UFJF - Universidade Federal de Juiz de Fora

ISSN 1983-8379

Apresentação

Você está em: Edições Anteriores > Volume 8 - Número 2 - Maio/2016 > Apresentação

Apresentação Darandina

 

A violência assume tantas formas na sociedade contemporânea, podemos até pensar que ela funda essa sociedade. As grandes transformações do ocidente não ocorreram fora da sua regência, por exemplo, a Revolução Francesa ou a Inconfidência Mineira foram marcadas pela violência do totalitarismo político. Mesmo nas ações mais libertadoras, ou principalmente nelas, a reação às formas de opressão não ocorreram exclusivamente pela via pacifista ou diplomática.

No imaginário literário, a violência também assume forma e sentidos variáveis. Ela está dissolvida e confudida com heroísmo na épica homérica, ou é um meio pelo qual os seres “medem a sua dor” na tragédia. Na raiz do destino trágico de Édipo está um assassinato. Nas tragédias de Shakeaspeare, como Macbeth, a violência é uma manifestação da psicose humana, conduz à corrupção política e ao esvaziamento existencial. “A vida é um conto sem sentido e cheio de fúria”, diz Macbeth, o usurpador da cora, prestes a ser assassinado. Na literatura brasileira, dos jagunços mineiros de Guimarães Rosa aos traficantes armados de Paulo Lins, dos psicopatas burgueses de Rubem Fonseca às figuras marginais de Ferrez, a violência é um meio de representação e problematização das contradições do estado moderno e das falências da sociedade brasileira.

São tantos os aspectos da violência na contemporaneidade que é praticamente impossível abordá-los sem uma perspectiva multidisciplinar. É sob esse ângulo que a revista Darandina, em sua 16ª edição, a partir dos artigos que formam este volume, propõe e nos convida a refletir sobre a literatura e as escritas da violência.

 

 

Juiz de Fora, 15 de maio de 2016.

Anderson Pires da Silva

Doutor em Letras pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (2006).

Professor Adjunto da Faculdade de Letras da Universidade Federal de Juiz de Fora.

    Darandina Revisteletrônica