UFJF - Universidade Federal de Juiz de Fora

Informações

Você está em: Informações

 

Administração:

 

Objetivos do curso:

A resolução CNE/CP 1, de 18 de fevereiro de 2002 postula formas de orientação inerentes à formação para a atividade docente, entre as quais o preparo para:

 

I – o ensino visando à aprendizagem do aluno;

II – o acolhimento e o trato da diversidade;

III – o exercício de atividades de enriquecimento cultural;

IV – o aprimoramento em práticas investigativas;

V – a elaboração e a execução de projetos de desenvolvimento dos conteúdos curriculares;

VI – o uso de tecnologias da informação e da comunicação e de metodologias, estratégias e materiais de apoio inovadores;

VII – o desenvolvimento de hábitos de colaboração e de trabalho em equipe.

 

Deste modo, são objetivos específicos da Licenciatura em Artes Visuais:

 

 

Perfil do egresso:

 

 

Deste modo, considerando as competências desenvolvidas no primeiro ciclo, as competências relevantes a serem desenvolvidas no segundo ciclo são a capacidade de:

 

 

[…] capacidade de saber fazer escolhas e de posicionar-se, elaborar projetos pessoais e participar enunciativa e cooperativamente de projetos coletivos, ter discernimento, organizar-se em função de metas eleitas, governar-se, participar de gestão de ações coletivas, estabelecer critérios e eleger princípios éticos etc.” (PCN – 5a a 8a séries – introdução, p. 89-90).

 

Estágio obrigatório

 

A Licenciatura em Artes Visuais (2º ciclo) prevê o estágio obrigatório com total de 400 horas, que será regulamentado pela Faculdade de Educação, buscando a integração com as redes públicas de ensino por meio de ações ou convênios que promovam integração com creches/escolas da rede pública, bem como com a rede particular de ensino e outras entidades educacionais.

O/A Licenciando/a em Artes Visuais deverá cumprir estágio, conforme grade disciplinar e horária estipulada, em estabelecimentos de ensino ou equipamentos sociais que visem educação.

O estágio constitui-se em um importante processo de aprendizagem no qual o educando poderá observar e articular, com o devido acompanhamento, os conhecimentos teóricos que o curso oferece com a prática educacional efetiva do ambiente escolar. Outrossim o estágio proporcionará ao Licenciando o desenvolvimento de noções e capacidades práticas como a do planejamento e trabalho em equipe; a observação, e interação, em sala de aula, de situações práticas às quais seu conhecimento teórico deverá se adaptar, em estratégias de intervenção pedagógica e ensino; a união entre razão conceitual e prática/experiência profissional, com todas as dificuldades e oportunidades a que esta interação conduz.

No âmbito acadêmico, o estágio vem sendo reconhecido como exercício de experiências de caráter teórico-prático, em que o estagiário encontra oportunidade de conceber, criar, realizar, em situação real, em determinadas condições, ações específicas à área profissional pela qual optou, com acompanhamento sistemático do professor.

O estágio viabiliza prioritariamente práticas profissionalizantes relativas a: caracterização de cenários sócio-políticos onde se insere a ação profissional, percepção das próprias deficiências e potencialidades, bem como das necessidades de auto-aperfeiçoamento, evocação e recriação de suporte teórico-referencial, como subsídio às realizações, co-participação efetiva no processo de aperfeiçoamento sócio-organizacional, vivência formativa do processo de transição entre a realidade estudantil e o ambiente profissional, compreensão das articulações e inter-relações entre estudo-trabalho.

A realização de atividades de estágio é sem dúvida, uma das condições indispensáveis para que o curso, como seus professores, cumpra efetivamente a tarefa de traduzir as formulações contidas nas diretrizes em um plano de estudo que seja capaz de oferecer as oportunidades de realizar aprendizagens, tanto em termos de assimilação de conceitos e dados (conhecimento), quanto de instrumentos de trabalho (habilidades) e capacidade de atuação autônoma (competências).

Com base em tais pressupostos, durante o período de prática profissionalizante, objetiva-se: possibilitar ao aluno condições de aperfeiçoamento de competências fundamentais ao processo de articulação das dimensões teórico-práticas do currículo, com ênfase no “aprender a fazer”.

Quanto a seus aspectos organizacionais, a proposta de Estágios assume conotações diversas, requerendo, como qualquer atividade de aprendizagem, observância a princípios ético-filosóficos, teórico-metodológico-operacionais, que proporcionem: aprofundamento e ampliação de conhecimentos básicos, análise crítica da realidade, identificação de áreas e processos de intercâmbio ou inserção de seu campo específico de trabalho em outras esferas do conhecimento científico, exercício de atividades profissionais, como sujeitos, em iniciativas que envolvam agilização de estratégias de iniciação científicas, com possível inserção ou intervenção nas áreas de ensino, pesquisa e extensão.

Veja também: Reingresso, Currículos, Horários.

Licenciatura em Artes Visuais