UFJF - Universidade Federal de Juiz de Fora

Pré-incubação do Critt aprova dois projetos em competição mundial de inovação tecnológica

Data: 26 de agosto de 2011

A Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF), por meio do setor de Pré-incubação do Centro Regional de Inovação e Transferência de Tecnologia (Critt), apresenta novamente resultados positivos em um evento de repercussão mundial. A 4ª edição do “Idea-to-Product Competition Latin America” (I2P) terá 12 projetos inovadores em competição, dos quais oito são provenientes da UFJF. Desses oito, dois são oriundos da Pré-incubação do Critt: o “ODONTO”, da mestranda Roberta do Espírito Santo, da Faculdade de Odontologia; e o “INOVA”, do Prof. Ph.D Carlos Maranduba.

Segundo o professor Maranduba, o projeto “INOVA” possibilita a todos o isolamento e o armazenamento de células-tronco de diferentes tecidos do corpo humano. O Ph.D em Genética Molecular Humana declara-se interessado com a competição e afirma que é uma ótima oportunidade para a visibilidade de sua ideia. “Fiquei satisfeito quando soube que minha pesquisa é realmente inovadora no mercado brasileiro e mundial. Minhas expectativas são enormes”, comenta Carlos.

O projeto desenvolvido por Roberta consiste num aparelho intra-oral para tratamento do ronco e síndrome da apneia obstrutiva do sono. A mestranda acredita que todos os trabalhos bem estruturados têm grandes chances de vencer a concurso. Ela foi orientada pelo setor de Pré-incubação do Critt a fim de que submetesse o projeto à banca do concurso.

A competição I2P, promovida pelo Centro de Empreendedorismo e Novos Negócios da Fundação Getúlio Vargas (FGVcenn), é um segmento da disputa global “Idea-to-Product Global” voltado, principalmente, para estudantes da América Latina. A competição busca equipes que possuam tecnologia ou produtos inovadores em potencial para atingir segmentos da sociedade. O conceito do evento, fundado na Universidade do Texas, tem a finalidade de educar e desenvolver a próxima geração de empreendedores de tecnologia. Grandes empresas como 3M, Boticário e Makesys participam desse evento.

De acordo com Rafaela Souza, bolsista da Pré-incubação do Critt, quem participa do evento ganha um diferencial porque adquire contato com grandes investidores e consegue, assim, aprimorar sua ideia. “As possibilidades de uma melhoria do projeto são infinitas diante da avaliação de investidores que compõem a banca. As opiniões servem como uma forma de esclarecimento e amadurecimento da ideia”.

De 1º a 3 de setembro de 2011, os projetos selecionados participarão de mais uma etapa da disputa, que ocorrerá na Fundação Getúlio Vargas, em São Paulo. A equipe vencedora será automaticamente convidada a participar da fase final em novembro, na cidade de Estocolmo, na Suécia, onde os finalistas de outras partes do mundo serão reunidos no I2P Global.

Membro do Critt também tem projeto selecionado

O membro do escritório executivo do Critt, Evandro Mendonça Fortuna, que desenvolveu o projeto “Tomada inteligente”, também afirma que a competição oferece o reconhecimento de organizações internacionais. “Essa porta que se abre para nós, empreendedores, possibilita uma maior comunicação entre o inventor e a rede de investimentos”, afirma.

O dispositivo criado por Evandro é capaz de medir e controlar a energia elétrica, bem como gerenciar a utilização de equipamentos ligados a ele, auxiliando na economia de energia. O objetivo é diminuir ou até mesmo eliminar o desperdício, mostrando, ainda, uma preocupação com o meio ambiente.

O que é pré-incubação?

A pré-incubação é uma importante fase no sistema de geração de empreendimentos. É nesse momento que o potencial do candidato, o produto e o projeto apresentados são analisados, além do perfil empreendedor e da capacidade de articulação para vencer desafios. A pré-incubação do Critt visa à orientação de alunos e professores da UFJF na elaboração do Plano de Negócios de seus Projetos Inovadores, ensejando identificar a viabilidade técnica, mercadológica e econômica.

Mais informações: (32) 2102-3435 ramais 204 (Comunicação), 213 (Pré) e 227 (Escritório executivo).

Compartilhe: