UFJF - Universidade Federal de Juiz de Fora

Apresentação

Você está em: Apresentação

História da Escola /Faculdade de Engenharia de Juiz de Fora

O ensino superior em Juiz de Fora se inicia em 1903 com a criação do curso de Odontologia e farmácia. Posteriormente, em 1909, é criado o curso Politécnico da Academia de Comércio, que teve uma curta existência. Alguns anos mais tarde, através da iniciativa de Clorindo Burnier Pessoa de Melo, Asdrúbal Teixeira de Souza e Washington Marcondes Ferraz, é criada a Escola de Engenharia de Juiz de Fora, em 17 de agosto de 1914. Desde a sua criação, a Escola implanta um vigoroso processo de aparelhamento de seus gabinetes de ensino com a compra de equipamentos científicos fundamentais para o seu funcionamento. Este projeto político/pedagógico é implantado por ser “essencial à predominância de aulas práticas para a formação de futuros engenheiros com capacidade de trabalho”. Leia mais

 

A restauração do prédio da Directoria de Hygiene e da  Fábrica de Aparelhos da Escola de Engenharia

Na busca de soluções para os graves problemas de saúde pública, que assolavam Juiz de Fora, a Câmara Municipal adquiriu um terreno na esquina das ruas Quinze de Novembro (atual Av. Getúlio Vargas) e Floriano Peixoto para erguer, em 1894, um prédio destinado a Diretoria e Inspetoria de Hygiene, para se responsabilizar pelos problemas sanitários da cidade. Os serviços realizados pela Diretoria de Hygiene foram considerados secundários e sem grande impacto na saúde pública do município, sendo, executados prioritariamente, a fiscalização da coleta de lixo e verificação dos ambientes de trabalho. Neste período, Havia por parte da população, restrições quanto à competência e a eficácia da Diretoria relacionada à solução efetiva de problemas de saneamento e saúde pública. Leia mais

 

Museu Dinâmico de Ciência e Tecnologia

Um dos principais enfoques da exposição é o conceito de interdisciplinaridade, a qual se constitui em um dos imperativos mais importantes das novas condições da produção do conhecimento científico. A ciência e tecnologia são, igualmente, interdisciplinares por natureza, uma vez que fazem parte de um modelo social que lhes confere suporte e legitimidade, além de representarem um novo campo de produção de discursos, os quais interagem com os diversos campos sociais. Leia mais