UFJF - Universidade Federal de Juiz de Fora

Laboratório de Audiovisual

Você está em: Projetos > Competências Midiáticas > Laboratório de Audiovisual

Sob o prisma da literacia midiática e da cidadania construída por meio do ensino audiovisual, a ação de formação Laboratório de Audiovisual tem como objetivo contribuir para o desenvolvimento da competência midiática audiovisual em crianças de 9 a 12 anos, estudantes de escola pública. As oficinas fazem parte do projeto de pesquisa e extensão “Competências Midiáticas e promoção da cidadania”, que tem como objetivo sistematizar os níveis de competência midiática audiovisual e propor políticas públicas que estimulem o debate e a criação de iniciativas para o fomento da literacia midiática. A competência é geralmente entendida como uma combinação de conhecimentos, habilidades e atitudes consideradas necessárias para um contexto determinado.

No contexto da literacia audiovisual são necessárias algumas habilidades ou conhecimentos para que as tecnologias audiovisuais sejam melhor utilizadas. São as competências que vão potencializar o  pensamento crítico e reflexivo, bem como a autonomia dos indivíduos diante das tecnologias.

Nelas são abordados conceitos como princípios básicos da animação, técnicas de animação em stopmotion, produção audiovisual para internet, linguagem cinematográfica e sonoplastia, de forma a abranger as dimensões estéticas, tecnológicas, ideológicas, de produção e difusão, de linguagem e dos processos de interação, conforme proposto por Ferrés e Piscitelli no estudo “Competência midiática: proposta articulada de dimensões e indicadores” (2015). São autilizados três movimentos: ver/mostrar, refletir e fazer, ou seja, pensar a partir da observação e recepção das linguagens postas, refletir sobre as diferentes possibilidades de criação a partir das tecnologias de comunicação e realizar/produzir, onde os envolvidos criam mini-narrativas, compartilhando olhares e vivências.

Este projeto enquadra-se dentro de um estudo mais amplo que mostra-se relevante no contexto brasileiro a fim de mapear as boas práticas desenvolvidas no país e levantar dados que possam ser comparados posteriormente. A pesquisa integra a Rede Interuniversitária Euroamericana de Alfabetização Midiática (Alfamed), uma rede internacional de estudos comparativos no contexto da literacia midiática, que é composta por 12 países europeus e latino-americanos. No Brasil, as pesquisas são coordenadas pela UFJF e participam a Universidade Estadual de Ponta Grossa, Universidade de Brasília, Universidade Federal do Triângulo Mineiro, Universidade Federal de Santa Catarina e Universidade Federal Fluminense. Os resultados serão comparados com outros projetos que estão sendo desenvolvidos no Brasil e na Universidade de Huelva da Espanha.

Grupo de Pesquisa Comunicação, Arte e Literacia Midiática