UFJF - Universidade Federal de Juiz de Fora

Orientações aos Candidatos

Você está em: Processos Seletivos > Mestrado > Orientações aos Candidatos

O Programa de Pós-Graduação em Ciência da Computação cresce a cada ano com novos professores, novos e bons alunos e cada vez mais candidatos em seu processo seletivo. No intuito de tornar nossa seleção mais transparente, listamos a seguir fatos e dicas gerais para aqueles que pretendem se candidatar a uma vaga no PGCC.
 

1) Cada processo seletivo é único e calcado em regras objetivas. Leia atentamente o edital de seleção.

       Embora seja importante ler a respeito e entender os processos seletivos passados, cada seleção é única pelo simples fato de haver candidatos novos, com formações diversas. Outro fato é que os editais estão em constante aprimoramento pelos professores do PGCC para prover uma seleção transparente e objetiva. Verifiquem, porém, que em todos os editais passados os critérios objetivos têm peso maior e a tendência é que assim permaneçam no futuro.
 
2) Durante seu curso de graduação, dê preferência para bibliografias em inglês.

      Ser capaz de interpretar textos técnicos em inglês é essencial na área de Ciência da Computação. A pesquisa científica em computação é uma das mais ativas, dinâmicas e ágeis no mundo. É possível fazer computação em qualquer país, basta ser criativo. Não há fronteiras para os resultados científicos como ocorre em outras áreas do conhecimento. Ser capaz de acompanhar o que é feito no exterior é primordial para ser competitivo. Além disso, escrever em inglês é essencial para que seu trabalho seja citado fora do Brasil. Desenvolva o hábito de ler artigos internacionais sobre a sua área de preferência.
 

3) Participe de projetos de Iniciação Científica, PET/GET, Treinamento Profissional, ou similares durante ou após o seu curso de graduação.

      Alunos que participam de projetos durante seu curso naturalmente são expostos a situações importantes da vida acadêmica: apresentações orais, leitura de artigos, confecção de artigos, atividades de apoio, desenvolvimento tecnológico, desenvolvimento científico, etc. Essa experiência acadêmica que é objetivamente quantificável conta positivamente para um candidato.
 

4) Publicações em eventos ou revistas científicas, sobretudo internacionais e com corpo editorial independente, indicam que o candidato se envolveu ou tem experiência em atividades de pesquisa.

       A publicação de trabalhos científicos atualmente é uma das atividades mais importantes na academia. Pela premissa de que só se publica o que é original, espera-se que todo trabalho acadêmico resulte em pelo menos um artigo. Candidatos que publicaram indicam que possuem experiência ou que se envolveram na confecção de textos originais. ATENÇÃO: publicações em eventos regionais, como os promovidos por faculdades particulares, não entram nessa categoria. É preciso ter corpo editorial independente para que uma publicação seja considerada academicamente. Para saber quais eventos ou revistas são considerados relevantes no Brasil, leia o Documento de Área da Ciência da Computação da CAPES e/ou acesse o WebQualis.
 
5) Faça o exame nacional POSCOMP, que é realizado anualmente no segundo semestre. Anexe o comprovante em sua inscrição independentemente de sua nota.

       A prova POSCOMP, com apoio da Sociedade Brasileira de Computação, geralmente é utilizada pelos principais programas do país em seus processos seletivos. Foi concebido para ser um parâmetro objetivo para comparar os conhecimentos em computação de candidatos. Em qualquer processo seletivo, é melhor ter uma nota no POSCOMP do que não ter nenhuma. Nos processos seletivos do PGCC, a nota do POSCOMP é um dos critérios objetivos mais importantes, sendo agregada à nota final de classificação. Quem não declara sua nota tem esse item zerado. A cada seleção, o número de candidatos que fazem o POSCOMP aumenta.
       
6) a Ciência da Computação é uma ciência matemática que possui pilares bem definidos.

        O PGCC é voltado para candidatos dos diversos cursos correlatos à Ciência da Computação: ciência da computação, sistemas de informação, engenharias, matemática, estatística, etc.. Dê preferência em seu curso para disciplinas que envolvam: Teoria da Computação, Análise e Projeto de Algoritmos, e Arquitetura de Computadores. Toda disciplina correlata a essas amplia seus conhecimentos gerais sobre computação. Sua formação matemática também é importante: para ter uma boa base para a vida acadêmica, durante sua graduação invista em cálculos, equações diferenciais, geometria analítica, álgebra linear, etc.. Se seu curso não é de ciência da computação, procure fazer disciplinas eletivas ou opcionais que cubram os pilares da computação e que ampliem sua formação matemática.
       
7) Cursar disciplinas isoladas no PGCC ajudam o aluno a compreender o nível de exigência do programa. Os professores têm a chance de avaliar de perto um futuro candidato.

        Há várias vantagens em se cursar disciplinas isoladas no PGCC. A primeira delas é que o aluno passa a entender o nível de exigência e a dedicação necessária no programa. Caso o aluno seja bem sucedido e venha a se tornar mestrando, os créditos cursados são contabilizados em seu histórico. Para os professores do programa, é uma oportunidade de conhecer novos alunos e avaliar seu desempenho. Porém, é prerrogativa do professor da disciplina aceitar ou não uma matrícula isolada. Também há poucas vagas desse tipo para preservar a qualidade do curso. A coordenação e os professores esperam o melhor do aluno, sendo que seu desempenho, postura, dedicação e seriedade são acompanhados de perto.

 

 

Compartilhe: