de linguagens.

Possíveis investigações envolvem estudos da comunicação sob a perspectiva das artes, do cinema e do audiovisual, da psicanálise e da semiótica, e incluem entre seus objetos: jogos eletrônicos, corpos biológicos e seus híbridos, metaversos, mídias locativas ou outras, redes sociais, plataformas colaborativas e as próprias teorias da comunicação.

 

Compartilhe:

    Programa de Pós-Graduação em Comunicação