UFJF - Universidade Federal de Juiz de Fora

Informações do Evento

Você está em: Eventos > GETMeeting > Informações do Evento

 arteGetMeeting

 

O VIII GETMeeting é um evento organizado pelo Grupo de Educação Tutorial do curso de Ciência da Computação (GETComp) voltado para os alunos do Departamento de Ciência da Computação e áreas afins da UFJF e é aberto para a participação de pessoas interessadas em tecnologia. O evento é constituído de minicursos a serem ministrados por alunos ou profissionais ligados à área de Ciência da Computação além da apresentação de trabalhos no Workshop de Trabalhos de Graduação, palestras e maratonas de programação.

 

Atividades previstas no evento:

SEXTA-FEIRA (04/05/2018)

Horário

Local

Evento

8:30 às 9:00

S210

Credenciamento

9:00 às 10:00

S210

X Workshop do DCC. Programação

10:00 às 12:00

S308

X Workshop do DCC Programação

10:00 às 12:00

S309

X Workshop do DCC Programação

13:00 às 15:00

L107

Mostra de Games e Projetos Relacionados 

13:00 às 15:00

L205

Mostra de Games e Projetos Relacionados 

15:00 às 16:30

 L205 

Apresentação e Networking com empresas

16:30 às 18:00

S304

Roda de conversa: Jogos aplicados a educação

João Victor de Sá Hauck, Igor Knop, Eliane Bettocchi e Sandro R. Fernandes

 

18:30

S308

Entrega dos Certificados aos Alunos Destaque

19:00 às 20:30

S308

Bem-Vindos à Realidade Paralela! Uma Breve Discussão sobre os Avanços da Realidade Virtual e Aumentada

Alex Fernandes da Veiga Machado

20:30 às 22:00

S308

O Futuro do Entretenimento Digital e Videogames

Esteban Walter Gonzalez Clua

SÁBADO (05/05/2018) – Minicursos

Horário

Local

Evento

09:00 às 13:00

L107

 

Minicurso 1
Desenvolvendo Jogos Integrados ao Facebook

João Vitor de Sá Hauck

09:00 às 13:00

L205

 

Minicurso 2
Blender e outras ferramentas para o desenvolvimento de jogos

Gabriel Aprigliano Fernandes

14:00 às 18:00

L107

 

Maratona de Programação

SÁBADO E DOMINGO (05 a 06/05/2018) – Game Jam

Horário

Local

Evento

18:00 de sábado às 18:00 de domingo

 L107

 

 

 

 

 

Roda de Conversa

Tema: Jogos aplicados a educação

Participantes

Igor Knop

D.Sc. em Modelagem Computacional, Professor do DCC-UFJF, usa jogos em disciplinas de desenvolvimento.

Eliane Bettocchi

Professora adjunta e coordenadora da Licenciatura em Artes Visuais – 2o. ciclo do Bacharelado Interdisciplinar em Artes e Design do Instituto de Artes e Design da Universidade Federal de Juiz de Fora. Coordena o grupo de pesquisa Histórias Interativas: estudo e projeto de ludonarrativas, o sub-projeto na área de Artes do Programa Institucional de Iniciação à Docência (PIBID) e o Laboratório Interdisciplinar de Linguagens para licenciaturas da UFJF. Atua, como pesquisadora, em grupo de pesquisa sobre poéticas centradas no corpo. Foi consultora de Design da Cátedra Unesco de Leitura PUC-Rio, onde coordenou projeto de formação de professores de ensino médio com apoio da Faperj. Atuou por 19 anos como profissional de Projeto Gráfico e Ilustração, com ênfase em jogos narrativos comerciais e educacionais. Pós-graduação lato sensu em Teoria da Arte pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (1998), Mestrado (2002) e Doutorado (2008) em Design pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro.

