UFJF - Universidade Federal de Juiz de Fora

Pesquisa

Você está em: Pesquisa

PESQUISAS DESENVOLVIDAS PELO GRUPO PET-ODONTOLOGIA

PESQUISAS FINALIZADAS

Comparação de potenciais evidenciadores de placa bacteriana

A pesquisa, que surgiu como interface dos projetos EvidenciAção e EducAção em Saúde Bucal, teve como objetivo principal o desenvolvimento de uma solução evidenciadora de biofilme bacteriano (placa bacteriana) a partir de corantes atóxicos. Foram selecionados oito corantes (fucsina básica, azul toluidina, azul brilhante, verde malaquita, verde metilo, vermelho neutro, azul de metileno e eosina) que, de acordo com a literatura, não causam dano ao ser humano. A atividade evidenciadora de soluções a 1% foi avaliada sobre bactéria formadora de biofilme, espécie Streptococcus aureus, com base em protocolo já estabelecido para avaliação de formação de biofilmes. Os resultados preliminares demonstraram que o cristal violeta foi a melhor solução evidenciadora. A fucsina básica e o azul toluidina apresentaram capacidade de corar o biofilme, sem alteração da cor da solução em contato com biofilme quando observado por microscopia. O corante vermelho neutro, azul de metileno, cristal violeta e verde metilo apresentaram capacidade de corar o biofilme com alterações de sua cor. As substâncias evidenciadoras de placa deveriam fazer parte do arsenal de produtos utilizados para higiene bucal. Estes produtos são capazes de auxiliar na orientação da escovação, uma vez que identificam as áreas envolvidas pelos depósitos microbianos, atuando, então, como agentes motivadores do cuidado com a saúde bucal. Os resultados obtidos sugeriram a continuidade da pesquisa, numa nova etapa, com a finalidade de formular novos produtos para auxiliar na higiene bucal das pessoas. O trabalho foi apresentado pela Petiana Taís Helena Oliveira, sob a forma de painel, no I Fórum Científico e Tecnológico em Odontologia de Juiz de Fora, promovido pelo Programa de Pós-Graduação-Mestrado em Clínica Odontológica (FO-UFJF), realizado no período de 17 a 19 de outubro, na Unidade.


Radiografia convencional X TCFC na avaliação da relação entre terceiro molar e o canal mandibular

A atividade (Projeto) de Pesquisa III, Radiografia convencional x TCFC na avaliação da relação entre terceiro molar e o canal mandibular, realizada pela Petiana Nathalia Calzavara Del Lhano foi plenamente desenvolvida sob a orientação da Profa. Karina Devito, colaboradora do Grupo. A atividade foi o TCC da petiana, tendo sido apreciado e avaliado pela banca examinadora, composta, além de sua orientadora, pela Profa. Neuza Maria Assis e pela Profa. Rosangela Ribeiro, Tutora do Grupo, em de 21 de novembro. Além do objetivo inicial da pesquisa ter sido cumprido (realização da revisão sistemática), o conhecimento adquirido com o desenvolvimento de revisões sistemáticas e meta-análises pelas professoras Rosangela Ribeiro e Karina Devito, e as parcerias estabelecidas com o Departamento de Odontopediatria da Faculdade de Odontologia da UFMG (doutoras Camila Carrada e Flávia Scalioni, e professores Carolina Martins e Lucas Abreu), permitiram a realização da meta-análise, utilizando a escala RoB 2.0 da Cochrane Library, e do GRADE para avaliar a força da evidência dos resultados encontrados. A análise dos estudos incluídos na meta-análise mostrou que não há necessidade de indicação de TCFC para cirurgias de terceiros molares inferiores que possuam contato íntimo com o canal mandibular, ao contrário do que muitos Cirurgiões-Dentistas acreditam. Os resultados obtidos contribuem para uma menor exposição do paciente a maiores doses de radiação, além de evitar um maior custo próprio desse tipo de exame de imagem, comprovando a sua relevância para uma prática clínica baseada na evidência científica. O produto final, artigo científico, está sendo redigido em Língua Inglesa pela Bolsista Nathalia Del Lhano, para ser submetido em periódico da área de Imaginologia, e inclui a Profa. Carolina Martins e a Profa. Rosangela Ribeiro como coautoras, e a Profa. Karina Devito como orientadora.


