UFJF - Universidade Federal de Juiz de Fora

UFRJ

Você está em: Institucional > Histórico das Instituições > UFRJ

site: www.ufrj.br

 

Desde a sua formação em 1966, com a colaboração de professores vindos da França, Inglaterra, Alemanha e Estados Unidos da América, o Programa de Engenharia Elétrica (PEE) da COPPE/UFRJ tem buscado o seu aprimoramento nas diversas áreas da Engenharia Elétrica. Desde então, o corpo docente do PEE vem sendo consolidado de modo a refletir as tendências das melhores universidades do mundo. De seus quarenta e um professores permanentes, trinta e um concluíram doutorado no exterior nas principais universidades de países desenvolvidos (oito na França, oito na Inglaterra, cinco nos Estados Unidos da América, cinco no Canadá, três na Alemanha e dois no Japão). Os titulados no Brasil também foram incentivados a adquirir maior experiência internacional, através de estágios de pós-doutoramento. Essa diversidade de experiências atribui ao PEE uma característica diferenciada em termos de suas áreas de atuação e interação com a comunidade internacional.

 

Sob a influência de suas origens, o atual corpo docente do PEE, formado por alguns dos nomes mais conhecidos e reconhecidos no Brasil e no exterior, tem conseguido superar desafios e atingir seus objetivos principais, que são a excelência na formação de pessoal e no desenvolvimento de pesquisas científicas de interesse do Brasil.

 

Uma das qualidades únicas do PEE da COPPE/UFRJ é a priorização do qualitativo sobre o quantitativo nas publicações do programa. A COPPE vem destacando a importância das publicações em periódicos indexados de ampla circulação internacional, de maneira pioneira na área das Engenharias, na busca de um padrão internacional de qualidade. Os esforços do PEE (Programa de Engenharia Elétrica) em concretizar estes ideais levaram à nota 7 na CAPES nas avaliações relativas ao triênios 2001-2003 e 2004-2006.

 

Não obstante o reconhecimento dos esforços na forma de prêmios e honrarias recebidos pelos seus professores e alunos, o PEE também se orgulha de participar do desenvolvimento da indústria nacional na forma de inúmeros projetos de consultoria desenvolvidos pelo seu corpo docente e discente. O reconhecimento por parte do setor empresarial e industrial é também marca de qualidade e excelência, e indica que o PEE tem trazido o estado-da-arte em engenharia elétrica para a indústria nacional. Uma medida deste reconhecimento está nos recursos recebidos da iniciativa privada ao longo de 2007 captados junto a empresas tais como Eletronorte, ONS, FUCAPI (Fundação Centro de Análise, Pesquisa e Inovação Tecnológica), CGTF (Central Geradora Terméletrica Fortaleza S/A), Núcleo de Informação e Coordenação do Ponto BR, NOVATRANS Energia S/A, Cepel, e Petrobrás. Outra característica marcante do PEE tem sido a conquista, em concorrências nacionais e internacionais, de verbas para ensino, pesquisa e desenvolvimento associadas a Programas como PRONEX, CT-PETRO, CT-INFRA, CT-ENERG, e órgãos como CNPq, CAPES, FAPERJ e Finep.

 

As diretrizes do PEE apontam para: manutenção da qualidade acadêmica, aumento nos indicadores de produção intelectual privilegiando veículos com alto fator de impacto na comunidade científica, formação de pessoal com capacidade de liderança em pesquisa e em desenvolvimento nos setores elétrico, eletrônico e de telecomunicações, provimento de excelentes condições de trabalho para o seu corpo docente, discente e de funcionários, e interação com empresas brasileiras e estrangeiras. Essa interação se faz não somente através da realização de projetos em parceria com empresas privadas e estatais, mas também através da capacitação de engenheiros atuando no mercado de trabalho, que atualmente respondem por mais da metade do corpo discente do PEE.