Sandro Fernandes Rodrigues

Doutor, em 2012, e Mestre, em 2008, pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro em Modelagem Computacional. Especialista, em 2004, pelo Centro de Ensino Superior de Juiz de Fora em Redes de Computadores. Bacharel em Informática, em 2000, pela Universidade Federal de Juiz de Fora. Atualmente professor do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Sudeste de Minas Gerais – Campus Juiz de Fora. Têm experiência na Área de Ciência da Computação com ênfase em linguagens de programação, bancos de dados, Inteligência artificial e processamento de imagens, atuando principalmente nos temas de modelagem computacional, segurança, games e computação gráfica.

Minicursos

Desenvolvendo Jogos Integrados ao Facebook

Resumo

O minicurso será da seguinte forma, na primeira será visto uma introdução ao desenvolvimento de jogos usando HTML e JavaScript. Após isso será apresentado um pouco da estrutura e funcionamento das redes sociais, mais especificamente o Facebook. Então cada participante deve habilitar o modo desenvolvedor em suas contas no Facebook e assim o ministrante mostrará funcionamento do SDK de desenvolvimento do Facebook. Ao final será desenvolvido um pequeno jogo, usando o Facebook para mostrar um Ranking com a foto e pontuação máxima de cada amigo que joga este jogo.

Ministrante

João Victor Hauck

João Vitor de Sá Hauck é Mestre em ciência da computação pela Universidade Federal de Juiz de Fora. Tem experiência na área de Ciência da Computação, com ênfase em geometria computacional. Atualmente é professor EBTT do instituto federal do Rio de Janeiro Campus Engenheiro Paulo de Frontin.

​​

Blender e outras ferramentas gratuitas para o desenvolvimento de Jogos

Resumo

Esse minicurso irá apresentar o Blender, uma ferramenta livre ​para criação de conteúdo 2D e 3D usada para cinema, animação e jogos. O minicurso fará uma passagem pelos principais recursos do Blender: Modelagem, Escultura, Animação, Render. Durante o minicurso também haverá uma discussão sobre o uso em geral de ferramentas gratuitas voltadas para o desenvolvimento de jogos.

Ministrante

Gabriel Aprigliano Fernandes

Gabriel Aprigliano Fernandes é formado em Desenho Industrial pela UFRJ, com Mestrado e Doutorado em Engenharia Civil (Sistemas Computacionais) pela COPPE. Durante 2007 e 2008 lecionou como professor substituto do curso de Desenho Industrial pela UFRJ, de 2010 a 2016 lecionou as disciplinas de arte 3D no curso de Design Gráfico pela Universidade Veiga de Almeida. Especialidades incluem design, animação, ilustração, desenvolvimento de aplicações multimídia, interfaces tangíveis e jogos digitais. Ampla experiência com aplicações de criação de conteúdo 3D (Blender, 3D Studio Max), ferramentas 2D (Pacote Adobe, GIMP), linguagens de programação (PHP, C++, C#, MAX Script, Java, Javascript, ObjectiveC, Action Script e outras) e engines/plataformas (Qt, Unity, UDK, Ogre, threeJS, iOS, Android). Pesquisador no campo Computação Gráfica com ênfase em Realidade Aumentada/Virtual Aplicada para o desenvolvimento de jogos para educação e entretenimento. Colaborador no laboratório VISGRAF/IMPA (Instituto de Matemática Pura e Aplicada) desde 2011, participando em diversos projetos de computação gráfica e aplicações móveis. Desde de 2016 é Professor de Artes Gráficas do IFRJ, Campus Engenheiro Paulo de Frontin, no Curso Superior de Tecnologia em Jogos Digitais.​ 

 

Palestras

Bem-Vindos à Realidade Paralela! Uma Breve Discussão sobre os Avanços da Realidade Virtual e Aumentada

Resumo

Entre os estudiosos não há um consenso sobre a origem da Realidade Virtual. Em meio aos escritores não há um limite das suas possibilidades futuras. Todavia entre ciência e ficção nos encontramos. Em uma era de avanços tecnológicos consideráveis relacionados à Realidade Virtual e Aumentada, como podemos nos preparar para os desafios contemporâneos desta área?