Análise tomográfica da maturação da sutura palatina mediana de uma população da Zona da Mata Mineira

Projeto de pesquisa da Petiana Luisa Gatti Reis, desenvolvido como Monografia de Trabalho de Conclusão de Curso, sob a orientação da Profa. Karina Devito, colaboradora do Grupo. O estudo justificou-se pela necessidade de se individualizar o diagnóstico da maturação da sutura palatina mediana previamente à escolha do tratamento clínico, a fim de se diminuírem os efeitos colaterais de um possível erro diagnóstico. Foram avaliadas imagens tomográficas de 487 pacientes de ambos os sexos, com idade a partir dos 15 anos segundo a metodologia de Angelieri et al. (2013), que classificou os estágios de maturação da sutura em A, B, C, D e E, sendo A o estágio inicial e E o estágio final. Na amostra avaliada não foi encontrado nenhum indivíduo no estágio A e o estágio B foi observado em somente 1% da amostra. A maioria dos pacientes (64,88%) apresentou ao menos fusão parcial da sutura palatina mediana (estágios D e E), o que corrobora a prática clínica. O Trabalho de Conclusão de Curso foi avaliado pelos professores Karina Devito, Rosangela Almeida e Robert Willer Vitral, tendo sido apresentado no dia 20 de junho, como requisito para obtenção do título de Cirurgiã-Dentista, e aprovado com nota 100. O estudo foi apresentado na 35a Reunião Anual da Sociedade Brasileira de Pesquisa Odontológica (SBPqO), em 2 de setembro, cujo resumo encontra-se publicado no periódico Brazilian Oral Research, v. 32, Suppl. 2, 2018. A elaboração das apresentações obedeceu aos conceitos discutidos na atividade Aprendendo a aprender. O produto final, artigo científico, foi redigido em Língua Inglesa pela Bolsista Luisa Reis, para ser submetido em periódico da área de Imaginologia, e incluiu a Profa. Rosangela Ribeiro e o Prof. Robert Willer Vitral como coautores, e a Profa. Karina Devito como orientadora.


Avaliação do grau de conhecimento dos Cirurgiões-Dentistas sobre a implicação legal das radiografias digitais

Área da Atividade: Radiologia Odontológica

Professor Orientador: Karina Lopes Devito

Integrantes Relacionados: Israel Moreira Paradela

Justificativa: A radiografia é um dos métodos mais utilizados atualmente em odontologia e sofreu grandes avanços nos últimos tempos. As radiografias digitais tem ganhado espaço hoje em dia e surgiram aliadas ao avanço da microeletrônica e da informática, junto a redução no custo de equipamentos computacionais. Podem ser ser obtidas por método indireto, semi-direto ou direto. Possuem incontestáveis vantagens sobre a radiografia convencional, permitindo menor incidência de radiação, reconhecimento de algumas estruturas e restaurações, visualização imediata da radiografia, dispensa do método químico de revelação, entre outros. O mais relevante é que há uma série de ferramentas para estas radiografias, permitindo sua modificação, o que leva a entraves jurídicos. A área jurídica sofre alguns avanços neste último século, mas ela possui dificuldade em acompanhar outras evoluções, como a digitalização dos documentos. As radiografias constituem documentos que fazem parte do prontuário do CD, sujeitando-se as regras dos documentos eletrônicos. Mecanismos de defesa vêm sendo implementados para evitar imagens fraudulentas, porém estas são difíceis de serem identificadas, inclusive por radiologistas, levando ao problema jurídico das radiografias digitais. A ética e idoneidade do CD são questionadas diante de imagens fraudulentas, devendo-se haver um cuidado maior diante de radiografias digitais. Diante do exposto, o presente estudo apresenta relevância devido a periculosidade dos sistemas de radiografias digitais, por mais que sejam vantajosos. O CD deve estar preparado quando estiver lidando com estes sistemas, porém não se sabe se ele possui conhecimento adequado sobre as radiografias digitais fraudulentas e suas consequências jurídicas. O trabalho, portanto, possui sua importância na avaliação deste conhecimento sobre os sistemas digitais.

Objetivos: O trabalho tem como objetivo avaliar o conhecimento do CD e acadêmicos possuem conhecimento adequado sobre as radiografias digitais e sua implicação legal e se ambos possuem capacidade de se esquivar de manipulações fraudulentas, reconhecendo imagens alteradas digitalmente.

