UFJF - Universidade Federal de Juiz de Fora

Pesquisa

Você está em: Projetos > Pesquisa

A FACOM/UFJF possui diversos grupos e laboratórios de pesquisa. Neles são desenvolvidos projetos de iniciação científica, mestrado, de aprofundamento teórico e de extensão em interface com a pesquisa. Os grupos de pesquisa da Facom são registrados junto ao CNPq e, contam com financiamento de órgãos como CNPq, Fapemig e CAPES.

Confira as principais informações sobre os grupos e projetos desenvolvidos.


Comunicação, Cidade, Memória e Cultura

comcime

Líderes do grupo:
Christina Ferraz Musse
Rosali Maria Nunes Henriques

Website: http://pesquisafacomufjf.wordpress.com/

Repercussões:

O grupo de pesquisa “Comunicação, cidade, memória e cultura” teve formação em 2013 e tem como principais linhas de pesquisa : “Cidade e Memória”, “Estudos de memória social” e “Mídia e memória”. No grupo, são discutidos assuntos relacionados à memória, à história oral, à construção de narrativas e à representação da mídia em geral. A líder é a doutora em comunicação Christina Ferraz Musse, e a vice é a doutora em história Rosali Henriques. O grupo conta com 32 membros, entre graduandos, mestrandos e doutorandos dos cursos de Comunicação, História, Artes e Design, e Letras. O grupo se reúne no Museu de Arte Murilo Mendes e busca realizar projetos, eventos, seminários e minicursos para debater os temas propostos, como o Seminário “Narrativas, memória e mídias digitais”, o Projeto “Memórias Possíveis” e o curso de capacitação em “História Oral com a metodologia do Museu da Pessoa”.

 

Comunicação, Esporte e Cultura

esporte

Líderes do grupo:
Márcio de Oliveira Guerra 
Ricardo Bedendo

Repercussões:

O grupo de pesquisa “Comunicação, Esporte e Cultura” destina-se à pesquisa nas áreas da Comunicação e do Esporte, com ênfase ao futebol, buscando realizar uma integração entre o esporte e a mídia. A pesquisa vai procurar entender o esporte como elemento cultural, que também tem ligações com o ambiente da Comunicação. O trabalho realizado vai também subsidiar eventos comuns às áreas, que busquem o envolvimento da comunidade acadêmica em atividades esportivas e de comunicação. O futebol é o elemento principal de pesquisa, com interesse na formação de atletas, na imagem destes atletas nos meios de comunicação, na ligação do esporte com a atividade profissional do jornalista e a identificação do receptor/torcedor com atleta e meio de comunicação. Também trabalharemos aqui com a linha de Comunicação, Futebol e Poder. Buscaremos reflexões e investigações sobre a comunicação e a representação, no caso do esporte, em suas relações de poder entre sujeitos, instituições, torcedores, atletas e outros atores envolvidos nesta teia.

 

Comunicação, Identidade e Cidadania

Líderes do grupo:

Paulo Roberto Figueira Leal
Luiz Ademir de Oliveira

Website: http://www.ufjf.br/comunicacaoeidentidade/

Repercussões:

Numa realidade contemporânea marcada pela presença dos meios de comunicação na vida cotidiana (incluive na interface com a política), a variável midiática transforma-se em instância fundamental para a discussão da criação, consolidação ou reconfiguração das identidades e das autopercepções de atores sociais. Este processo necessariamente estrutura-se com base em valores e práticas compartilhadas socialmente, que se relacionam à participação dos indivíduos no espaço público e, portanto, estabelecem interfaces com o conceito de cidadania.

O grupo Comunicação, Identidade e Cidadania busca resgatar exatamente os potenciais diálogos (teóricos e de intervenção social) entre os fenômenos da comunicação de massa e os aspectos identitários e de vida cidadã – com especial ênfase nos estudos da Comunicação Política. Nessa perspectiva, reúne docentes da e discentes (de mestrado e graduação) da UFJF e da UFSJ, além de egressos do programa cujas linhas de pesquisa assentam-se nesse espaço de discussão.

