UFJF - Universidade Federal de Juiz de Fora

ISSN 1983-8379

Ao pensar o estado de exceção, o italiano Giorgio Agamben alerta para como esse “patamar de indeterminação entre democracia e absolutismo” (2004, p. 13) tem se mostrado, cada vez mais, o modelo político contemporâneo de governo. O aval para a suspensão do Estado Democrático de Direito vem na forma de crises, que “sempre foram utilizadas, quando não fabricadas, para permitir ações excepcionais, atitudes que não seriam admitidas em situações de normalidade”, conforme nos aponta o jurista brasileiro Rubens R. R. Casara (2017, p. 13). A literatura pode nos oferecer testemunhos e narrativas precisas não apenas de cenários de crises que levam a tempos de exceção, mas também de como estes podem ser oficializados e transformados em estratégias definitivas de governo – e, nesse sentido, até mesmo ficções científicas trazem descrições assustadoramente reais. Quando se suspendem […] Leia Mais

    Darandina Revisteletrônica