UFJF - Universidade Federal de Juiz de Fora

Histórico

Você está em: IAD > Histórico

A criação do Instituto de Artes e Design está relacionada a uma histórica luta de reconhecimento de especificidades do campo profissional das artes e do design no âmbito da UFJF. Esse processo tem início em 1969 com  a criação do Departamento de Desenho no ICE  – Instituto de Ciências Exatas. Na  década de 1980 este departamento passou a se chamar Departamento de Desenho e Plástica.

O Departamento de Desenho e Plástica reunia profissionais que atuavam com  conteúdos relacionados ao desenho técnico projetivo e às artes plásticas, se encarregando de disciplinas do Curso de Desenho e Plástica, criado em 1969, bem como disciplinas dos currículos dos Cursos de Engenharia Elétrica e Engenharia Civil.

Prédio onde funcionou o Curso de Artes (1969/2008)

Prédio onde funcionou o Curso de Artes de 1969 a 2008

Em 1981, através de uma Reforma Curricular proposta pelo Conselho Federal de Educação, o Curso de Desenho e Plástica foi extinto e transformado em Curso de Educação Artística, com a oferta de o3 habilitações: Bacharelado em Desenho técnico, Bacharelado em Artes Plásticas e Licenciatura em Educação Artística.

A criação do Curso de Educação Artística promoveu uma grande ampliação no rol de disciplinas lotadas no Departamento de Desenho e Plástica, ocasionando a contratação de novos professores a fim de atender às necessidades do novo currículo. Com isso, este Departamento tornou-se heterogêneo em suas funções e objetivos.

Em 1987 o Departamento de Desenho e Plástica foi desmembrado em dois departamentos: Departamento de Desenho Técnico e Projetivo e Departamento de Artes, abrigando professores nas especificidades de suas áreas de conhecimento.

Ainda na década de 1980, diversas ações em diferentes campos já avançavam: o desenvolvimento dos projetos de curso – Graduação em Música e Graduação em Design – e a realização do Curso de Pós-graduação lato sensu em Design, este último em parceria com o Departamento de Desenho Técnico e Projetivo.

Tais ações provocaram uma ampla reforma curricular interna e, em 1998, o Departamento de Artes passou a ser denominado Departamento de Artes e Design (DAD).

A partir de 2000, com abrangência de atuação cada vez mais ampla, o DAD criou dois outros cursos de pós-graduação lato sensu: Curso de Especialização em Arte, Cultura Visual e Comunicação, em parceria com a Faculdade de Comunicação e Curso de Especialização em Moda, Cultura de Moda e Arte.

Em conseqüência da especificidade de seu campo de atuação e de seu potencial de expansão, foi deflagrado, por seus docentes, um amplo movimento em favor da autonomia acadêmica e administrativa do departamento.

Bloco "A" do novo IAD em construção (novembro 2008)

Bloco “A” do novo IAD em construção (novembro 2008)

Como resultado, em reunião de 31 de janeiro de 2006, o CONSU – Conselho Superior da UFJF votou e aprovou a criação do I.A.D – Instituto de Artes e Design instalando uma unidade autônoma inteiramente dedicada às Artes no âmbito da Universidade Federal de Juiz de Fora.

Construção do bloco "B" do IAD (fevereiro 2009)

Construção do bloco “B” do IAD (fevereiro 2009)

A UFJF reconhecia, naquele momento, o trabalho construído no campo das Artes como trabalho intelectual produtivo, capaz de desenvolver-se nos parâmetros do ensino, pesquisa e extensão, áreas que norteiam as ações da Academia. Consolidava-se, assim, a necessidade e o relevante papel intelectual das realizações artísticas junto à comunidade acadêmica. Deste modo, a UFJF reafirmou sua urgência e necessidade, ao enfrentar o desafio de manter uma unidade autônoma dedicada ao universo da Arte.

 

Veja também: Imagens Construção IAD.