Palestrante

DSc. Alex Fernandes da Veiga Machado

Alex Fernandes da Veiga Machado possui Doutorado e Mestrado em Computação pela Universidade Federal Fluminense, Bacharelado em Ciência da Computação pela FAGOC, Licenciatura em Matemática pelo IFSUDESTE-MG, Técnico em Eletrônica pelo CEFET e Técnico em Administração pela ETFG. Cursa Licenciatura em Filosofia na UFSJ. Atuando no IFSUDESTE-MG, é Professor do Técnico em Informática, do Bacharelado em Ciência da Computação, do Mestrado em Educação Profissional e Tutor do Laboratório de Multimídia Interativa (PET-Computação). Tem experiência e realiza pesquisas principalmente nos seguintes temas: desenvolvimento de jogos, inteligência artificial e informática na educação.

O Futuro do Entretenimento Digital e Videogames

Resumo

Nesta palestra será apresentado como a área de Entretenimento Digital está sendo impactada pelas tendências de Deep Learning, Realidade Virtual e Computação de Alto desempenho. Serão apresentados desafios e problemas tanto do ponto de vista da indústria como da área de pesquisa.

Palestrante

DSc. Alex Fernandes da Veiga Machado

Esteban Walter Gonzalez Clua é professor da Universidade Federal Fluminense e coordenador geral do UFF Medialab, jovem cientista do nosso Estado pela FAPERJ em 2009 e 2013. Possui graduação em Computação pela Universidade de São Paulo, mestrado e doutorado em Informática pela PUC-Rio. Sua área de atuação está especialmente focada na área de Video Games, Realidade Virtual, GPUs e visualização. É um dos fundadores do SBGames (Simpósio Brasileiro de Games e Entretenimento Digital), tendo sido presidente da Comissão Especial de Jogos da SBC entre 2010 e 2014. Atualmente é o representante para o Brasil do Technical Committee de Entretenimento Digital da International Federation of Information Processing (IFIP) e membro honorário do conselho diretivo da Abragames.

 

Competições

Maratona de Programação

Resumo

A Maratona de Programação do GETMeeting tem como objetivo incentivar os alunos a se tornarem competidores nas edições regional, nacional e mundial.
Seguindo o padrão da maratona SBC, os times são compostos por três alunos, que tentarão resolver durante 5 horas o maior número possível dos problemas que são entregues no início da competição. Estes alunos têm à sua disposição apenas um computador e material impresso (livros, listagens, manuais) para vencer a batalha contra o relógio e os problemas propostos.
Os competidores do time devem colaborar para descobrir os problemas mais fáceis, projetar os testes, e construir as soluções que sejam aprovadas pelos juízes da competição. Alguns problemas requerem apenas compreensão, outros conhecimento de técnicas mais sofisticadas, e alguns podem ser realmente muito difíceis de serem resolvidos.
O julgamento é estrito. No início da competição os competidores recebem os problemas que devem ser resolvidos. Nos enunciados dos problemas constam exemplos dos dados dos problemas, mas eles não têm acesso às instâncias testadas pelos juízes. A cada submissão incorreta de um problema (ou seja, que deu resposta incorreta a uma das instâncias dos juízes) é atribuída uma penalidade de tempo.
O time que conseguir resolver o maior número de problemas (no menor tempo acumulado com as penalidades, caso haja empate) é declarado o vencedor.
A equipe campeã será premiada!

 

Game Jam:

Resumo

Um game jam é um encontro de desenvolvedores de jogos para efeitos de planejamento, concepção e criação de um ou mais jogos dentro de um curto espaço de tempo, geralmente variando entre 24 e 72 horas. Os desenvolvedores de jogos são geralmente compostos de programadores, designers de jogos, artistas e outros em campos relacionados com o desenvolvimento do jogo. Além de jogos digitais, também são aceitos jogos de tabuleiros, cartas, etc. Vale ressaltar que os resultados obtidos no Global Game Jam foram muito positivos.

 

Apoio:

 

dcc pgcc_ufjf

treina web fadepe
365 365 365