Na linha Mídia e Representação propõe-se o estudo sobre os impactos sociais da mídia, suas características e limites. Discute-se, a partir do conteúdo socializado pela mídia, como se dá a produção de saberes, identidades e culturas locais e/ou globais. Outras interfaces possíveis (como as relações entre a mídia e o processo de formação da opinião pública) são aqui também abordadas.

 

Grupo Sensus – Comunicação e Discursos (Saúde, Sensibilidades e Violências) 

sensus

Líderes do grupo:
Wedencley Alves Santana 
Marco Antonio de Carvalho Bonetti

Website: http://www.ufjf.br/sensus/

Repercussões:

O Grupo Sensus – Comunicação e Discursos, tem como objetivo o desenvolvimento de pesquisas, leituras, publicações, atividades extensionistas e de laboratório, no âmbito da Faculdade de Comunicação da UFJF. Contando com professores, alunos de graduação e do Programa de Pós-Graduação da unidade, além de interlocutores, o grupo parte da Análise do Discurso (Pêcheux-Orlandi) para compreender a relação entre Comunicação e Poder em três eixos: Saúde, Sensibilidades e Violências. Desta forma, são motivadas discussões, pesquisas e atividades sobre: (1) discursos na mídia ou em ambientes mediados acerca do bem e do mal estar físico, mental e social; (2) questões de biopolíticas, bioidentidades e biossocialidades; (3) transformações das sensibilidades sob a ótica das relações entre poder e comunicação; (4) relação entre violências (física, psicológica, institucional, simbólica), mídia e Estado; (5) corpo como materialidade simbólica e política no espaço público e midiatizado. No PPGCom, o grupo se filia à linha de pesquisa Comunicação e Poder. 

 

Laboratório de Jornalismo e Narrativas Audiovisuais 

audio

Líderes do grupo:
Iluska Maria da Silva Coutinho 
Lara Linhalis Guimarães

Website: http://www.ufjf.br/laboratoriodenarrativas/

Repercussões:

O Laboratório caracteriza-se como espaço de produção científica e de narrativas diversas, com privilégio para jornalismo e audiovisual. Estruturado em três linhas de pesquisa – Imagem e produção de sentido; Telejornalismo e público; Jornalismo, narrativa e identidade – atualmente é o espaço em que se desenvolvem pesquisas financiadas pela Fapemig (Telejornalismo em emissoras públicas) e pelo CNPq (Nossas narrativas).
Os trabalhos desenvolvidos no Laboratório de Jornalismo e Narrativas Audiovisuais envolvem atividades de pesquisa e extensão realizadas no âmbito da graduação e do mestrado em Comunicação da UFJF. Os resultados tem sido publicizados em artigos publicados em anais, revistas, livros e capítulos. Destaca-se a organização do livro “A informação na TV pública”(2013), com capítulos dos pesquisadores e estudantes vinculados ao grupo, e a titulação de onze mestres em Comunicação entre os anos de 2009 e 2014, três deles doutorandos atualmente. Na UFJF, o Laboratório tem como parceiros o Graphos, Laboratório de Pesquisa em Jornalismo Gráfico e Visual, e com o Laboratório de Mídia Digital. Internacionalmente um parceiro é o CIMJ, Centro de Investigação Media e Jornalismo, da Universidade Nova de Lisboa. Há Interlocução com duas sociedades científicas da área, Intercom e SBPJor, na última vinculado à Rede de Pesquisadores de Telejornalismo (TELEJOR).

 

Laboratório de Mídia Digital

midiadigital

Líderes do grupo:
Carlos Pernisa Júnior 
Marcelo Ferreira Moreno

Website: http://www.ufjf.br/midiadigital/

Repercussões:

