UFJF - Universidade Federal de Juiz de Fora

Histórico

Você está em: Institucional > Histórico

HISTÓRICO DO CENTRO DE BIOLOGIA DA REPRODUÇÃO

O Centro de Biologia da Reprodução (CBR) foi idealizado pelo Prof. Dr. Amaury Teixeira Leite Andrade e instalado no Campus da UFJF em 1970 com o objetivo de realizar pesquisas na área da Biologia da Reprodução, de divulgá-las e realizar atividades de extensão.

Na primeira fase da existência do Centro, as pesquisas envolveram a avaliação de efeito tóxico de fármacos sobre o blastocisto de coelhos e de camundongos, através de estudos “in vitro”; toxicidade sobre a embriogênese de ratos, além de estudos clínicos iniciais para avaliação da eficácia e efeitos colaterais de dispositivos intra-uterinos e contraceptivos orais. Nessa época, o Centro passou a fazer parte dos Centros Colaboradores de Controle de Qualidade de Laboratórios de Radioimunoensaio da Organização Mundial da Saúde (OMS).

Na década de 80, o Centro integrou um Grupo de Pesquisa de estudos de Plantas Medicinais, constituído pela Faculdade de Química de Minas Gerais (UFMG), coordenado pelos Profs. Drs. Alaíde e Geovane de Oliveira, pelo Instituto de Pesquisas da Amazônia (INPA), coordenado pelo Prof. Dr. José Guilherme Soares Maia, e pelo Centro de Biologia da Reprodução da Universidade Federal de Juiz de Fora, coordenado pela Profa. Dra. Martha de Oliveira Guerra. O objetivo do projeto foi avaliar o potencial farmacológico relacionado às atividades contraceptivas/abortivas de plantas utilizadas pela população indígena com essa finalidade. Os trabalhos de pesquisa do Grupo foram financiados pela FINEP. Ainda nesse período, outros programas de pesquisa desenvolvidos com o mesmo objetivo receberam suporte financeiro do CNPq, FAPEMIG, OMS e laboratórios farmacêuticos diversos.

Na década de 90, a Organização Mundial da Saúde, reconhecendo a importância dos Testes Pré-clínicos desenvolvidos pelo Centro com a utilização do modelo animal (roedores, primatas e lagomorfos), investiu na recuperação física do Biotério do CBR de maneira a ampliá-lo, garantindo o atendimento a uma maior demanda.

Com o novo milênio, o CBR iniciou novas parcerias e começou a desenvolver estruturas de Rede de Cooperação, acompanhando a nova filosofia das agências financiadoras para otimização de recursos financeiros e humanos.

No período de 2000 a 2002, o CBR prosseguiu seus trabalhos com a avaliação a eficácia e eficiência dos Dispositivos Intra-uterinos, tendo sido credenciado junto ao Ministério da Saúde e Agência de Vigilância Sanitária para participar de estudos multicêntricos.

Em 2000, a parceria do Centro com a empresa Quiral do Brasil e o Instituto Mineiro de Estudos e Pesquisa em Nefrologia resultou na obtenção de equipamentos como PCR e outros, destinados à análise de DNA e de substâncias imunossupressoras, financiados pela FAPEMIG.

No ano de 2001, o Projeto CT-INFRA 1 – FINEP teve a parceria do CBR, do Departamento de Química do Instituto de Ciências Exatas (ICE) e da Faculdade de Farmácia e Bioquímica. Em tal parceria, coube ao CBR a execução e análise dos Testes Biológicos Pré-clínicos feitos “in-vitro” com a utilização de diferentes espécies de roedores e uma espécie de lagomorfo.

Considerando o Plano Diretor traçado no Centro, a participação no projeto acima mencionado permitiu complementar e adequar os laboratórios de modo a atender tanto as modificações quanto à Legislação de criação, manutenção e utilização dos animais de laboratório, feitas pelo

Colégio Brasileiro de Experimentação Animal (COBEA), quanto aquelas do Ministério da Saúde para atendimento aos Testes Pré-clínicos.

O Centro de Biologia da Reprodução, desde 2002, participa como coordenador geral das Redes Mineiras de Bioterismo e Toxifar, ambas fomentadas pela FAPEMIG. 

No ano de 2018, após rigoroso processo de seleção, o Biotério do CBR/UFJF passou a integrar a Rede Nacional de Biotérios de Produção de Animais para Fins Científicos, Didáticos e Tecnológicos – REBIOTÉRIO/CNPq.

 

Centro de Biologia da Reprodução


Acessos desde 14/05/2013: 17,966