Metodologia: O trabalho pretende abordar de maneira quantitativa os dados a serem avaliados. Os materiais utilizados para tal serão um questionário e dezesseis radiografias (oito originais e oito modificadas). A população abordada compõe-se de quatro grupos distintos: acadêmicos que recentemente cursaram aulas de radiologia, acadêmicos no final do curso e profissionais atuantes há pelo menos cinco anos, sendo especialistas em radiologia e especialistas em outras áreas. Os quatro grupos submeter-se-ão ao questionário e a avaliação das radiografias. O questionário aplicado procura avaliar o conhecimento tanto do acadêmico como do CD sobre as implicações legais das radiografias digitais. A primeira parte do questionário busca avaliar a qualificação do entrevistado. Se graduado, deverá ser avaliado o tempo de formação e especialidade e se em graduação, deverá ser avaliado se está no último período de graduação ou se cursou recentemente a disciplina de radiologia. A segunda parte do questionário permite avaliar o grau de conhecimento sobre as implicações legais que cercam as radiografias. A população amostral será, ainda, submetida a exame radiográfico para verificar se CD e acadêmicos possuem conhecimento para diferenciar a imagem original da imagem manipulada. Estas imagens serão montadas em apresentação do programa Microsoft Powerpoint e apresentadas em oito grupos de duas, cada grupo conterá a imagem original e a imagem fraudulenta, dando um tempo de dois minutos para cada grupo de radiografias. Ao final do exame, o acadêmico, sem o conhecimento do indivíduo avaliado, contará o número de acertos.

Resultados Alcançados com a Atividade: Através da análise dos dados pretende-se descobrir que apesar do conhecimento gerado na graduação e na vida prática, o acadêmico e o CD não possui as ferramentas necessárias para diferenciar a imagem original da imagem modificada. Além disso, pretende-se descobrir que o Cirurgião-Dentista e o acadêmico possuem conhecimento limitado sobre a legalidade que circunda as radiografias digitais. Apresentação do Trabalho de Conclusão de Curso.

Outras Atividades Relacionadas: Apresentação de Painéis: Impactos Legais da Radiologia Digital e Treinamento Profissional em Radiologia Odontológica e Aspectos Legais das Radiografias Digitais: Extensão e Pesquisa; Extensão: Treinamento Profissional em Radiologia Odontológica.

Opinião do PET: “A pesquisa permitiu aliar duas áreas que são aparentemente distantes, o Direito e a Odontologia. Este estudo deve permitir maior seriedade na manipulação de documentos relacionados a pacientes, caso das radiografias digitais”.


 

Análise in vitro da capacidade de solvência de diferentes substâncias usadas durante o retratamento endodôntico

Área da Atividade: Endodontia

Professor Orientador: Anamaria Pessoa Pereira Leite

Integrantes Relacionados: Renata Romanelli Freire Rezende

Justificativa: As possíveis causas do insucesso do tratamento endodôntico primário, incluem fatores de ordens anatômicas e de ordens técnicas. Para um novo tratamento endodôntico é necessário que se remova a obstrução antiga do interior do canal radicular para que os instrumentos possam alcançar a região apical, favorecendo assim a desinfecção e a obturação e permitindo desta forma um selamento hermético. Para esta função solventes são utilizados para auxiliar na remoção do material obturador alguns exemplos são o clorofórmio que é considerado como solução ouro por apresentar excelente ação na dissolução do material obturador, porém é neurotóxico, carcinogênico e foi proibido de ser usado em humanos desde 1976 e o eucaliptol que é um solvente largamente utilizado, possui baixa citotoxidade mas é reconhecido por sua lentidão ao dissolver a guta percha. Devido a este problema este estudo será efetuado na tentativa de incentivar a substituição dos solventes químicos pelos solventes orgânicos e para comprovar que o óleo de laranja tem maior poder de solvência de guta percha que o eucaliptol.

Objetivos: A pesquisa tem como objetivo verificar através de estudo in vitro se existe diferença na eficiencia dos óleos de casca de laranja de diferentes laboratórios, comparando com a ação dos solventes clorofórmio e eucaliptol e classificá-los quanto ao seu potencial de ação.

PET Odonto