O Grupo de Pesquisa tem início em 2002, com o nome de “Poéticas da Imagem Técnica”. Em 2003, o projeto do grupo, “A imagem em Walter Benjamin”, obteve recursos financeiros e bolsas de iniciação científica junto à Universidade Federal de Juiz de Fora. Em 2008, publica-se o livro “Walter Benjamin: imagens”, com artigos de membros do grupo. Em 2006, nova pesquisa é aprovada, “Um homem com uma câmera: um filme didático”, tanto no CNPq quanto na Fapemig. Entre 2005 e 2008, o grupo participa de eventos divulgando as pesquisas realizadas no projeto, com a publicação de um livro – “Vertov: o homem e sua câmera” – e um DVD encartado referente a este trabalho em 2009. Em 2010, o grupo passa por reformulações e passa a se chamar “Cinema e Mídias Digitais”. A proposta a partir de então é produzir projetos que tenham um viés acadêmico, mas com produções teóricas e práticas. Com nova reformulação em 2014, o grupo agora se chama “Laboratório de Mídia Digital” e tem novos projetos aprovados no CNPq.

 

Redes, ambientes imersivos e linguagens

grpral

Líderes do grupo:
Gabriela Borges Martins Caravela 
Francisco José Paoliello Pimenta

Website: http://www.ufjf.br/redeselinguagens/

Repercussões:

O grupo de pesquisa “Redes, ambientes imersivos e linguagens” tem por objetivo o estudo dos fenômenos técnico-midiáticos da contemporaneidade sobre diversos enfoques como pode ser observado pelas suas três linhas de pesquisa: “Convergência, Intersemiose e Literacia nas mídias e nas artes”, “Ambientes imersivos colaborativos, redes sociais e semiótica” e “Comunicação, estética e psicanálise”. O grupo teve início em 2006 e é certificado pela UFJF/CNPQ. A produção do grupo vai desde artigos, comunicações em congressos e dissertações de mestrado, por parte dos discentes, a publicações de livros e revistas de alto padrão Qualis/Capes, e até de impacto internacional, por parte dos pesquisadores seniors. Organização de eventos e atividades de pesquisa e extensão ligadas à comunicação e à educação. Realizou recentemente o I Simpósio Internacional de Literacia Midiática na FACOM-UFJF. O grupo coordena a equipa nacional composta pela UFJF, UFSC, UNB, UFF, UFTM, UNB e UEPG da RED ALFAMED (Rede Interuniversitaria Euroamericana de Alfabetização Midiática) que inclui 12 países.

 

Flores Raras – Grupo de Pesquisa em Educação, Comunicação e Feminismos

flores

Líderes do grupo:

Claúdia Lahni

Daniela Auad

Repercussões:

A partir de pesquisa, docência e extensão desenvolvidas pelas pesquisadoras do grupo, prevê-se como repercussões: Participação e apresentação de trabalhos em Congressos, Seminários e outros eventos científicos, culturais e relacionados ao ativismo nas variadas searas do Movimentos Sociais, especialmente o Movimento Feminista. A partir de estudos bibliográficos e de pesquisas de campo, realizar formação de alunas e alunos, da Iniciação Científica à Pós-Graduação, com base nas temáticas e referenciais teóricos abordados nas linhas de pesquisa. Realização de pesquisas que resultem tanto em eventos científicos quanto em publicações.

Website: http://www.ufjf.br/educacomunicafeminismos/

 

GRAPHOS – Laboratório de Pesquisa e Estudos em Jornalismo Gráfico e Visual

graphos

Líder do grupo:

Jorge Carlos Felz Ferreira

Website: http://www.ufjf.br/graphos

O Laboratório de Estudos e Pesquisas em Jornalismo Gráfico e Visual (GRAPHOS) é um grupo de trabalho voltado para o ensino, a pesquisa e a extensão. Assim, estão atreladas ao laboratório, disciplinas do curso de jornalismo da FACOM – UFJF: Planejamento Gráfico e Fotografia; bem como projetos de iniciação científica que tratam de temas como: fotojornalismo em dispositivos móveis, fotojornalismo e memória e design de jornais populares. Também fazem parte do laboratório, projetos de extensão, monitoria e de treinamento profissional. Estes outros projetos operam em interface com a pesquisa em áreas como o desenvolvimento de bancos de imagens, de educação e alfabetização visual e de documentação urbana. Nos últimos 12 meses foram apresentados diversos trabalhos em congressos (Intercom, SBPjor) bem como trabalhos de conclusão de curso e de especialização.

Compartilhe: