UFJF - Universidade Federal de Juiz de Fora

Projeto do Programa Boa Vizinhança auxilia comunidade afetada pelo rompimento da barragem da Samarco

Data: 25 de outubro de 2017

equipeilhabrava

Professor Girley Francisco com equipe participante do projeto

Em razão da contaminação do Rio Doce provocada pelo rompimento da barragem de rejeitos da mineradora Samarco, a comunidade ribeirinha de Ilha Brava, em Governador Valadares, foi obrigada a buscar por novas fontes hídricas para suprir as necessidades humanas. No entanto, possíveis mudanças de hábitos relacionados ao armazenamento de água, bem como a origem desta nova fonte podem criar uma condição favorável para a transmissão de parasitoses intestinais. 

 

Preocupado com esta realidade, o professor Girley Francisco, do Departamento de Ciências Básicas da Vida do campus avançado de Governador Valadares da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF-GV), desenvolve o projeto “Prevalência e aspectos epidemiológicos de enteroparasitoses na comunidade ribeirinha de Ilha Brava, Governador Valadares, MG”, vinculado ao Programa Boa Vizinhança.

 

Junto a estudantes de Medicina e Farmácia da UFJF-GV, o professor buscará avaliar os moradores da comunidade ribeirinha através da realização de exames parasitológico de fezes, a fim de determinar os parasitos prevalentes e propor ações que possam ser empregadas nesta comunidade. “É objetivo também deste projeto trabalhar aspectos relacionados a educação em saúde envolvendo verminoses, qualidade da água, educação ambiental e destino correto do lixo e esgoto”, destacou Girley Francisco. Todas as ações serão realizadas em parceria com professoras da Escola Municipal de Ilha Brava e com a Coordenação de Atenção Básica à Saúde via o Programa de Estratégia da Saúde da Família de Baguari.

 

Ainda em fase inicial, o projeto aguarda liberação do Comitê de Ética em pesquisa envolvendo seres humanos da UFJF para começar a oferecer o exame parasitológico de fezes para os moradores da comunidade. Contudo, já são realizadas capacitações de agentes comunitários de saúde, professoras e de lideranças locais quanto a prevenção de parasitoses intestinais. 

 

Iniciado há três meses, o projeto prevê ainda a elaboração de cartilhas e folders com a participação da comunidade buscando abordar os temas relacionados às verminoses e enfocando nos mecanismos de transmissão, profilaxia, controle, manifestações clínicas, sinais e sintomas e tratamento etiológico.  

Compartilhe:

    Campus Avançado Governador Valadares – UFJF

    Sede administrativa – Rua São Paulo, 745 – Centro
    Governador Valadares/MG – CEP 35010
    -180 (mapa)
    Telefone: 33.3301.1000
    E-mail: caad.gv@ufjf.edu.br

    Compartilhe: