UFJF - Universidade Federal de Juiz de Fora

Em um ano, Farmácia Universitária contabiliza mais de 20 mil atendimentos e 200 consultas Farmacêuticas

Data: 21 de janeiro de 2017

O dia 20 de janeiro é dedicado aos farmacêuticos e, nesta data, a Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF) não só parabeniza a categoria, mas comemora o atendimento que vem sendo realizado na Farmácia Universitária. Em atuação desde 1995, este é um importante núcleo extensionista da Universidade. Além de oferecer aos alunos do curso de Farmácia oportunidade de estágio, coloca à disposição da comunidade produtos industrializados e manipulados a preços acessíveis e com qualidade.

No ano passado, a Farmácia passou a fazer parte de convênio firmado com a Prefeitura de Juiz de Fora para oferecer serviços de atenção farmacêutica à população dos bairros do entorno da Universidade. Assim, ganhou outras duas atividades: a dispensação de medicamentos para a população, a partir do Sistema Único de Saúde (SUS), e o consultório farmacêutico.

Os usuários do SUS são atendidos mediante prescrição médica, sendo que, neste período de quase um ano, mais de 20 mil pacientes já foram atendidos. O diretor da Farmácia, professor Marcelo Silvério, destaca a humanização no serviço como um diferencial. “Para a dispensação de medicamentos, o público é atendido e orientado por acadêmicos sobre a forma correta de utilização, conservação e adesão do tratamento, não é somente uma entrega de medicamentos.”

31592920043_7040208966_o

Já no serviço de consultório farmacêutico, os clientes agendam uma consulta para avaliação geral das condições terapêuticas e orientações mais específicas quanto ao tratamento. Até dezembro, 200 consultas do tipo foram realizadas.

O monitoramento e o acompanhamento farmacoterapêutico ainda não é oferecido na maioria das farmácias da cidade, apesar de ser previsto na Lei Federal 13.021/2014, que coloca como uma responsabilidade do farmacêutico prestar orientação e esclarecer ao paciente a relação benefício e risco, conservação e utilização correta dos fármacos e a importância do manuseio correto, para aprimorar as condições terapêuticas e garantir a saúde e bem-estar dos pacientes.

O atendimento no consultório passou por uma fase experimental, em que os farmacêuticos residentes, professores e técnicos apuraram a melhor metodologia de trabalho para o acompanhamento terapêutico. Silvério já observa resultados positivos: “Houve uma melhora significativa no tratamento dos pacientes acompanhados. Com a adesão correta e orientação, o tratamento passa a ser efetivo.”

 

Veja esta notícia também no site da UFJF: http://www.ufjf.br/noticias/2017/01/20/em-um-ano-farmacia-universitaria-contabiliza-mais-de-20-mil-receitas-e-200-consultas/

 

Compartilhe: